Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Inclusão Digital

Telebras troca fibras com Algar e chega a São Paulo

:: Luís Osvaldo Grossmann
:: Convergência Digital :: 13/03/2012

Um acerto de troca de fibras levará a rede da Telebras para a região metropolitana de São Paulo. Firmado com a Algar Telecom, o contrato viabiliza um anel óptico na capital paulista e a oferta do Plano Nacional de Banda Larga em contratos como o negociado com as prefeituras do ABC.

Assinado nesta terça-feira, 13/3, o contrato prevê uma troca de fibras apagadas e não envolve acerto financeiro. Com ele, a Algar ganha redundância no trecho entre Paulínia-SP e Curitiba-PR, enquanto a estatal chega à Avenida Paulista e ao Grande ABC, com extensão programada a Santos-SP.

“Fazemos uma troca entre um trecho não-urbano por um urbano que é muito importante para nós, em São Paulo. E ao chegar aos PTTs, atendemos os provedores”, disse o presidente da Telebras, Caio Bonilha. A demanda já existe, seja pelas obrigações de rede para a Copa ou a banda larga das universidades.

Em princípio a Telebras usará 42,5 km de fibras para completar o trecho entre as paulistas Barueri e São Caetano – passando por São Paulo. Isso viabiliza um anel óptico de 129 km na capital e, entre outros, permite o avanço no acordo entre a estatal e o Consórcio Municipal do Grande ABC.

De sua parte, a Algar leva um terceiro trecho de fibras entre São Paulo e Curitiba, pelo interior – os outros dois vão pela costa. “Ganhamos redundância e vamos analisar a possibilidade de outros mercados”, diz o presidente da Algar Telecom, Divino Sebastião de Souza.

Os termos do contrato, no entanto, facilitam a ampliação da troca de fibras. Em tese, portanto, outros 500 km de fibras em São Paulo poderão vir a ser utilizados pela estatal. “Temos capacidade de sobra”, emenda o presidente do conselho do Grupo Algar, Luiz Alberto Garcia.

Um anel óptico em São Paulo adianta a infraestrutura que a Telebras precisa disponibilizar para a Copa, além de outras obrigações importantes como o convênio com a Rede Nacional de Pesquisa para ampliação da banda larga disponível nas universidades.

No mesmo sentido, a estatal deverá firmar acertos semelhantes em outros estados – seja pela infraestrutura das 12 cidades sedes da Copa de 2014, mas mesmo antes disso para as seis da Copa das Confederações, no próximo ano: Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Recife e Salvador.

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 24/03/2015 12:45
Ajuste do governo reduz metas de expansão do programa de banda larga

:: 03/02/2015 11:50
Sem cumprir meta do PNBL, governo promete universalizar Internet

:: 14/11/2014 12:55
Sancionada a desoneração permanente da folha e mais prazo ao REPNBL

:: 05/11/2014 15:22
Promessa é levar fibras aos municípios, não aos domicílios, diz Paulo Bernardo

:: 04/11/2014 11:21
Minicom reduz à metade a promessa de implantação de fibra óptica

:: 01/09/2014 07:00
Revista Alianza 2

:: 11/08/2014 19:00
Oi chega a 4271 cidades com o PNBL

:: 01/07/2014 18:00
PNBL: Oi chega a 151 novas cidades no Brasil

:: 27/06/2014 10:10
Teles querem, mas Fazenda resiste a prorrogar isenção para o PNBL

:: 17/03/2014 16:00
Arenas viram centros de conhecimento




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
Telebras prevê investimentos de R$ 399,6 milhões em 2012

PRÓXIMA
UNASUL ratifica construção de rede óptica sulamericana




Radiodifusor prefere 3G fora da TV Digital

Embora apostem na Internet como ferramenta de interatividade, emissoras comerciais defendem conversor digital sem canal de retorno. Decisão vai basear a compra de aparelhos que serão distribuídos a 14 milhões de famílias e viabilizar desligamento dos sinais analógicos.


Infraestrutura de telecom é maior fragilidade das TICs, diz TCU

Tribunal de Contas da União analisou o uso das tecnologias da informação no país a partir de um relatório do Fórum Econômico Mundial e lamentou o fosso digital entre os brasileiros. “O indicador ‘usuários de Internet’, com apenas 50% da população, é preocupante”, conclui o TCU.


Governo promete novo plano de expansão da banda larga

Sem dar detalhes, o ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, diz que serão ampliadas metas do “plano antigo” e que haverá parceria com o setor privado, mas garantiu que haverá “dinheiro do Orçamento”. Novo programa será apresentado “no primeiro semestre”.


Sem cumprir meta do PNBL, governo promete universalizar Internet

Ao fim de 2014, eram cerca de 23 milhões os domicílios com conexões fixas de banda larga – bem menos que os 35 milhões esperados. Novo programa, estimado em R$ 50 bilhões, quer passar de menos de 1 milhão para quase 30 milhões o número de domicílios com fibra óptica.




Veja a segunda edição da revista digital Alianza Latinoamericana de Medios TIC Alianza Latinoamericana
de Medios TIC . nº 2


Nesta segunda edição, tratamos de um tema que está na lista de prioridade dos gestores de TI: o BIG DATA

A Revista Alianza é fruto de uma aliança editorial entre os veículos InversorLatam, portal Convergência Digital e Evaluamos, da Colômbia. Nosso compromisso é retratar os pontos mais importantes de Telecom e TI na América Latina.

Clique aqui para ver outras edições




Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2005-2015 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!