Clicky

Anatel renova faixa de 850 MHz para Vivo, mas nega pedido de redução de preço

Luís Osvaldo Grossmann ... 26/11/2020 ... Convergência Digital

A Anatel aprovou nesta quinta, 26/11, a primeira das prorrogações sucessivas para uso de radiofrequências, conforme possibilidade aberta pela Lei 13.879/19. A primeira beneficiada é a Vivo, que ganhou o direito de ficar com a faixa de 850 MHz por até novembro de 2028. 

Embora tenha ganho o direito de renovar essa fatia do espectro sem precisar disputar nova licitação, conforme interpretação dada pelo Decreto 10.402/20, a Vivo foi à Anatel para insistir no pedido de pagar o menor valor possível pelo benefício. 

Como definido pela agência ao incorporar no regramento as prorrogações sucessivas, a ideia é cobrar das operadoras o valor de mercado do espectro, o que no linguajar “especializado” é chamado de valor presente líquido, ou simplesmente VPL. 

A Vivo, que ainda recorre sobre o tema em outro processo na Anatel, prefere pagar pela regra do Preço Público pelo Direito de Uso de Radiofrequência (PPDUR) ou, ainda, pela via do ônus contratual, o que equivale a 2% da receita operacional líquida. Embora a agência ainda não tenha indicado quanto vai custar o VPL da faixa, é certo que significa valor superior que os pretendidos pela Vivo. 

“A adoção do VPL, além de ilegal traz insegurança jurídica. O calculo de VPL pode dar uma variação enorme”, lamentou durante a reunião da Anatel nesta quinta a vice presidente de assuntos regulatórios da Vivo, Camilla Tápias, emendando que “as empresas já vêm fazendo investimentos vultosos”. 

Como já fora defendido pela Procuradoria Federal Especializada da Anatel – a AGU na agência – o que a Vivo chama de ilegal é uma interpretação questionável. Segundo a PFE, e pela decisão tomada pelo Conselho Diretor da Anatel em setembro, o uso do PPDUR ou do ônus eram alternativas à primeira prorrogação do uso do espectro – que até o Decreto 10.402/20 seria a única possível. Ou seja, ao ser modificada a regra sobre o prazo de uso, a Anatel pode definir o novo preço. 

A Vivo também reclamou que a prorrogação da faixa de 850 MHz foi aprovada somente por oito anos. A ideia da agência é padronizar prazos e preparar um provável “refarming” do espectro, uma vez que os blocos em uso deixam a desejar no quesito eficiência espectral. A decisão manteve o prazo dessa nova prorrogação até novembro de 2028. 


Internet Móvel 3G 4G
Receita tem novo app que permite MEI pedir restituições pelo celular

Pelo APP MEI, que está disponível nas lojas Apple (App Store) e Android (Play Store), também será possível consultar o histórico de restituições e a situação atual de cada pedido realizado pelo contribuinte.

Algar substitui Claro no 0800 do Ministério da Economia

Contrato de R$ 28,7 mil tem validade inicial de um ano, até o final de 2021. 

Minicom cede Artur Coimbra para ser corregedor da ANPD

O secretário de radiodifusão, Max Martinhão, acumula interinamente a Secretaria de Telecomunicações. Segundo a pasta, ainda não há novo nome para substituir Artur Coimbra.

Abinee: Diferença de custo entre migração e mitigação no 5G é menor do que apontam teles

Estudo indica valores semelhantes aos projetados pela Anatel, de R$ 1,1 bilhão para o uso de filtros e R$ 1,8 bilhão para mudança da recepção de antenas para a banda Ku.

Anatel apreende 15 mil carregadores de celulares na 25 de Março, em São Paulo

Equipamentos não homologados foram avaliados em R$ 180 mil e foram recolhidos em um único distribuidor. Outros 11 mil carregadores foram apreendidos em três operações durante o mês de novembro.




  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • O Portal Convergência Digital é um produto da editora APM LOBO COMUNICAÇÃO EDITORIAL LTDA - CNPJ: 07372418/0001-79
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G