Cloud ComputingConvergência Digital
Com Brasil em destaque, nuvem deve gerar 14 milhões de novos empregos

Convergência Digital - Hotsite Cloud Computing
Convergência Digital 06/03/2012

A adoção do serviço de computação na nuvem vai gerar, até 2014, cerca de 14 milhões de novos empregos. Boa parte dessas oportunidades estará em mercados emergentes como Brasil, Índia, China e Rússia, onde os projetos estarão menos restritos à infraestrutura de sistema legados.

A constatação é do estudo “Cloud Computing's Role in Job Creation”, realizado pela IDC, a pedido da Microsoft, divulgado nesta terça-feira, 06/03. O levantamento apura ainda que mais de 50% desses empregos serão gerados por pequenas e médias empresas, que responderão por 7,5 milhões de vagas. Já as grandes empresas, vão abrir 6,3 milhões de postos de trabalho para especialistas em cloud computing.

Nas verticais, o levantamento da IDC, contratado pela Microsoft, apura que o setor de mídia e comunicações será o que mais vai contratar profissionais para cloud, respondendo por 2,4 milhões das vagas. Em segundo lugar, ficará o setor financeiro, que deverá demandar 1,4 milhão de profissionais.

Na terceira posição aparece a indústria de manufatura, que buscará 1,3 milhão de profissionais. Além de profissionais de TI com conhecimento em infraestrutura e aplicações, o novo modelo demandará talentos para as áreas de negócios, como vendas e marketing.

De acordo com a IDC, Índia e a China sozinhas vão responder por quase metade do contingente de novos profissionais que serão contratados para funções ligadas ao mundo de cloud computing. Juntos esses dois países vão criar 6,8 milhões de empregos nessa área. Segundo a consultoria, mundialmente, 75% dos gastos com TI são com manutenção de sistemas legados e atualizações de rotina.

Os Estados Unidos e o Canadá deverão criar 1,2 milhões de novos postos de trabalho relacionados com a nuvem. Muitos desses empregos serão profissionais com conhecimento em tecnologia que serão contratados para gerenciar o serviço do dia a dia da infraestrutura de TI. Esses talentos ficarão concentrados em aplicações "missão crítica" das companhias.

De acordo ainda com a IDC, os investimentos em nuvem ainda compõem apenas uma pequena percentagem do total dos gastos em TI. Tanto que a consultoria estima que, em 2011, de 1,7 trilhão de dólares gastos em serviços de TI, apenas 28 bilhões de dólares foram negócios com cloud.<_P>

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

 Matérias relacionadas com o assunto Cloud Computing  

22/07/2015 às 14:30
Padronizar aplicações vira 'mantra' na computação em nuvem

21/07/2015 às 15:55
Inovação lidera nova fase na computação em nuvem

13/07/2015 às 10:52
Fabricante de geradores adota storage definido por software

06/07/2015 às 09:35
Chicago cria taxa sobre computação em nuvem e Brasil estuda fazer o mesmo

03/07/2015 às 17:45
Cloud salva vendas de fornecedores de TI no 1º trimestre

24/06/2015 às 10:11
Apps pressionam e teles avançam para SDNs e Redes como Serviço na AL

22/06/2015 às 12:03
Pure Storage aposta na renovação dos data centers no Brasil

17/09/2014 às 17:10
Datacenter: Ato declaratório da Receita é abusivo, diz especialista

28/10/2013 às 11:43
Para EMC, computação em nuvem revigora o papel da TI

21/10/2013 às 20:22
Para deter os EUA, Brasil e Europa negociam regras comuns para computação em nuvem

Opinião
Não caia na conversa do monitoramento de rede em nuvem
Por Dirk Paessler*


VídeosMais vídeos




Destaques

ODF 1.2 é reconhecido pela ISO e vira padrão internacional

Modelo de software livre para aplicações de escritório é usada no governo brasileiro.


Quando a nuvem reprograma o DNA do mercado de TIC

O exército de programadores de baixo custo está perdendo vez. A hora é dos desenvolvedores capazes de atuar com analytics e big data. E aqui no Brasil, esses profissionais seguem escassos.


Serpro: custo do terabyte no Brasil inibe iniciativas de Big Data e Nuvem

Segundo o Assessor da Presidência da estatal, José Maria Leocádio, mercado está cobrando em torno de R$ 20 mil. "Esse custo tem que cair e bem", advertiu.


Big data: Tecnologia sozinha não faz milagre

Sair das perguntas óbvias é a melhor alternativa para usar os dados de forma tática para o sucesso do negócio.


Empresas brasileiras são muito vulneráveis ao roubo de dados

Dados são a nova moeda digital e as corporações sofrem com a violação das suas informações.


Copyright © 2005-2015 Convergência Digital            Todos os direitos reservados.            É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.