Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Governo

TSE abre acesso aos códigos-fonte da urna eletrônica

:: Da redação
:: Convergência Digital :: 06/03/2012
Começou na manhã desta terça-feira, 06/03, em Brasília-DF, a fase de preparação para a 2ª Edição dos Testes Públicos de Segurança do Sistema Eletrônico de Votação, promovidos pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Os investigadores inscritos terão dois dias para conhecer o funcionamento do sistema eleitoral e apresentar suas propostas de ataque.

Além dos investigadores inscritos e interessados, compareceram ao evento de abertura representantes de dez países: Suíça, Botsuana, Paraguai, Indonésia, França, Arábia Saudita, Filipinas, Guatemala, Cabo Verde e Uruguai.

O evento foi aberto com uma palestra do secretário de Tecnologia de Informação do TSE, Giuseppe Dutra Janino, após apresentar uma visão geral do processo eletrônico e sua evolução, com destaque para as barreiras de segurança incluídas no sistema, explicou que seriam repassados todos os elementos de informação aos investigadores para que eles possam conhecer o funcionamento do processo eleitoral de votação.

Concluída a fase de preparação, que segue até esta quinta-feira, os investigadores deverão apresentar ao TSE suas propostas de ataques – os planos de testes. Nesse dois dias, os investigadores terão acesso aos códigos-fonte dos sistemas eleitorais, o que poderá facilitar as tentativas de ataques à urna eletrônica, uma vez que tais códigos servem como uma espécie de tradutor do funcionamento do sistema, indicando a sequência de ações que o sistema tem de realizar.

A outra novidade é que os participantes poderão fazer consultas na internet, em computadores que ficarão localizados em outra sala, de modo a oferecer o maior número de subsídios possível para a modificação e o aperfeiçoamento dos planos de testes.

Testes

Os testes de segurança contemplarão a segurança do sistema eletrônico de votação. Além de respeitar os procedimentos previstos no Edital nº 01/2012, os participantes deverão considerar os seguintes elementos e componentes da urna eletrônica para a elaboração e realização dos seus testes: processo de carga da urna; hardware; lacre físico; dispositivos de logística que protegem a urna; mídias eletrônicas; conteúdo das mídias de dados; e software de votação utilizado na seção eleitoral.

Nos dias dos testes, o TSE disponibilizará para cada grupo de investigadores um computador, uma urna modelo 2009 e um conjunto de lacres, além de três computadores ligados à internet. Os participantes também terão acesso à sala de exposição dos códigos-fonte.

O ambiente de testes contará com quatro grandes mesas de trabalho com capacidade para atender todos os investigadores. O acesso será controlado e isolado por organizadores de filas. Terão acesso ao ambiente restrito os investigadores, observadores externos, o pessoal de apoio e as Comissões Disciplinadora e Avaliadora. Jornalistas e visitantes somente terão acesso a uma área reservada, sem contato com os investigadores.

Os resultados e as conclusões dos testes serão apresentados em audiência pública no dia 29 de março, às 10h, também na sede do TSE. Os investigadores que efetivamente tiverem participado do evento receberão certificados de participação, mas não haverá premiação em dinheiro.

As sugestões de melhorias encontradas poderão ser implementadas futuramente no sistema. O evento tem o apoio do Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer (CTI), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e da Universidade de Brasília (UnB). A primeira edição dos testes públicos de segurança foi realizada em 2009.
Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 14/04/2014 11:29
Depois de quebra do sigilo da urna, TSE evita novos testes

:: 15/10/2013 16:47
Eleição 2014: Especialistas cobram voto impresso e denunciam falhas do TSE

:: 20/09/2012 11:52
TSE recua e muda algoritmo de segurança da urna eletrônica

:: 16/08/2012 12:33
TSE abre novo sistema de votação eletrônico aos partidos

:: 18/07/2012 15:05
TSE define pregão e gasta R$ 129 milhões com urna eletrônica

:: 09/05/2012 15:20
Procuradoria da República mantém veto ao voto impresso

:: 22/03/2012 15:12
TSE altera sistema da urna, mas nega quebra do sigilo do voto

:: 22/03/2012 09:37
UnB quebra o sigilo do voto da urna eletrônica

:: 09/03/2012 18:30
Urna eletrônica: Investigadores decifram código-fonte e preparam 'ataque'

:: 06/03/2012 18:02
TSE abre acesso aos códigos-fonte da urna eletrônica




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
Azeredo vai liderar C&T na Câmara, mas não prioriza crimes cibernéticos

PRÓXIMA
Eduardo Azeredo deve presidir comissão de C&T da Câmara



 ESPECIAL   ESPIONAGEM DIGITAL
Criptografia nacional é segura e não deve nada ao mercado internacional

A afirmação é feita pelos executivos da brasileira ZTecnologia, desenvolvedora de uma plataforma 100% nacional para assegurar privacidade nas conversas via telefone celular.

» Espionagem: Governo alemão rompe contrato com operadora Verizon
» União Europeia endurece com Google e Facebook
» Justiça alemã vai investigar escutas no celular da chanceler Angela Merckel
Clique aqui para ver a cobertura completa


CEF já foi impedida de fechar contrato similar ao da CPM Braxis
:: 29/07/2014 :: Compras governamentais

Embora não comente sobre a situação dos contratos realizados sem licitação pela Caixa Econômica Federal com a CPM Braxis, pois ainda poderá ser provocado pelo mercado a tomar uma decisão, o Tribunal de Contas da União já emitiu uma cautelar suspendendo compra de serviço feita pelo banco oficial com uma empresa controlada pela IBM. 


Faltam CIOs nos órgãos federais e estaduais no Brasil
:: 23/07/2014 :: Governo

Apenas 61% dos órgãos públicos federais e estaduais têm gestores de Tecnologia e planos estratégicos para TI. A terceirização é uma realidade no governo. A área de desenvolvimento de software alcança o percentual de 62%.


m-Gov: 66% dos órgãos federais e estaduais não usam o celular para serviços
:: 22/07/2014 :: Governo

Estudo revela que apenas 32% dos órgãos públicos federais e estaduais têm algum tipo de serviço ofertado por meio de tablets e smartphones ao cidadão. E boa parte não tem plano de aderir à modalidade.


e-Gov: Governo adota a Internet, mas falha na oferta de serviços em tempo real
:: 22/07/2014 :: Governo

Pesquisa TIC Governo Eletrônico 2013, realizada pelo CETIC.br, mostra que a maioria dos órgãos públicos federais e estaduais tem acesso banda larga e possuem websites institucionais. Mas a maior parte - 89% - não possui serviços, além do e-mail tradicional.



Veja as coberturas especiais do Convergência Digital


Cobertura em vídeo do Convergência Digital


Veja a primeira edição da revista digital Alianza Latinoamericana de Medios TIC Alianza Latinoamericana
de Medios TIC


A Revista Alianza é fruto de uma aliança editorial entre os veículos InversorLatam, portal Convergência Digital e Evaluamos, da Colômbia. Nosso compromisso é retratar os pontos mais importantes de Telecom e TI na América Latina. Nessa primeira edição, tratamos de um tema que está na lista de prioridade: a governança da Internet. Boa leitura!

Clique aqui para ver todas as edições




Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2014 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!