Clicky

GOVERNO » Compras Governamentais

Câmara dos Deputados adere ao catálogo federal de preços da Microsoft

Luís Osvaldo Grossmann* ... 03/03/2021 ... Convergência Digital

A Secretaria de Governo Digital do Ministério da Economia anuncia que a Câmara dos Deputados aderiu ao sistema de acordos corporativos com grandes fornecedores de TI, para padronização de preços na administração federal. A adesão começa pelo catálogo de serviços da Microsoft. 

Como lembra a SGD, o governo federal mantém acordos corporativos desse tipo com outros grandes fabricantes do setor: IBM, VMWare, Red Hat e Qlik. A partir dos acordos, são publicados catálogos com uma listagem dos produtos de cada um desses fornecedores e o respectivo teto de preços para cada um deles. No caso da Microsoft, o catálogo dispõe de 2 mil itens. 

Ao padronizar valores para toda a administração, os acordos forçam reduções nos preços médios dos serviços mais comumente contratados. No caso da Microsoft, o acordo renovado em 2020 implicou em cortes médios de 23%. Há cerca de um mês, a SGD informou que as renovações com IBM e Red Hat implicaram em reduções de 16%. 

A prática de usar o peso de grande comprador para pressionar por acordos com os fornecedores de tecnologia começou em 2019. “Hoje, ministérios, fundações e autarquias do governo que compram em menor quantidade obtêm preços competitivos, da mesma forma que outros órgãos do governo que compram mais. Quem está comprando é sempre o governo federal, independentemente do órgão e do fornecedor da tecnologia”, diz o secretário de Governo Digital, Luis Felipe Monteiro.

Os catálogos negociados e os preços de referência para licitações, porém, já extrapolaram o Poder Executivo. Antes da Câmara dos Deputados, o Supremo Tribunal Federal e Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais aderiram ao acordo de preços, assim como também o estado de Goiás. 

* Com informações do Ministério da Economia


Simples de março, abril e maio é prorrogado para segundo semestre

Recolhimento poderá ser feito a partir de julho, com opção de pagamento em duas parcelas. 

Transformação digital: Atenção do governo ao risco de digitalizar a burocracia

“A meta é digitalizar 100% dos serviços, mas o desafio é não fazer mera transposição do que existe para o digital”, afirma o secretário adjunto de governo digital, Ciro Avelino. 

Sobram candidatos e faltam cadeiras para TICs no Conselho Nacional de Proteção de Dados

Além de três das grandes entidades empresariais de tecnologia da informação, ABES, Assespro e Brasscom, os dois assentos setoriais são disputados pela Abert, Sebrae e bureaus de crédito. Pelo menos. 

Identidade Nacional vai funcionar como carteira digital

Governo e TSE formalizam acordo para fazer o Documento Nacional de Identificação (DNI) por meio da troca de dados.  A identidade digital será gerada por um aplicativo gratuito, que pode ser utilizado em smartphones e tablets com sistemas Android e iOS, a ser ofertado pelo governo federal.

Governo já tem 4,8 milhões de cadastros com biometria facial no Gov.br

Novo sistema classifica como bronze, prata e ouro os níveis de identificação digital em sistemas da administração federal, que já conta com 96 milhões de brasileiros registrados. Esses 4,8 milhões são nível 'ouro'.



  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G