Clicky

GESTÃO

Dataprev nega ter cancelado plano de saúde, estopim da greve dos funcionários

Luís Osvaldo Grossmann ... 04/03/2021 ... Convergência Digital

A Dataprev divulgou nota nesta quinta, 4/3, para negar responsabilidade no cancelamento do plano de saúde dos funcionários, apontado como motivo para a greve indicada pelos trabalhadores para começar em 8 de março, a depender das assembleias regionais. 

A greve já foi aprovada no Rio Grande do Norte, na Paraíba, São Paulo, Brasília e Ceará. Outros estados preferem ingressar com a ação de dissídio coletivo na Justiça do Trabalho, sem paralisação. A negociação da Campanha acontece desde maio do ano passado e a pauta de reivindicação da categoria foi entregue 90 dias antes da data base e foi negado pela empresa.

Segundo a Dataprev, o plano foi encerrado por decisão unilateral da operadora, GEAP e que novos credenciamentos foram feitos no segundo semestre de 2020. A empresa diz ter interesse em manter negociações e que não vai se opor à ação de dissídio. 

“Sobre o Acordo Coletivo de Trabalho 2019/2020, em respeito aos seus empregados, a atual gestão não apresentará oposição à tramitação processual de eventual Dissídio Coletivo econômico proposto pela Fenadados”, diz a Dataprev na nota, cuja íntegra vai a seguir: 

"A Diretoria Executiva da Dataprev vem a público esclarecer que:

1. NÃO É VERDADE que a atual gestão retirou o plano de saúde da empresa GEAP durante a pandemia, conforme divulgado em alguns portais;

2. O fato é que a GEAP informou à Dataprev, em outubro de 2020, que NÃO TINHA INTERESSE EM CONTINUAR PRESTANDO OS SERVIÇOS, em função do desequilíbrio financeiro do contrato. O contrato foi finalizado por decurso de prazo no último dia 25 de fevereiro. A situação foi informada com antecedência aos empregados, por meio de lives e comunicados oficiais;

3. Além disso, ressalta-se que a Dataprev também dispõe do reembolso do plano de saúde (tabela do per capita) para o empregado, desde 2019;

4. Com o objetivo de manter o convênio com a GEAP, a atual gestão tentou, reiteradamente, reverter a decisão, sem sucesso;

5. De forma paralela, antes mesmo da desistência da GEAP, em 2020, a Diretoria Executiva fez estudos e conversas com o mercado para ofertar novos planos de saúde aos empregados. Foi instituído pela empresa, durante o período, Grupo de Trabalho para cuidar de todas as tratativas do tema;

6. O edital para novos credenciamentos foi divulgado no segundo semestre de 2020. Hoje estão disponíveis três administradoras, nove operadoras de saúde e duas odontológicas aos empregados ativos, comissionados e cedidos. Também está em trâmite a aprovação de mais duas novas administradoras de saúde;

7. Ressalta-se ainda que foi ampliada a cobertura médica de um dos planos aos empregados públicos aposentados e pensionistas. Também há Acordo de Cooperação Técnica (ACT) entre a Companhia e a Associação Nacional dos Empregados da Dataprev (ANED), que disponibilizará outros planos de saúde para os empregados ativos e inativos, além daqueles associados;

8. Cabe ressaltar que a empresa tem cumprido sua responsabilidade legal. E, também, segue as determinações da Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Sest), bem como a Resolução n. 23 da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da União (CGPAR);

9. A Sest e a CGPAR definem as condições e diretrizes para os benefícios de saúde das empresas públicas – inclusive o limite a ser investido mensalmente no benefício, seus beneficiários e dependentes – entre outros assuntos;

10. Sobre o Acordo Coletivo de Trabalho 2019/2020, em respeito aos seus empregados, a atual gestão não apresentará oposição à tramitação processual de eventual Dissídio Coletivo econômico proposto pela Fenadados;

11. Com objetivo de continuar com as negociações, por meio do diálogo, e, sobretudo, preservar os benefícios previstos no Acordo, a Dataprev solicitou em janeiro ao Tribunal Superior do Trabalho (TST) a instauração de procedimento de Mediação. Na ocasião, foi ratificada as propostas de prorrogação do ACT já acordado, com exceção das cláusulas 7ª e 48ª (convênio com a GEAP – extinto por decisão unilateral da operadora de saúde – e a manutenção integral do referido ACT);

12. No entanto, em função da Fenadados ter manifestado rejeição à proposta, o Tribunal determinou a extinção do processo por entender que não havia condições de consenso. (Despacho de arquivamento do TST em anexo). Na ocasião, também foi informado sobre o eventual Dissídio Coletivo de natureza econômica. (Ofício n.15 - Fenadados em anexo);

A Diretoria Executiva lamenta por essa deliberação, reafirma seu compromisso com ações que garantam o bem estar do seu corpo funcional, e acredita no comprometimento e sensibilidade social dos empregados públicos da Dataprev neste momento de pandemia – que tanto têm se empenhado para atender a população."


Carreira
Semantix oferece 100 vagas para capacitação gratuita em engenharia de dados

Voltado para programadores, analistas de dados, cientistas e engenheiros de computação que estejam interessados em ingressar no mercado na área de Engenharia para Big Data. Aulas começam no dia 19 de abril.

Receita abre canal via internet para recursos contra indeferimento do Simples

O serviço está disponível somente para os casos em que o indeferimento foi realizado pela Receita Federal, o que acontece em mais da metade dos pedidos. 

TI e Telecom são serviços essenciais e não antecipam feriados

Sindicato patronal informa que o recesso sanitário não altera a rotina operacional do segmento. Também não haverá adiantamento de feriados, o que implica em pagamento de horas extras com adicional de 100% para os empregados que trabalharem nesses dias.

Contact center: Oi Soluções e Tahto unem forças por serviços digitais

Aliança quer levar ao B2B serviços, entre outros, como big data, monitoramento de midias sociais, atendimento digital e operações de televendas.

DPO como serviço é a saída para as empresas se adequarem à LGPD

Pesquisa nacional mostra que 28,4% dos encarregados de dados atuam no modelo ‘as a service’, para um ou mais clientes. Uma em cada quatro empresas terceirizou a função. Medo de multa está fazendo as companhias agirem mais rápido.




  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G