Clicky

Oi descarta veto do CADE à venda da Oi Móvel para TIM, Vivo e Claro

Ana Paula Lobo ... 14/01/2021 ... Convergência Digital

A Oi descarta a possibilidade de o CADE vetar a compra da Oi Móvel pelo consórcio TIM, Vivo e Claro por R$ 16,5 bilhões, conforme o leilão feito em 14 de dezembro do ano passado, mas admite que o órgão antitruste pode, sim, aplicar 'remédios' para fazer ajustes no modelo de operação proposto pelas vencedoras, afirmou a diretora financeira da Oi, Camille Faria, ao participar de live da corretora Genial nesta quinta-feira, 14/01. A executiva descartou a possibilidade de a Algar conseguir vetar a transação, como solicitou ao CADE.

Camille Faria informou que o contrato de compra e venda da Oi Móvel está em fase final de ajustes- são concedidos 30 dias úteis depois do anúncio da transação para a conclusão do documento. Superada essa etapa é que os pedidos de anuência ao órgão antitruste e à Anatel vão ser encaminhados para formalizar a venda.

"O plano de segregação regulatório e de clientes foi feito com muito cuidado para respeitar todas as regras regulatórias e de competição pelos vencedores do consórcio. Não descartamos que o CADE imponha remédios, exija ajustes, mas não vislumbramos risco de recusa ao negócio", reiterou a executiva da Oi.

Expectativa da Oi é que o CADE leve no máximo 12 meses para julgar a venda da Oi Móvel, mas a operadora também trabalha com a possibilidade de um julgamento mais rápido, até em função do próprio leilão do 5G, previsto para o primeiro semestre.

Com relação à InfraCo, a unidade de banda larga e fibra ótica, Camille Faria diz que as propostas serão recebidas até o fim de janeiro e que existe, sim, uma perspectiva de um ágio. "Devemos escolher duas para trabalharmos e a previsão é que a venda aconteça no primeiro trimestre", sinalizou. O preço mínimo imposto é de R$ 20 bilhões e o comprador ficará com 51% e com o controle da nova empresa. O Convergência Digital reproduz a íntegra da entrevista da CFO da Oi, Camille Faria à corretora Genial.


Internet Móvel 3G 4G
Anatel libera edital do 5G

Agência reguladora diz que preços só vão ser conhecidos oficialmente depois da avaliação do Tribunal de Contas da União. Documento liberado destaca os principais pontos do edital, aprovado na semana passada pelo Conselho Diretor da Anatel. Certame terá a maior oferta de espectro da história do Brasil.

AO VIVO!     Dias 02 e 03 de março
Clique aqui para assistir

Wi-Fi 6E Brasil 2021 - Cobertura especial - Editora ConvergenciaDigital

Brasil assume liderança e se torna hub do Wi-Fi 6E nas Américas

“Calculamos a contribuição de US$ 112 bilhões ao PIB, US$ 30 bilhões em valor adicionado à produção e US$ 21 bilhões em consumo na próxima década no mercado brasileiro”, afirma a presidente da Dynamic Spectrum Alliance, Martha Suarez.

Amazon: Wi-Fi 6 e Wi-Fi 6E têm um casamento perfeito com o 5G

O engenheiro-sênior para Tecnologia Sem Fio da Amazon, Ravi Ichapurapu, explica que o espectro do 6 GHz permite obter vários gigabits de taxa de transferência e baixa latência, essenciais para aplicações como vídeos em 8K, automação industrial e no segmento automotivo.

Cisco: demanda para Wi-Fi em toda a faixa de 6 GHz já chegou

Explosão de hotspots e de dispositivos conectados e uso no trabalho e na educação já exigem capacidades, velocidades e latência compatíveis com novos hábitos, afirma o diretor de Tecnologia Sem Fio da Cisco, Matthew MacPhereson.

Veja mais matérias deste especial    •    Inscrição gratuita - Clique aqui

Vivo assume que rede neutra fará a diferença no 5G

Batizada de FiBrasil, a rede neutra terá papel central na estratégia nacional, afirmou o CEO da Vivo, Cristian Gebara.

Baigorri: Esperar demanda para exigir 5G pleno é o oposto de política pública

“O desconto no valor da frequência é uma decisão de Estado para financiar o investimento. É usar recurso público para garantir que Macapá, Boa Vista e Rio Branco tenham as mesmas funcionalidades de São Paulo”, afirma o relator do 5G na Anatel, Carlos Baigorri. 

CVM cobra Telebras que anuncia renovação por 10 anos de contrato com Eletrobras

Acordo vale para o uso de fibras óticas e infraestrutura de telecomunicações com a Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf), Centrais Elétricas do Norte do Brasil S/A (Eletronorte) e Furnas Centrais Elétricas S/A (Furnas). Estatal teve movimentação atípica de ações.

STF descarta ação da PGR e mantém gratuidade do direito de passagem

Maioria do Plenário acompanhou o entendimento do relator, Gilmar Mendes, de que um ordenamento unificado nacional faz parte das competências da legislação federal. Para Conexis, "STF reconheceu papel vital da conectividade".




  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G