Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Governo

Azeredo vai liderar C&T na Câmara, mas não prioriza crimes cibernéticos

:: Luís Osvaldo Grossmann
:: Convergência Digital :: 07/03/2012

Confirmado como novo presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara, o deputado Eduardo Azeredo (PSDB-MG) enumerou o preço da banda larga e a qualidade da telefonia celular como prioridades para os trabalhos de 2012. E procurou desarmar eventuais receios sobre a tramitação do PL 84/99, que trata dos crimes cibernéticos: “Vamos continuar buscando um acordo”.

“A eleição não influencia. O PL 84/99 não é minha prioridade, mas vamos, a exemplo do que fez o ex-presidente da comissão, Bruno Araújo [PSDB-PE], buscar um entendimento. Embora ainda entenda que o governo é omisso nessa questão [dos crimes com uso da Internet]”, afirmou Azeredo logo depois de ser empossado.

O autor do polêmico substitutivo ao projeto sobre crimes cibernéticos defendeu discussões sobre o Marco Civil da Internet entre as principais tarefas da comissão de C&T, mas manteve a posição de que os dois projetos podem e devem ser tratados separadamente.

“O Marco Civil [da Internet] começa do zero. O outro já foi aprovado pela Câmara e pelo Senado. Não podemos gastar outros dez anos nesse assunto”, afirmou. Aprovado na Câmara, o PL 84/99 foi modificado no Senado (por Azeredo) e retornou aos deputados.

Respeitado o acordo de lideranças na Câmara, Azeredo - e os já indicados 1o e 3o vices da CCTCI, Rui Carneiro (PSDB-PB) e Carlinhos Almeida (PT-SP) - foram eleitos por unanimidade dos 24 (de 80) deputados presentes à sessão desta quarta-feira, 7/3.

Para o novo presidente, “o Brasil precisa ter um rumo seguro na adoção de novas tecnologias”, mas investe pouco em pesquisa mesmo em comparação com outros países em desenvolvimento. “Nos BRICs, estamos na retaguarda, não na vanguarda”, lamentou Azeredo.

Os primeiros requerimentos, previstos para a próxima semana, deverão convidar o ministro de Ciência e Tecnologia, Marco Antonio Raupp para discutir os planos da pasta, o acidente na base brasileira na Antártida e a suspensão de compra de aviões militares da Embraer pelo governo dos Estados Unidos.

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 17/12/2014 14:34
Shellshock: mais de meio bilhão de servidores Linux seguem em risco

:: 16/12/2014 10:03
2015 será mais um ano difícil para a Segurança da Informação

:: 11/12/2014 08:00
Marco Civil: Anatel diz que fará consulta pública sobre neutralidade de rede

:: 05/12/2014 11:10
Caixa eletrônico vira alvo dos cibercriminosos

:: 02/12/2014 16:15
Debate no Senado evidencia atraso em lei de proteção de dados pessoais

:: 27/11/2014 18:04
Justiça isenta Bradesco de pagar indenização por golpe na Internet

:: 27/11/2014 17:15
Bancos cobram modelo de guarda de dados no Marco Civil

:: 25/11/2014 09:00
Códigos-fonte e Internet das Coisas estão no top 3 dos hackers em 2015

:: 24/11/2014 15:22
Operação TooHash:Spyware usa Microsoft Office para atacar empresas

:: 24/11/2014 13:33
Malware Regin tem como alvo os provedores de serviços de Telecom




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
Anatel abre sindicância sobre o sistema de distribuição de processos

PRÓXIMA
TSE abre acesso aos códigos-fonte da urna eletrônica



 ESPECIAL   ESPIONAGEM DIGITAL
Espionagem: ONU oficializa projeto que prevê a privacidade na Internet

O projeto de resolução O Direito à Privacidade na Era Digital, encaminhado de forma conjunta pelo Brasil e a Alemanha, foi aprovado pela 3ª Comissão da Assembleia Geral das Nações Unidas. Iniciativa foi uma resposta oficial dos países às denúncias de Edward Snowden.

» Espionagem: Comunicações do governo seguem vulneráveis
» Snowden: Segurança Cibernética dos EUA coloca outros países em risco
» Yahoo e Google anunciam e-mail à prova de espionagem
Clique aqui para ver a cobertura completa


Com 4G à mesa, OMC questiona política industrial do Brasil

Disputa foi solicitada pelos europeus, que obtiveram apoio dos EUA, China, Coreia, Austrália e do Japão.


Compras governamentais: parte do Governo briga pela tecnologia nacional

MCTI, Planejamento e Casa Civil discutem mudança na regulamentação das margens de preferência de forma que seja possível comprar produtos até 25% mais caros independentemente de a disputa se dar com fornecedores estrangeiros. Assim, um produto ou serviço com tecnologia local teria vantagem sobre outro que é apenas fabricado no país.

» Compras públicas: unificar margem de preferência prejudica tecnologia nacional
» BNDES cobra preferência à tecnologia nacional na desoneração de smartphones e tablets
» Empresas brasileiras propõem política industrial focada em tecnologia nacional

TI pública precisa dar saltos de qualidade

Posição é defendida pela Dataprev, que, ao completar 40 anos,investiu R$ 65 milhões na estrutura em Brasília, além da sala cofre para o data center no Distrito Federal.


Governo Dilma: Indústria pede MCTI e Minicom fortes e se preocupa com o destino do BNDES

Abinee comemora o novo ministro do Desenvolvimento, Armando Monteiro, e cobra uma política de câmbio real, em torno de R$ 3.00. "Não é simpático, mas precisamos fazer", diz o presidente da entidade, Humberto Barbato.



Veja as coberturas especiais do Convergência Digital


Cobertura em vídeo do Convergência Digital


Veja a segunda edição da revista digital Alianza Latinoamericana de Medios TIC Alianza Latinoamericana
de Medios TIC . nº 2


Nesta segunda edição, tratamos de um tema que está na lista de prioridade dos gestores de TI: o BIG DATA

A Revista Alianza é fruto de uma aliança editorial entre os veículos InversorLatam, portal Convergência Digital e Evaluamos, da Colômbia. Nosso compromisso é retratar os pontos mais importantes de Telecom e TI na América Latina.

Clique aqui para ver outras edições




Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2014 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!