Home - Convergência Digital

Apple aposta no 4G para lançar novo iPad

Convergência Digital - Carreira
Da redação - 07/03/2012

A Apple anunciou nesta quarta-feira, 07/03, a nova versão do tablet iPad. Como novidade, o portátil da marca virá com um processador gráfico quad-core (com quatro núcleos) – duas vezes mais rápido que o anterior --, tela retina de ultradefinição, uma nova câmera traseira de 5 megapixels e suporte a conexões 4G, baseada no LTE.

Ao contrário das expectativas, o novo dispositivo não foi batizado de "iPad 3" ou "iPad HD"; e durante o lançamento do produto, a Apple se referiu ao tablet lançado apenas como "o novo iPad". Além disso, ele ainda estará cerca de 50 gramas mais pesado que o iPad 2 e 0,6 milímetros mais grosso.

O tablet começará a ser vendido em 16 de março nos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, França, Alemanha, Suíça, Japão, Hong Kong, Cingapura e Austrália. Após isso, o tablet passará a ser vendido em alguns países da Europa e da América Central no dia 23 de março -- ainda não existe previsão para lançamento no Brasil.

O preço, apesar dos novos recursos, permanecerá o mesmo para o modelo 16GB, que será de US$ 499 (apenas Wi-Fi). A versão de 32GB custará US$ 599 e a de 64GB, US$ 699 (também apenas Wi-Fi). Os preços para os modelos que têm conectividade 3G e 4G serão US$ 629 (16GB), US$ 729 (32GB) e US$ 829 (64GB) -- todos os valores divulgados pela empresa são referentes ao mercado americano.

O processador do novo iPad será o A5X, que tem quatro núcleos de processamento gráfico. No entanto, o processador principal continua sendo dual-core (com dois núcleos), o reforço dado pela Apple foi na parte gráfica, provavelmente, em função da tela Retina.

Segundo a Apple, o processador da empresa é melhor que o dos tablets concorrentes. "Em uma comparação com o Tegra 3, da Nvidia (usado na maioria dos tablets concorrentes) o novo processador A5X é duas vezes mais rápido e tem desempenho quatro vezes melhor."

No que diz respeito à câmera, o novo iPad também terá um upgrade. Agora, o tablet contará com uma câmera traseira iSight de 5 megapixels. Ela é bastante semelhante a do iPhone 4S e estará habilitada para fazer gravações em Full HD (1080p).
Tela de "ultradefinição"

O tablet virá com a tela Retina -- recurso já utilizado no iPhone 4 e iPhone 4S. A vantagem é que as telas com retina tem alta densidade de pixels dando maior resolução à tela. A tela será 2048 x 1536, fazendo com que o espaço do display tenha 3,1 milhões de pixels. "É o dispositivo com maior resolução do mercado", disse Phil Schiller, vice-presidente senior de marketing da Apple.

Um dos grandes destaques é a chegada do tablet ao suporte à internet ultraveloz, que usa o padrão LTE (Long Term Evolution) ou rede 4G. Com esse padrão, a velocidade de internet pode ir de 21 Mbps (Megabits por segundo) a 42 Mbps. A velocidade mínima de uma conexão 4G é o dobro de uma conexão 3G, que pode chegar a 10 Mbps.
Era pós-PC

"O impulso dado pelo iPad tem sido incrível e foi uma surpresa para quase todos", disse Tim Cook, ao justificar a venda de 15 milhões de iPads só no último trimestre de 2011. Segundo Cook, já há mais iPads no mercado que computadores. Para exemplificar, ele cita o número de PCs vendidos pela HP que no mesmo período vendeu 15,1 milhões de unidades.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

25/06/2015
Preços sobem até 17% e venda de tablets desaba no 1º tri

23/03/2015
Má qualidade dos tablets reflete na queda das vendas no Brasil

26/01/2015
GOL lança site exclusivo para tablets

23/01/2015
Mais de 30% dos internautas no Brasil terão um tablet em 2015

07/01/2015
Sem inovação, consumidor se retrai e venda de tablets cai no mundo

12/12/2014
Brasil vende 2,3 milhões de tablets só no 3º trimestre

28/11/2014
Brasileiro prefere smartphone ao tablet

17/11/2014
No Brasil, Tablets crescem, mas PCs e notebooks afundam

04/11/2014
Brasil é top 3 no uso dos tablets nas empresas

31/10/2014
Vendas de tablets crescem, mas 'febre' passou, adverte IDC

Destaques
Destaques

Claro muda de estratégia e fecha acordo 'zero rating' com OTTs

Tele fechou acordo com WhatsApp, Facebook e Twitter para a não cobrança de dados no pacote Internet Turbinada 4G. Mas os serviços de voz desses aplicativos ficaram fora do acerto.

Vídeo é a grande estrela no consumo de serviços móveis na América Latina

Mas é necessário ampliar as redes 4G na região. Perspectiva é que a média do latino-americano passe de 0,8 GB/mês para 3 GB/mês até 2020. Nos EUA, porém, essa média será de 14GB/mês.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

LTE: Mais do que uma tecnologia ultrarrápida

Enrique Carrier *

As evoluções da tecnologia são ainda mais importantes do que a rápida adoção para propagar a banda larga móvel.


Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site