Clicky

INOVAÇÃO

Copel vai investir R$ 3,5 bi em redes inteligentes

Da redação do 5x5 TecSummit ... 09/12/2020 ... Convergência Digital

A Copel (Companhia Paranaense de Energia) vai investir cerca de R$ 3,5 bilhões no “Programa Transformação” para modernização de sua rede de distribuição de energia elétrica no Paraná. Dentre os investimentos previstos, estão a questão de redes elétricas inteligentes e a troca de cerca de 30% dos medidores tradicionais por medidores a distância, a partir de janeiro de 2021. A informação foi prestada pelo presidente da estatal, Daniel Slaviero, durante entrevista no terceiro dia do evento 5x5TEC Summit 2020, cujo tema central desta quarta-feira, 09/12, foi energia.

Slaviero reforçou na sua participação o que pensa sobre o futuro do mercado livre de energia no Brasil. Ele projetou a chegada da venda direta ao consumidor, nos próximos anos, até mesmo por celular, a exemplo do que já acontece na Europa . “Em algum momento, nos próximos cinco ou seis anos, vai ser igual como na Alemanha ou Bélgica, onde o consumidor residencial compra energia pela internet. Nem sabe mais qual é o fornecedor. Tem a distribuidora, que é o fio que faz o transporte até a sua residência. É um fato que consideramos inexorável”, afirmou.

Na avaliação do presidente da Copel, a tecnologia vai reduzir o tempo de desligamento causado por fatores naturais e outros fatores externos ao sistema. Também tornará possível a leitura de consumo sem intervenção humana. Isso permitirá, acrescentou, que o cliente tenha autonomia para monitorar seu consumo de energia em tempo real, dentre outros benefícios. “Quando se tem um conhecimento profundo de como é consumo dá para fazer um planejamento de eficiência energética e poder contribuir para que ele possa reduzir e otimizar a utilização de energia”, garantiu.

A partir de 2 janeiro de 2021 começa a primeira fase da renovação dos medidores e deve atender 450 mil unidades de um total de praticamente 1,5 milhão, a serem contempladas em três anos, adiantou Daniel. “Nós já vamos começar o processo de bater em cada uma das unidades consumidoras da região sul, sudoeste e oeste para que a gente possa fazer essa substituição”, contou. Além da troca de medidores, o Programa Transformação também destinará recursos para a eletrificação rural, no qual serão mais de 25 mil km de rede trifásica para o setor do agronegócio. E ainda para uma iniciativa voltada para a comunicação. Lembrou que o Paraná tem forte vocação para o desenvolvimento do agronegócio.

O 5×5 TecSummit, evento organizado pelo Convergência Digital, Mobile Time, Tele.Síntese, Teletime e TI Inside, prossegue até o dia 11 de dezembro. Amanhã, no dia, 10, a vertical em debate será finanças. O evento encerra com uma discussão sobre o impacto da indústria de entretenimento no Brasil. Inscreva-se e assista também os eventos já realizados para Governo, Saúde e Energia.


Cloud Computing
Banco Modalmais compra startup de análise de dados

Refinaria de Dados, criada em 2017, já desenvolveu mais de 900 algoritmos de machine learning a partir da mineração dos dados. Objetivo do ModalMais é ser uma instituição data driven, ou seja, uma empresa com decisões guiadas por dados. O valor da compra não foi revelado pelas partes.

Transformação digital: um movimento com vencedores e perdedores

A afirmação é do cofundador da Decoupling.co, Thales Teixeira, sobre a digitalização do mundo acelerada pela Covid-19. Para o especialista, 2025 já chegou e exige uma readequação imediata das empresas por sobrevivência.

Governo destinou quase R$ 100 milhões para projetos de cidades inteligentes

O secretário Nacional de Mobilidade e Desenvolvimento Regional e Urbano, Tiago Queiroz, disse que há projetos especiais como o água 4.0 e saúde 4.0. A deputada federal do PP/SC, Angela Amin, reforçou que as pessoas são a síntese das cidades inteligentes e é preciso um esforço para capacitar gestores públicos municipais e estaduais.

IA² MCTI lança edital voltado para inovação aberta com Inteligência Artificial

Já está disponível para consulta o edital de seleção das 15 empresas âncora do IA² MCTI, programa de aceleração tecnológica em inteligência artificial que visa aumentar a competitividade brasileira através da inovação aberta.

Dataprev cria Centro de Excelência em Internet das Coisas no Ceará

Estatal de TI montou uma Unidade de Desenvolvimento para experimentos e simulações em IoT voltada à transformação digital e ao Plano Nacional de Internet das Coisas.

Lei do Bem movimenta R$ 15 bilhões e é principal estímulo à inovação

Segundo MCTI, cada R$ 1 em renúncia fiscal virou R$ 3,50 em investimentos. Dados relativos a 2019 indicam que regime beneficiou 2.288 empresas, em 12 mil projetos. 



  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G