Clicky

Home - Convergência Digital

Governo da Itália usa poder de veto e manda empresa cancelar acordo com Huawei

Convergência Digital - 26/10/2020

A Itália impediu o grupo de telecomunicações Fastweb de assinar um acordo para a Huawei fornecer equipamentos para sua rede principal 5G, revelaram três fontes próximas ao assunto à agência Reuters. A decisão, tomada em reunião de gabinete na quinta, 22/10, se deu três semanas após o governo do país confirmar expressamente o alinhamento aos EUA na guerra comercial contra a China. 

O governo italiano usou seus poderes especiais de veto para impedir a Fastweb, a unidade italiana da Swisscom, de implementar um acordo de fornecimento com a empresa chinesa na parte mais sensível de sua rede móvel de quinta geração, disseram as fontes. 

“O governo vetou a operação, pedindo à Fastweb para diversificar seus fornecedores”, disse uma fonte do governo à Reuters. A Fastweb escolheu a Huawei como o único fornecedor para sua rede principal 5G, disseram fontes. Huawei e Fastweb não quiseram comentar.

As medidas impostas pelo governo da Italia às empresas que usam equipamentos Huawei em sua rede 5G incluem restrições a intervenções remotas para corrigir problemas técnicos e um limite de segurança extremamente alto, disseram duas fontes da indústria. 

O maior grupo telefônico do país, a Telecom Italia, em julho deixou a Huawei de fora de uma licitação para um contrato de fornecimento de equipamento 5G para seu núcleo de rede. As empresas de telecomunicações que operam na Itália introduziram cláusulas de isenção em acordos 5G com a Huawei, permitindo-lhes retirar-se caso Roma peça requisitos caros em troca de luz verde, disseram fontes da indústria.

* Com informações da Reuters

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

24/11/2020
Leilão 5G: Embaixada da China reage forte contra filho do presidente Jair Bolsonaro

24/11/2020
Minicom se diz cobrado por Bolsonaro para fazer o leilão 5G

24/11/2020
Highline compra Phoenix Tower e passa a deter 3,2 mil torres no Brasil

19/11/2020
Qualcomm e Nokia: Ondas milimétricas são a mudança do modelo de negócio no 5G

18/11/2020
Anatel: Cibersegurança em Telecom une teles e os mais de 10 mil prestadores de serviços SCM

17/11/2020
TBNet fecha parceria com tele para transformar 23 mil ATMs em hotspots Wi-Fi 5G

16/11/2020
EUA autorizam Qualcomm a exportar chips 4G para Huawei, mas proíbe o 5G

13/11/2020
Oi avalia 5G para usar 3,5 GHz em banda larga fixa

12/11/2020
Anatel e ABDI vão testar uso industrial e redes privadas no 5G

12/11/2020
Carlos Baigorri é o novo relator do edital do 5G na Anatel

Destaques
Destaques

Aos 23 anos, Anatel lista 5G como próximo desafio

“Entre os desafios que nos aguardam, a economia brasileira precisa ter sua digitalização aprofundada, a conectividade precisa se tornar mais real na vida dos brasileiros”, destacou o presidente da agência, Leonardo de Morais, também ressaltando a segurança cibernética e renovação das concessões em 2025.

Classes D e E só têm o celular para teletrabalho e aulas remotas

Quase 40% dos alunos usam apenas os celulares para acompanhar as aulas online no Brasil, revela a 3ª edição do Painel TIC Covid-19, do CGI.br. No levantamento, porém, 36% dos alunos reclamam da baixa qualidade da conexão à Internet.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

IoT e os novos negócios e aplicações para o mercado de energia

Por Pedro Al Shara*

Analistas de mercado estimam que o impacto da Internet das Coisas na economia alcance de 4% a 11% do Produto Interno Bruto do planeta em 2025.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site