Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Segurança

Crimes na Web: Hackers estão vencendo a guerra

:: Da redação
:: Convergência Digital :: 05/03/2012

Na RSA Conference, realizada na semana passada, nos Estados Unidos, os profissionais de segurança de tecnologia viram mais do lado negro do que esperavam: uma série de presidentes-executivos cujas empresas sofreram ataques de hackers."É bastante desanimador", disse Gregory Roll, que foi ao evento, em busca de conselhos e para avaliar a opção de comprar softwares de segurança para seu empregador, um grande banco que ele se recusou a nomear porque não estava autorizado a falar em nome da instituição. "É uma batalha constante, e estamos perdendo".

O evento ocorreu no momento que o Congresso dos Estados Unidos vota sobre novas legislações com o objetivo de proteger melhor empresas norte-americanas de cyberataques por espiões, criminosos e ativistas.Se a proposta de lei sugere que hackers estão sendo bem-sucedidos com todo tipo de empresas, o conjunto de palestrantes considerou o assunto de uma perspectiva pessoal.

A palestra de abertura, de Art Coviello, conselheiro da patrocinadora da conferência e vítima de hacking RSA, definiu o tom com a música dos Rolling Stones "You Can't Always Get What You Want" (você nem sempre consegue o que quer, em português). No ano passado, a empresa teve um e-mail com um anexo infectado havia sido aberto por um funcionário. Isso deu a hackers acesso à rede corporativa e eles emergiram com informações sobre como a RSA calcula os números mostrados em Tokens SecurID, que em seguida foram usadas num ataque a Lockhead Martin que o empresa de defesa disse ter frustrado.

Conviello disse que ele esperava que as mazelas da empresa ajudassem a criar um sentido de urgência em face de oponentes formidáveis, especialmente governos estrangeiros, que estão sendo auxiliados pela crescente indefinição das fronteiras entre atividades online profissionais e pessoais. Cerca de 70% de empregados numa pesquisa que ele citou admitiram subverter regras corporativas com o objetivo de conseguir acesso a outros recursos por meio de redes sociais e smartphones, fazendo com que a segurança se torne muito mais difícil.

Quem também assumiu que foi vítima dos hackers foi a Nasa. A empresa informou que cibercriminosos roubaram credenciais de funcionários e conseguiram acesso a projetos críticos para missões no ano passado em 13 grandes violações às redes que poderiam prejudicar a segurança nacional dos EUA. O inspetor-geral da Administração Nacional de Aeronáutica e do Espaço, Paul Martin, depôs esta semana no Congresso sobre as violações, que parecem estar entre as mais significativas dentre uma série de problemas de segurança em agências federais.

A agência espacial descobriu em novembro que os hackers, trabalhando de um endereço de IP (Internet Protocol) da China, invadiram a rede do Laboratório de Propulsão de Jatos (JPL, sigla em inglês) da Nasa, relatou Martin durante o seu depoimento divulgado na quarta-feira. Um dos laboratórios principais da Nasa, o JPL administra 23 espaçonaves que conduzem missões espaciais ativas, incluindo missões a Júpiter, Marte e Saturno.

* Fonte: Agência Reuters

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 10/02/2015 15:21
Carbon System: um spyware que age como 'espião cibernético'

:: 30/01/2015 11:51
Estagnação econômica reduz número de fraudes online no Brasil

:: 20/01/2015 11:24
Um em cada três internautas compartilha tablets e smartphones

:: 19/01/2015 12:22
Relatório mostra os piores incidentes de Segurança da Informação

:: 16/01/2015 11:43
Roubo de dados: Hackers investem na massificação dos URLs suspeitos

:: 09/01/2015 14:03
Redes sociais: projeto quer por na cadeia autores de perfis falsos

:: 06/01/2015 14:40
Novas táticas nos ataques DDoS aumentam o pesadelo dos gestores de Segurança

:: 22/12/2014 16:33
Corporações se dizem desarmadas para enfrentar uma guerra cibernética

:: 17/12/2014 14:34
Shellshock: mais de meio bilhão de servidores Linux seguem em risco

:: 16/12/2014 10:03
2015 será mais um ano difícil para a Segurança da Informação




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
Urna eletrônica: Investigadores decifram código-fonte e preparam 'ataque'

PRÓXIMA
Sem governança, corporações pecam no combate aos cibercriminosos




Primeira plataforma 100% nacional de inteligência de operações mira mercado de R$ 1,8 bi

Madrill Intelops, da Redecom Tecnologia, é fruto de 18 meses e R$ 2,2 milhões investidos no centro de P&D da Universidade de Brasília e trunfo para a certificação Certics. Segundo a Associação das Indústrias de Segurança no Brasil, o segmento cresce 20% ao ano.


Em dois anos, 40% das grandes empresas terão planos de segurança cibernética

Hoje, esse percentual é zero. Mas para a consultoria Gartner, o crescimento de equipamentos sempre conectados e da Internet das Coisas implica não só em mais atenção, assim como mais recursos financeiros relacionados à proteção digital.


Dispositivos móveis são alvos de malwares em 2015

Dados mostram que há cerca de  900 mil amostras maliciosas para o Android e existe a previsão de surgir mais 1.300 por dia para esse sistema


Padrão aberto é saída para combate às fraudes em cartão com chip

A "tokenização" e a criptografia ponto a ponto podem ser aliados mais eficientes contra criminosos virtuais, mas é preciso desenvolver padrões abertos de segurança para evitar conflitos na implementação. Até o final de 2015, pelo menos, 5% dos emissores de cartão sofrerão fraude em seus cartões devido às implantações inadequadas de chip.



FBI não gostou do iPhone 6: ele dificulta os serviços de espionagem
:: Por Wilians Geminiano*

Cobertura em vídeo do Convergência Digital

Veja as coberturas especiais do Convergência Digital



Veja a segunda edição da revista digital Alianza Latinoamericana de Medios TIC Alianza Latinoamericana
de Medios TIC . nº 2


Nesta segunda edição, tratamos de um tema que está na lista de prioridade dos gestores de TI: o BIG DATA

A Revista Alianza é fruto de uma aliança editorial entre os veículos InversorLatam, portal Convergência Digital e Evaluamos, da Colômbia. Nosso compromisso é retratar os pontos mais importantes de Telecom e TI na América Latina.

Clique aqui para ver outras edições




Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2005-2015 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!