Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Governo - Política Industrial

Senado quer discutir novo marco legal para informática

:: Luís Osvaldo Grossmann
:: Convergência Digital :: 15/03/2012

O Senado Federal vai começar a discutir um novo marco legal para o setor de informática, com o objetivo de atualizar as regras de incentivos ao uso do software nacional, desonerações fiscais e estímulos ao mercado por meio de compras governamentais.

Proposta pelo senador Walter Pinheiro (PT-BA), uma audiência conjunta das comissões de Infraestrutura e Ciência e Tecnologia vai ouvir representantes do governo – ministérios de Ciência e Tecnologia e do Planejamento, além do BNDES – e entidades do setor como Assespro, Abes, Softex e Fenainfo.

A ideia de revisar a Lei de Informática vem ganhando adeptos nos últimos anos, a começar pelo próprio governo, que chegou a encomendar um “amplo estudo” para identificar as deficiências da legislação e os caminhos mais indicados para uma alteração da norma.

Na prática, diferentes avaliações sustentam que a Lei de Informática envelheceu, visto que trata essencialmente da montagem de equipamentos no país (hardware), enquanto o mercado atual se desenvolve principalmente no campo dos aplicativos (software).

No ano passado, o então ministro de Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, insistiu diversas vezes que a Lei de Informática é, principalmente, um instrumento para equilibrar o resto do país aos incentivos oferecidos pela Zona Franca de Manaus.

A indústria também defende mudanças. Segundo a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), ainda que tenha colaborado para reduzir o mercado cinza de computadores e celulares, a lei precisa ser modernizada para buscar a fabricação de componentes e semicondutores.

Estudo

Encomendado em 2010 pelo MCT ao Centro de Gestão e Estudos Estratégicos, um estudo sobre a Lei de Informática concluiu que o “principal problema é que os incentivos fiscais são direcionados para a indústria de hardware, enquanto que o núcleo dinâmico da indústria se deslocou para software e serviços”.

Os estímulos fiscais a produção de equipamentos favoreceram a montagem local, mas apresenta problemas relativos à baixa agregação de valor. Entre 1998 e 2008 as vendas da indústria de TICs saltaram de R$ 10 bilhões para R$ 50 bilhões, mas com clara redução da fatia nacional nos ganhos.

“O estudo constatou uma queda do valor adicionado local já que os insumos importados passaram de 28% do faturamento em 2005 para 58% em 2008. Houve também um aumento substancial na importação de produtos acabados.” O câmbio desfavorável também é fator importante nesse desempenho.

Ao concluir a avaliação, o CGEE defende cinco premissas que devem fazer parte de uma nova política para o setor:

1) Promover a integração da indústria brasileira em cadeias globais de valor;
2) Fortalecimento das empresas e ICTs nacionais de TICs;
3) Construção de um programa nacional de formação e capacitação de recursos humanos em TICs
4) Construção do plano estratégico para software e serviços de tecnologias da informação
5) Aperfeiçoamento da gestão das políticas de TICs.

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 16/07/2014 19:56
Lei de Informática é prorrogada até 2029

:: 04/06/2014 19:36
Câmara prorroga Lei de Informática por 10 anos

:: 21/05/2014 16:50
Lei de Informática: CTI Renato Archer vai analisar passivo dos relatórios de P&D

:: 08/04/2014 10:57
Proposta da Abinee atrai setor de software para a Lei de Informática

:: 07/04/2014 19:00
Abinee entrega proposta de revisão da Lei de Informática ao governo

:: 02/04/2014 15:20
Abinee leva projeto ao Governo para mudar a Lei de Informática

:: 19/03/2014 20:50
Prorrogação da Lei de Informática esquenta votação sobre Zona Franca

:: 18/03/2014 19:35
Prorrogação do Polo de Manaus avança, mas Lei de Informática é incerta

:: 07/03/2014 11:45
TCU quer indicadores de eficiência industrial da Lei de Informática

:: 07/03/2014 11:45
P&D: tribunal cobra maior transparência na divulgação de convênios




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
Indústria monta mobilização nacional contra desindustrialização

PRÓXIMA
Abinee: Fust menor para quem comprar pelo menos 60% de equipamentos nacionais



 ESPECIAL   ESPIONAGEM DIGITAL
Espionagem EUA: Carta aberta pressiona Brasil a dar asilo a Edward Snowden

Ex-técnico da CIA, que denunciou a ação de espionagem da NSA dos Estados Unidos, tem asilo até o dia 31 de julho na Rússia.

» Espionagem: Governo alemão rompe contrato com operadora Verizon
» União Europeia endurece com Google e Facebook
» Justiça alemã vai investigar escutas no celular da chanceler Angela Merckel
Clique aqui para ver a cobertura completa


m-Gov: 66% dos órgãos federais e estaduais não usam o celular para serviços
:: 22/07/2014 :: Governo

Estudo revela que apenas 32% dos órgãos públicos federais e estaduais têm algum tipo de serviço ofertado por meio de tablets e smartphones ao cidadão. E boa parte não tem plano de aderir à modalidade.


e-Gov: Governo adota a Internet, mas falha na oferta de serviços em tempo real
:: 22/07/2014 :: Governo

Pesquisa TIC Governo Eletrônico 2013, realizada pelo CETIC.br, mostra que a maioria dos órgãos públicos federais e estaduais tem acesso banda larga e possuem websites institucionais. Mas a maior parte - 89% - não possui serviços, além do e-mail tradicional.


Setor elétrico cobra política pública para remuneração no aluguel de postes
:: 16/07/2014 :: Governo

Executiva a AES Eletropaulo, Teresa Vernáglia, fez um alerta: as empresas do setor elétrico, que já não conseguem manter seus custos operacionais com apenas 10% do que arrecadam com aluguel de postes, não gastarão um único centavo a mais para atender os pedidos do setor de Telecom.


Novo relator, Walter Pinheiro (PT-BA) quer texto original da Lei das Antenas
:: 15/07/2014 :: Governo

Segundo o senador, objetivo é garantir a aprovação em agosto – quando o Congresso terá novo “esforço concentrado” de votações em meio ao calendário eleitoral.



Veja as coberturas especiais do Convergência Digital


Cobertura em vídeo do Convergência Digital


Veja a primeira edição da revista digital Alianza Latinoamericana de Medios TIC Alianza Latinoamericana
de Medios TIC


A Revista Alianza é fruto de uma aliança editorial entre os veículos InversorLatam, portal Convergência Digital e Evaluamos, da Colômbia. Nosso compromisso é retratar os pontos mais importantes de Telecom e TI na América Latina. Nessa primeira edição, tratamos de um tema que está na lista de prioridade: a governança da Internet. Boa leitura!

Clique aqui para ver todas as edições




Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2014 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!