Clicky

SEGURANÇA

Brasil é o país onde mais faltam profissionais de cibersegurança

Luís Osvaldo Grossmann ... 11/01/2021 ... Convergência Digital

O Brasil é o país onde mais faltam profissionais de segurança cibernética, segundo um estudo sobre a força de trabalho global feito pela consultoria ISC2 em 2020. Entre os 14 países avaliados – China e Índia ficaram de fora por falta de dados confiáveis – o Brasil aparece até bem, atrás apenas dos Estados Unidos e portanto com o segundo maior contingente de profissionais na área. Mas precisa fazer um esforço ainda maior que os EUA para atender a demanda já existente. 

Segundo a ISC2, o Brasil contava no ano passado com 636.650 desses especialistas. Mas precisa de outros 331.770. Ou seja, tem que conseguir elevar a força de trabalho disponível nesse campo em mais de 52%. Nos EUA, que tem 879.157 profissionais de cibersegurança, a lacuna é até um pouco maior – 359.236 – mas exige um aumento menor que o brasileiro, de 40%. 

Nas contas da ISC2, a pandemia do novo coronavírus parece ter ajudado um pouco o cenário geral. “Apesar dos desafios econômicos apresentados pelo Covid-19, pela primeira vez vimos a lacuna da força de trabalho da cibersegurança diminuir de 4 milhões para 3,1 milhões”, diz o estudo.  

No entanto, ressalta que “embora os incidentes de segurança reais tenham permanecido nos níveis básicos e apesar da redução da lacuna da força de trabalho, mais da metade dos entrevistados (56%) diz que a falta de pessoal de segurança cibernética está colocando suas organizações em risco”. 

Além do Brasil, o levantamento avaliou dados dos Estados Unidos, Canadá, México, Reino Unido, Irlanda, França, Alemanha, Espanha, Holanda, Austrália, Japão, Cingapura e Coreia do Sul. Conforme a ISC2, China e Índia foram omitidas devido às informações limitadas disponíveis. “Como a Índia e a China têm populações extremamente grandes e têm experimentado um rápido crescimento econômico, a inclusão dessas nações em nossa estimativa de força de trabalho apresentaria o potencial de superestimar a população de profissionais de segurança cibernética”. 


Oi Soluções cria serviço para evitar ciberataques

Solução identifica, detecta e gerencia falhas e brechas em sites e aplicações de forma pró-ativa. Aplicação permite conformidade à LGPD.

Serpro e Dataprev atuam juntos para incluir biometria facial do INSS no GOV.br

O  INSS usará a base de dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) – já que foram selecionados segurados que tenham carteira de motorista ou título de eleitor.

Uber faz piloto de gravação de vídeo em Aracaju

Video permanecerá criptografada no celular e apenas a empresa terá acesso às imagens. O motorista não tem como ver a gravação.

TI está sobrecarregada e ataques cibernéticos viram rotina no governo

“A TI está sobrecarregada. Um analista gerencia de cinco a oito contratos. Mas o governo só vai acordar quando der um problema gigante”, diz o presidente da Associação Nacional dos Analistas em Tecnologia da Informação, Thiago de Aquino Lima. 



  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G