Clicky

Home - Convergência Digital

Banco Central adia sistema de cobrança por QR Code no Pix

Convergência Digital - 14/12/2020

O Banco Central adiou para 15 de março de 2021 o uso de QR Code no Pix para pagamentos futuros, chamado de Pix Cobrança. A mudança está publicada no Diário Oficial da União desta segunda, 14/12, e afeta um modelo de pagamento para o comércio. 

A possibilidade de pagamentos imediatos por meio de QR Code já está disponível desde 16 de novembro, quando o sistema começou a funcionar. Mas o Pix Cobrança é uma funcionalidade que permite, além da transferência à vista, agendar pagamentos. 

Ou seja, esse sistema de Pix Cobrança permitirá que lojistas, fornecedores, prestadores de serviços e outros empreendedores possam emitir um QR Code para operações de pagamento imediato ou em data futura com informações sobre juros, multas e descontos.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

31/03/2021
Banco Central autoriza WhatsApp para pagamentos

15/03/2021
Banco Central adia uso de QR Code no PIX Cobrança

02/03/2021
BC atualiza regras para a contratação de serviços em nuvem

22/02/2021
Banco Central abre inscrições para testes de projetos inovadores

29/01/2021
Banco Central e teles acertam ampliação do Pix Cobrança para celulares pós pagos

14/12/2020
Banco Central adia sistema de cobrança por QR Code no Pix

09/12/2020
Mastercard torce para parceria com WhatsApp em pagamentos tenha aval do Banco Central em 2021

23/11/2020
BC amplia escopo das contas do Pix e isenta multas até março de 2021

03/11/2020
Em primeiro dia de teste, PIX tem 1,5 mil transações e 60 milhões cadastrados

03/11/2020
Bancos têm até 15 de janeiro de 2021 para aderir ao Open Banking

Destaques
Destaques

Highline se propõe a comprar licença 5G e oferecer espectro como serviço para ISPs

A proposta da empresa, explicou Luis Minoru, diretor de estratégia e novos negócios, é o de oferecer toda a infraestrutura na modalidade de serviço. Já há testes em andamento, não revelados, para o funcionamento da modalidade que inclui a operação de telefonia móvel.

Cobertura 4G chegou a 85% da população mundial, mas metade dela seguiu sem acesso à Internet em 2020

Levantamento da União Internacional de Telecomunicações mostra que a principal razão da exclusão digital é o alto preço do serviço diante da receita do consumidor. "Houve uma queda nos preços, mas precisa cair muito mais para termos um futuro melhor", pontuou o secretário-geral da UIT, Houlin Zhao.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Com rede sujeita a apagões, qual impacto do 5G na energia no Brasil?

Por Pedro Al Shara*

Segundo pesquisa da Vertiv, fornecedora de equipamentos e serviços para infraestrutura crítica, um aumento da ordem de 150% a 170% no consumo energético é projetado no setor de Telecom até 2026. Com toda a inovação que o 5G representa, mais dispositivos poderão acessar a internet móvel ao mesmo tempo, utilizando o mesmo sinal.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site