Clicky

Incorporação da Oi Móvel é estratégica para investimentos da TIM

Ana Paula Lobo ... 24/02/2021 ... Convergência Digital

A incorporação da Oi Móvel é estratégica para a definição dos planos da TIM Brasil no períoodo de 2021 a 2023, de acordo com as metas de crescimento e investimentos divulgados nesta terça-feira, 23/02. Com a Oi Móvel, e a aprovação da aquisição e incorporação a partir do segundo semestre, a TIM  projeta um crescimento de 10% na receita. Sem a Oi Móvel, essa projeção cai pela metade e fica em 5%.

O investimento previsto pela TIM para 2021 é de R$ 4,4 bilhões, maior que os R$ 3,8 bilhões aportados em 2020. Um dado importante: ao falar dos valores, a TIM não explicita se nesse montante para 2021 já está incluído o custo da licença nacional de 5G, caso o leilão aconteça, de fato, em junho ou julho, como previsto pelo governo. Até 2023, o investimento da tele deverá ficar em R$ 13 bilhões, podendo chegar a R$ 13,5 bilhões por conta da integração da Oi Móvel.

A TIM tem especial interesse em integrar o quanto antes a sua parte de ativos da Oi Móvel - quase a metade, já que foi a que mais investiu na compra, ao aportar R$ 7,3 bilhões - para nivelar o gap de espectro diante das suas rivais.  O FTTH também ganha destaque nos planos de investimentos no Brasil e se torna estratégico, como também o negócio de rede neutra, cada vez mais importante em função dos planos para o 5G. A operadora também diz que Internet das Coisas será relevante para novos negócios, a partir da criação de ecossistemas.







Internet Móvel 3G 4G
Ericsson registra patente brasileira para o 5G

Desesnvolvida pelos pesquisadores Silvia Lins, Pedro Henrique Gomes e Ricardo Souza, do time de pesquisa, desenvolvimento e inovação da fabricante, a solução usa inteligência artificial para permitir o fatiamento de rede e evitar o congestionamento no tráfego dos dados.

Wi-Fi 6E Brasil 2021 - Cobertura especial - Editora ConvergenciaDigital

Wi-Fi 6E: o futuro da infraestrutura do Wi-Fi

As faixas de 2,4 GHz e de 5 GHz estão congestionadas no Brasil e torna-se urgente ter mais frequência por mais capacidade e eficiência, afirma o chefe de Tecnologia da CommScope para Caribe e América Latina, Hugo Ramos.

Veja mais matérias deste especial

Por casa conectada, Vivo negocia opção de ser acionista minoritária na CDF

A CDF é um marketplace de solulções de assistência residencial e tecnológica e que já é parceira na oferta do Vivo Guru. Os novos serviços serão lançados em breve, mas um deles será voltado para a instalação e  configuração de dispositivos inteligentes.

Huawei: é cedo para dizer quem está dentro ou fora da rede privada do governo

“Existe uma portaria, mas os requisitos ainda não estão completamente claros”, afirma o diretor de cibersegurança da fabricante chinesa, Marcelo Motta.

Oi entra na briga pela fibra ótica em São Paulo

Companhia diz que os pilotos comercial e de rede estão acontecendo e o lançamento ao mercado será no segundo trimestre (abril a junho) para os mercados B2C e B2B. A Oi vai usar 5,2 mil Km de rede própria oriundas da compra da MetroRed e da Pegasus no passado.

Brasileiro retorna ao pré-pago e sonha com superaplicativo

O brasileiro diz que o pré-pago oferece maior flexibilidade de uso, de acordo com pesquisa global feita pela Ding. O estudo também mostra que os brasileiros querem um superaplicativo que combine mensagens instantâneas com mídia social, varejo e serviços.




  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G