Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Inclusão Digital

Telebras troca fibras com Algar e chega a São Paulo

:: Luís Osvaldo Grossmann
:: Convergência Digital :: 13/03/2012

Um acerto de troca de fibras levará a rede da Telebras para a região metropolitana de São Paulo. Firmado com a Algar Telecom, o contrato viabiliza um anel óptico na capital paulista e a oferta do Plano Nacional de Banda Larga em contratos como o negociado com as prefeituras do ABC.

Assinado nesta terça-feira, 13/3, o contrato prevê uma troca de fibras apagadas e não envolve acerto financeiro. Com ele, a Algar ganha redundância no trecho entre Paulínia-SP e Curitiba-PR, enquanto a estatal chega à Avenida Paulista e ao Grande ABC, com extensão programada a Santos-SP.

“Fazemos uma troca entre um trecho não-urbano por um urbano que é muito importante para nós, em São Paulo. E ao chegar aos PTTs, atendemos os provedores”, disse o presidente da Telebras, Caio Bonilha. A demanda já existe, seja pelas obrigações de rede para a Copa ou a banda larga das universidades.

Em princípio a Telebras usará 42,5 km de fibras para completar o trecho entre as paulistas Barueri e São Caetano – passando por São Paulo. Isso viabiliza um anel óptico de 129 km na capital e, entre outros, permite o avanço no acordo entre a estatal e o Consórcio Municipal do Grande ABC.

De sua parte, a Algar leva um terceiro trecho de fibras entre São Paulo e Curitiba, pelo interior – os outros dois vão pela costa. “Ganhamos redundância e vamos analisar a possibilidade de outros mercados”, diz o presidente da Algar Telecom, Divino Sebastião de Souza.

Os termos do contrato, no entanto, facilitam a ampliação da troca de fibras. Em tese, portanto, outros 500 km de fibras em São Paulo poderão vir a ser utilizados pela estatal. “Temos capacidade de sobra”, emenda o presidente do conselho do Grupo Algar, Luiz Alberto Garcia.

Um anel óptico em São Paulo adianta a infraestrutura que a Telebras precisa disponibilizar para a Copa, além de outras obrigações importantes como o convênio com a Rede Nacional de Pesquisa para ampliação da banda larga disponível nas universidades.

No mesmo sentido, a estatal deverá firmar acertos semelhantes em outros estados – seja pela infraestrutura das 12 cidades sedes da Copa de 2014, mas mesmo antes disso para as seis da Copa das Confederações, no próximo ano: Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Recife e Salvador.

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 14/11/2014 12:55
Sancionada a desoneração permanente da folha e mais prazo ao REPNBL

:: 05/11/2014 15:22
Promessa é levar fibras aos municípios, não aos domicílios, diz Paulo Bernardo

:: 04/11/2014 11:21
Minicom reduz à metade a promessa de implantação de fibra óptica

:: 01/09/2014 07:00
Revista Alianza 2

:: 11/08/2014 19:00
Oi chega a 4271 cidades com o PNBL

:: 01/07/2014 18:00
PNBL: Oi chega a 151 novas cidades no Brasil

:: 27/06/2014 10:10
Teles querem, mas Fazenda resiste a prorrogar isenção para o PNBL

:: 17/03/2014 16:00
Arenas viram centros de conhecimento

:: 04/02/2014 15:31
Orelhão, adeus?

:: 14/01/2014 18:15
Caio Bonilha renuncia à presidência da Telebras




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
Telebras prevê investimentos de R$ 399,6 milhões em 2012

PRÓXIMA
UNASUL ratifica construção de rede óptica sulamericana




Banda larga: Novo prazo para o REPNBL estimulará investimentos de mais R$ 15 bilhões
:: 19/11/2014 :: Inclusão Digital

Operadoras têm até junho de 2015 para enviarem seus projetos para desoneração em construção de redes. O secretário de Telecomunicações do Minicom, Maximiliano Martinhão, acredita que aportes poderão chegar, somando as duas etapas, a R$ 30 bilhões.


Minicom promete leilão para universalização da banda larga em 2015
:: 12/11/2014 :: Inclusão Digital

“Para levar fibras a mais de 90% dos municípios estamos estimando em R$ 10 bilhões. Outros R$ 40 bilhões se a fibra chegar a 45% dos domicílios. Mas não vamos colocar todos esses recursos. A ideia é fazer leilões reversos, contratando aquele que pedir menos subsídios”, afirmou o ministro Paulo Bernardo.

» Pesquisa mostra que telecentros habilitam mais pobres a usar computador

Governo pressiona pela redução do ICMS na banda larga fixa
:: 12/11/2014 :: Inclusão Digital

Para o secretário do Ministério das Comunicações, Maximiliano Martinhão, o governo federal já fez a sua parte nas desonerações e, agora, é o momento de baixar o imposto estadual, com alíquotas variando entre 25% a 35%. Projeto no senado prevê uma alíquota para o serviço de 10%.


Paulo Bernardo: Smartphone é, sim, inclusão digital
:: 05/11/2014 :: Inclusão Digital

Ministro das Comunicações rebateu as críticas feitas pelas entidades de defesa do consumidor sobre a qualidade das conexões móveis contabilizadas no universo de 132,2 milhões de acessos via celulares.

» Para a Proteste, Facebook não é inclusão digital



Veja a segunda edição da revista digital Alianza Latinoamericana de Medios TIC Alianza Latinoamericana
de Medios TIC . nº 2


Nesta segunda edição, tratamos de um tema que está na lista de prioridade dos gestores de TI: o BIG DATA

A Revista Alianza é fruto de uma aliança editorial entre os veículos InversorLatam, portal Convergência Digital e Evaluamos, da Colômbia. Nosso compromisso é retratar os pontos mais importantes de Telecom e TI na América Latina.

Clique aqui para ver outras edições




Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2014 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!