Clicky

Home - Convergência Digital

5x5 TecSummit discute as teles no setor financeiro, o futuro dos bancos e o exemplo chinês

Convergência Digital - 01/12/2020

O 5×5 TecSummit, que acontece de 07 a 11 de dezembro, contará com palestras especiais sobre tendências no setor financeiro. A experiência chinesa com pagamentos digitais; o banco do futuro; e o retorno das teles ao setor financeiro serão alguns dos assuntos abordados. O evento de Finanças acontece no dia 10 de dezembro.

O diretor de vendas e negócios para o setor financeiro da Huawei no Brasil, Aírton Melo, fará a abertura do dia dedicado a finanças no 5×5 falando da experiência chinesa com pagamentos digitais e as lições que o Brasil pode aprender com o mercado asiático.

Por sua vez, Ramon Carcolé Sans, diretor de indústria e inovação para instituições financeiras da Oracle no Brasil, fará uma apresentação sobre como será o banco do futuro, impulsionado pelo open banking e por novidades tecnológicas.

O retorno das operadoras celulares brasileiras ao mercado de serviços financeiros será o tema da palestra de Maurício Santos, diretor de serviços financeiros da Claro, que acaba de lançar o Claro Pay.

O 5×5 terá ainda um talk show com Edilson Albuquerque, gerente de infraestrutura do Itaú Unibanco, e José Eduardo Braz Ferreira, vice-presidente de vendas para infraestrutura da Oracle. E também dois painéis de discussão, com a participação de executivos de empresas como Banco Original, Cielo, Credicard, Diebold Nixdorf, Furukawa, SAS, TransferWise, Visa, Vivo, dentre outras.

O 5×5 TecSummit é um evento online gratuito organizado pelos sites Convergência Digital, Mobile Time, Tele.síntese, Teletime e TI Inside. Ao longo de cinco dias, entre 7 e 11 de dezembro, serão organizados painéis e palestras sobre cinco verticais: governo, energia, saúde, finanças e entretenimento. A programação completa e o formulário de inscrição estão disponíveis no site do evento: www.5x5tecsummit.com.br .

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

11/12/2020
Claro: Hábitos da quarentena transformaram as redes móveis

11/12/2020
Ericsson: É hora de transformar casos de uso do 5G em modelos de negócio

11/12/2020
Connectoway: Empresas de Internet precisam de mais CDNs

11/12/2020
Furukawa: redução de latência passa por uma boa infraestrutura de fibra e nuvem

11/12/2020
Dynatrace: sistemas na nuvem são dinâmicos e de complexa monitoração

11/12/2020
SAS: pandemia obrigou sistema financeiro a recalibrar seus algoritmos

11/12/2020
Diebold Nixdorf: Dinheiro em espécie não vai morrer tão cedo

11/12/2020
Itaú moderniza 1 petabytes de Banco de Dados com a Oracle

10/12/2020
Claro: serviços financeiros serão personalizados e vendidos em marketplaces

10/12/2020
Huawei: 5G e nuvem são estratégicos para o mercado financeiro

Destaques
Destaques

Uso da faixa de 700 MHz deixa 4G disponível 80% do tempo no Brasil

Segundo a mais recente análise da OpenSignal, TIM tem a rede de quarta geração com maior disponibilidade, 88,2%, à frente da Claro (79%) e Vivo (79,5%), Oi (70,2%). 

Um em cada quatro acessos móveis na América Latina será 5G até 2026

Nova edição do Relatório de Mobilidade da Ericsson aponta que até o final de 2020, mais de 1 bilhão de pessoas ao redor do mundo já estará usando 5G. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Previsões para 5G Core (5GC) e redes móveis em 2021

Por Ivan Marzariolli*

A maioria das teles com 5G escolheu o que é chamado de implementação “não autônoma”.  É um híbrido de 4G e 5G que permite oferecer muitos recursos 5G aos assinantes, enquanto ainda aproveita o investimento existente em seu core de pacote 4G. Operadoras estão ansiosas para aproveitar as vantagens do 5GC (SA ou autônomo) - maior agilidade de serviço e custos mais baixos.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site