Clicky

Convergência Digital
Inscrição gratuita - Vagas limitadas

Cisco: demanda para Wi-Fi em toda a faixa de 6 GHz já chegou

Luís Osvaldo Grossmann - 02/03/2021

Parte da discussão que acompanha a destinação do uso da faixa de 6 GHz para aplicações não licenciadas envolve o uso total ou parcial da banda entre 5.925 GHz e 7.125 GHz. Mas como ressaltou o diretor de Tecnologia Sem Fio da Cisco, Matthew MacPhereson, ao participar nesta terça, 2/3, do Wi-Fi 6E no Brasil, organizado pelo Wi-Fi NOW,  a demanda para os 1.200 MHz de espectro já chegou e continua crescendo. 

“Em 2018, tínhamos 169 milhões de hotspots públicos. Em 2023, serão 628 milhões. Há alguns anos, estávamos em 13,2 Mbps na conectividade móvel, em 2023 a gente espera que isso seja três vezes maior, 43,9 Mbps. E o W-iFi, que estava em 30 Mbps, também vai triplicar em três anos, para 91.6 Mbps. Mais banda, mais tráfego. Especialmente diante do crescimento de Internet das Coisas, dos aeroportos inteligentes, dos escritórios inteligentes. Teremos bilhões de dispositivos de rastreamento, automação e robótica integrada”, afirmou. 

Outro impacto óbvio é nas redes domésticas. “Todo mundo está trabalhando ou estudando em uma rede Wi-Fi. A experiência educacional já mudou. Para 75% dos professores, os livros impressos estarão substituídos nos próximos 10 anos. Matemática, artes, várias matérias serão mais interessantes vistas em 3D. Em medicina, em veterinária, trabalhos de anatomia terão engajamento mais interessante. E 77% dos estudantes já indicam que tecnologias digitais ajudam a melhorar as notas”, apontou MacPhereson.

A realidade aumentada ou virtual é outro caso de uso. Medicina, indústria, etc. “Temos todo um novo set de aplicações dependentes para controlar isso e fazer com que seja mais baixa a latência. Um atraso de 10 milissegundos pode ser demais. Essa é a nova geração, o mercado dessas aplicações é tão grande ou maior que o mercado de hoje em dia. Os humanos são lentos. Nosso tempo de computação é lento. Começamos a trabalhar com robôs, IA, tudo muito rápido, precisamos dar suporte a essas capacidades. Com certeza vamos precisar da nova faixa, porque tudo isso vem ocupar esse espaço. Precisamos disso já.”


Wi-Fi 6E: o futuro da infraestrutura do Wi-Fi

As faixas de 2,4 GHz e de 5 GHz estão congestionadas no Brasil e torna-se urgente ter mais frequência por mais capacidade e eficiência, afirma o chefe de Tecnologia da CommScope para Caribe e América Latina, Hugo Ramos.

Oi: fibra ótica é o chassi de suporte para Wi-Fi 6, Wi-Fi 6E e 5G

Para o VP da Oi, Carlos Eduardo Monteiro, o Brasil tem desafios a vencer para a expansão do Wi-Fi 6, como ofertar mais segurança jurídica e regulatória para os investimentos. O câmbio – já que todos os aportes e equipamentos são atrelados ao dólar – desponta como um gargalo a ser enfrentado.

Empresa brasileira se prepara para oferecer Wi-Fi como serviço

Definindo-se como uma empresa de software que precisa de hardware e frequência para atuar, a Mambo Wi-Fi diz que os hotspots públicos vão crescer até nove vezes até 2022 com a liberação da faixa de 6 GHz para serviços não licenciados.


Wi-Fi 6E Brasil 2021 - clique aqui para ver o especial completo
Editora Convergência Digital
Copyright © 2005-2021 Editora Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site

Wi-Fi Now Global Wi-Fi 6E Brasil - 02 e 03 de março de 2021