TELECOM

TV Digital: Minicom permite compartilhamento de multiprogramação

Da redação ... 05/03/2012 ... Convergência Digital

O Ministério das Comunicações publicou nesta segunda-feira, 5/3, uma portaria na qual regulamenta o Decreto 5820/2006, que trata das normas sobre a TV Digital no país – em especial reafirmando que apenas as emissoras públicas poderão utilizar a multiprogramação.

A portaria permite o compartilhamento não-oneroso das faixas de programação entre órgãos da União – que tenham canais de 6 MHz consignados para transmissão digital – e órgãos, autarquias e fundações públicas dos estados, do Distrito Federal e dos municípios.

Devem ser respeitadas as finalidades educativas, artísticas e culturais; divulgação de programações locais e regionais; de estímulo a produções independentes; divulgação de atos, sessões, etc de interesse dos órgãos e, ainda, aplicações de serviços públicos.

A portaria determina, também, que as retransmissoras só poderão utilizar o recurso da multiprogramação caso receba todo o conteúdo da geradora – portanto, sem possibilidade de alterações.

Na prática, apesar das possibilidades de compartilhamento entre órgãos federais, estaduais e municipais, o governo manteve a restrição às emissoras privadas – que portanto só podem atuar na TV Digital com canais de alta definição.

O tema chegou a ser levado à Justiça, ainda em 2009, quando Band e RedeTV questionaram a proibição para que elas também utilizassem o recurso da multiprogramação. A Justiça Federal negou o pedido de tutela antecipada. O Convergência Digital publica a íntegra da portaria do Ministério das Comunicações.

 Clique aqui e veja a íntegra da portaria
(PDF - 40 KB)


Bens reversíveis: Anatel quer identificar quantos ativos das concessionárias são bens de terceiros

Em processo que trata do pedido da Telefônica para vender a antiga sede na rua Martiniano de Carvalho, em São Paulo, Conselho Diretor decidiu averiguar a proporção de ativos em uso que não são diretamente das concessões.

Anatel aprova redução de capital da Oi

Tele vai incorporar prejuízos de R$ 4,4 bilhões do ano passado. Oi diz que decisão da Agência é ' mais um passo no processo de reorganização societária, uma prioridade estratégia da companhia este ano".

GVT x Oi: CADE convoca operadoras para encerrar litígio anticoncorrencial

Òrgão antitruste deu um prazo de cinco dias para que a Oi apresente a sua defesa final para uma decisão da Superintendência Geral. Embate acontece desde 2008.

AT&T retorna ao mercado brasileiro como dona da Sky/DirectTV

Transação, estimada em US$ 48,5 bilhões, recebeu o aval oficial da FCC, com restrições. Negócio terá impacto no Brasil, onde a Sky é a segunda no ranking de TV por assinatura por satélite e está na briga por uma fatia na banda larga fixa.


Veja edição 13 da Revista Abranet - Assossiação Brasileira de Internet REVISTA ABRANET . 13

Em ritmo acelerado


Pesquisa inédita encomendada pela Abranet ao Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação mostrou a relevância do segmento de Internet, cujas empresas faturaram R$ 144,7 bilhões em 2014. No período de 2012 a 2014, foram gerados 51.180 novos postos de trabalho, um incremento de 17,5%.

Clique aqui para ver outras edições

  • Copyright © 2005-2015 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G