TELECOM

Telefônica/Vivo anuncia corte de 1,5 mil vagas

Convergência Digital ... 09/03/2012 ... Convergência Digital

Às vésperas de adotar definitivamente a marca Vivo no país - mudança deve acontecer no mês de abril - A Telefônica|Vivo anunciou nesta sexta-feira, 09/03, que negociou um acordo com os Sindicatos de Telefônicos de São Paulo e Rio de Janeiro, para definir regras de um plano de desligamento voluntário (PDV).

No acordo, diz a empresa, foram definidas condições especiais de saída, entre eles extensão por seis meses de benefícios como plano de saúde, assim como o pagamento de indenização proporcional ao tempo de serviço e um celular. A companhia ainda dará assistência especializada em recolocação no mercado.

Segundo a Telefônica, o objetivo é "adequar a estrutura à nova realidade gerada pela aquisição da Vivo em 2010". Desde então, a empresa tem promovido a integração das duas operações, mudando o foco da gestão da tecnologia utilizada (fixo ou móvel) para o tipo de cliente atendido (individual/residencial ou para empresas de todo o porte).

Para o Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações no Estado de São Paulo (Sintetel), a reestruturação exigirá o corte de aproximadamente 1,5 mil postos de trabalho nos Estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

A inscrição deverá ser efetuada no período de 12 a 14 março de 2012, e a empresa não informou o que fará caso o PDV não atinga os números desejados. Atualmente, o Grupo Telefônica tem 106 mil funcionários diretos, em empresas como Telefônica|Vivo, Atento, Terra e T-Gestiona.


Oi e CVM firmam acordo e encerram processo contra Bayard Gontijo

Executivo pagou R$ 150 mil ao órgão regulador do mercado financeiro.

STJ derruba cobrança abusiva de Minas Gerais contra as teles

Governo de Minas cobrava R$ 4 mil por quilômetro ocupado por cabos telefônicos. Custo foi considerado 'elevadíssimo' pelo ministro relator, Benedito Gonçalves.

STF vai julgar legalidade da cobrança do ICMS na assinatura da telefonia

Ministro Teori Zavascki reconheceu que a questão tem natureza constitucional e precisa de uma definição única para o país.

Teles trocam multas por Wi-Fi gratuito no Maranhão

Claro, Vivo e TIM fecharam acordo com o Procon e vão oferecer serviços de Internet nos maiores terminais de ônibus de São Luís. Operadoras somavam R$ 14 milhões em multas por má qualidade de serviço.

Rede de cobre ainda concentra 53% da banda larga no Brasil

Embora Anatel e as teles sustentem que as concessões do STFC perderam atratividade, os grupos econômicos das concessionárias controlam 86,9% dos acessos à internet. Já na telefonia fixa, os resultados ruins se avolumam.


Veja edição 13 da Revista Abranet - Assossiação Brasileira de Internet REVISTA ABRANET . 13

Em ritmo acelerado


Pesquisa inédita encomendada pela Abranet ao Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação mostrou a relevância do segmento de Internet, cujas empresas faturaram R$ 144,7 bilhões em 2014. No período de 2012 a 2014, foram gerados 51.180 novos postos de trabalho, um incremento de 17,5%.

Clique aqui para ver outras edições

  • Copyright © 2005-2015 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G