Convergência Digital - Home

Dilma Rousseff lidera TIC brasileira na CeBIT 2012

Convergência Digital - Cobertura Especial CeBIT 2012
:: Da redação - 02/03/2012

A presidenta Dilma Rousseff estará à frente da delegação brasileira - a maior da história do país - que estará na CeBIT 2012, evento que acontece de 06 a 10 março, em Hannover, na Alemanha. O Brasil é país-parceiro e a agenda governamental prevê encontros entre Brasil e Alemanha para a discussão sobre cooperação internacional, bolsas do programa Ciência sem Fronteiras, comércio entre os dois países e a conferência Rio+20.

Na agenda econômica, Dilma Rousseff e a chanceler da Alemanhã, Angela Merkel, vão debater a reforma do Fundo Monetário Internacional (FMI) e o movimento de inundação financeira por parte dos europeus, chamado por Dilma de "tsunami monetário".

A presidente reservou na agenda um dia inteiro exclusivo para a CeBIT. A visita aos estandes acontecerá pela manhã da próxima terça-feira, 06, seguida de declaração à imprensa e almoço com empresários dos dois países.

Durante a feira, o Brasil terá mais visibilidade para discussões de investimento e a possibilidade de mostrar a cultura brasileira para o mundo tecnológico. Ao todo, serão seis pavilhões dedicados ao País, compartilhados em todos os quatro setores da feira: CeBIT Pro, sobre segmentos de mercado; CeBIT Lab, sobre protótipos e experimentos; CeBIT Life, sobre convergência de tecnologias e CeBIT Gov, com foco em soluções para a administração pública.

A delegação brasileira, formada por 130 empresas e instituições privadas e governamentais, vai ocupar seis pavilhões distribuídos pelas quatro plataformas temáticas do evento: CeBIT pro, CeBIT gov, CeBIT life e CeBIT lab. Elas se apresentarão sob a marca Brasil IT+, que identifica a indústria brasileira de tecnologia no exterior, e levarão para a mostra um portfolio bastante heterogêneo: de soluções de segurança da informação, certificação digital, cloud computing, gestão de negócios e de processos produtivos, passando por gerenciamento de tráfego aéreo, sistema financeiro, governo eletrônico, educação, agribusiness e redes de telecomunicação.

As start-ups brasileiras e os centros P&D, com soluções para educação e outros setores, estarão concentrados no Hall 9, e as dedicadas a sistemas eletrônicos de governo no Hall 7. O Hall 11 destacará as tecnologias para telecomunicações e o Hall 12, abrigará as voltadas para o setor financeiro, segurança e certificados digitais. No Hall 6 serão enfatizadas as indústrias-chave de petróleo e agricultura e no Hall 22, jogos e TV digital.

O objetivo é aproveitar o bom momento da economia brasileira. Dados do Observatório Europeu EITO projetam para 2012, uma taxa de crescimento de 6% no setor de TIC brasileiro, que alcançará € 92 bilhões. Com o faturamento de US$ 171 bilhões registrados em 2010, o Brasil é hoje o 7º maior mercado interno de TIC do mundo, segundo dados da consultoria IDC, e a 6ª maior economia do planeta.


Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 

LEIA TAMBÉM:

09/03/2012
CeBIT poderá gerar negócios de US$ 60 milhões

14/03/2012
Brasil define certificação de software

13/03/2012
Com.sat investe em Parque Tecnológico da Bahia

12/03/2012
Brasileiras firmam parcerias comerciais

08/03/2012
Rio Grande do Sul abre fronteiras em TI

07/03/2012
Design brasileiro mostra seu talento na Alemanha

07/03/2012
Bahia busca parceiros para parque tecnológico

06/03/2012
Brasil quer mais negócios na área de Inovação e Tecnologia

05/03/2012
Dilma Rousseff: Exclusão digital acirra a desigualdade social

05/03/2012
Para Google, a Internet ainda é para poucos

Copyright © 2012 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site