TELECOM

TV paga: Aprovação de novas regras gera R$ 4,8 bilhões em receitas

Fernanda Ângelo ... 12/03/2012 ... Convergência Digital

Se as regras da TV paga fossem alteradas hoje, no prazo de um ano, 5 milhões de novos domicílios seriam usuários de banda larga por cabo. E isso geraria R$ 4,8 bilhões de excedente econômico para esse mercado. Os números foram revelados nesta segunda-feira, 12/03, durante encontro, promovido pela Telcomp, no qual a Anatel revelou a sua agenda para 2012. "Isso é o que o consumidor estaria disposto a pargar hoje se ele tivesse o serviço disponível", afirma João Rezende, presidente da Anatel.

Segundo Rezende, existem 600 pedidos de emrpesas interessadas em operar no mercado brasileiro de TV a cabo. Se 20% delas iniciarem de fato as operações nesse mercado, seriam 120 novos players, aproxiamdamente, conforme contabiliza o executivo. De acordo com ele, atualmente, a penetração da TV por assinatura é de 30% no Brasil. Com a abertura do espectro, em cinco anos, esse índice deve chegar a 50%.

Com a regulamentação da Lei 12.485, que estabelece novas regras para o mercado de TV por assinatura, prevista para o primeiro semestre de 2012, a Anatel espera intensificar o movimento de convergência tecnológica do setor. Além disso, prevê Rezende, o setor deve ganhar muito mais competição. "Acho que a abertura do mercado foi uma decisão muito promissora", avalia.


Acompanhe a Cobertura Especial ABTA 2015 na seção Telecom

TV paga: Netflix é só um 'cabrito na sala'. Há outros 'bodes' que incomodam mais

"Se a TV paga morrer, os OTTs morrem abraçados". Essa foi a posição defendida por especialistas durante a ABTA. Executivos da TV paga admitem que a Netflix obrigou mudanças no relacionamento com o cliente. Cobrança do sinal da TV aberta incomoda e é pouco comentada.

Veja mais da cobertura especial da ABTA 2015

Entidades vão à Justiça e lançam campanha 'Não calem o WhatsApp'

Em Representação à Procuradoria Geral da República é solicitada a instauração de inquérito civil para evitar prejuízos aos consumidores caso as teles venham a tentar barrar o serviço de voz em aplicativos.

Exército busca soluções tecnológicas nacionais em comunicações

“Os inimigos não estão às portas. Podemos esperar a maturidade da empresa nacional”, diz o vice-chefe de TICs do Exército, general Santos Guerra.

Governo de SP negocia 'zero rating' para serviços Poupatempo 2ª Geração

Consumidor paulista não teria o acesso aos serviços - são cerca de 20 aplicativos disponíveis atualmente - descontado da franquia de dados móveis. O custo seria 100% bancado pelo Estado em acerto firmado com Vivo, Claro, TIM e Oi.

WiFi corporativo: roteadores 1Gbps triplicam no mercado brasileiro

Empresas nacionais estão incorporando o standard AC às suas infraestruturas, revela estudo da IDC Brasil. Mercado consumidor final registrou uma queda de 14%.


Veja edição 13 da Revista Abranet - Assossiação Brasileira de Internet REVISTA ABRANET . 13

Em ritmo acelerado


Pesquisa inédita encomendada pela Abranet ao Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação mostrou a relevância do segmento de Internet, cujas empresas faturaram R$ 144,7 bilhões em 2014. No período de 2012 a 2014, foram gerados 51.180 novos postos de trabalho, um incremento de 17,5%.

Clique aqui para ver outras edições

  • Copyright © 2005-2015 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G