Clicky

Convergência Digital - Home

Carrier elege AWS e une nuvem, IoT e coleta de dados

Convergência Digital
Convergência Digital - 14/10/2020

A Amazon Web Services(AWS), uma empresa da Amazon.com, e a Carrier Global Corporation, fornecedora global de soluções saudáveis, seguras e sustentáveis de refrigeração para estruturas e cadeia de frio, anunciaram nesta quarta-feira, 14/10, um acordo de vários anos para co-desenvolver uma nova plataforma digital, batizada de LynxTM, da Carrier.

O conjunto de ferramentas fornecerá aos clientes da companhia em todo o mundo maior visibilidade, conectividade aumentada e inteligência em suas operações de cadeia de frio para melhorar os resultados em operações para cargas sensíveis à temperatura, incluindo alimentos, medicamentos e vacinas. A colaboração é uma expansão do anúncio recente, em fevereiro, de que a AWS foi escolhida pela Carrier como sua provedora de serviços em nuvem preferida.

A plataforma Lynx combinará os serviços de IoT (internet das coisas), analytics e machine learning da AWS com as soluções de refrigeração e monitoramento da Carrier, ampliando as atuais ofertas digitais da companhia para gerenciar o transporte controlado por temperatura e o armazenamento de perecíveis. Clientes usando a plataforma Lynx se beneficiarão do rastreamento de ponta a ponta, alertas em tempo real, processos automatizados e análises preditivas para ajudá-los a entregar cargas controladas por temperatura de forma mais eficiente, diminuindo o custo das operações da cadeia de frio, otimizando a utilização de recursos e reduzindo perda e a avaria de produtos.

Aproveitando os serviços de IoT da AWS para coletar, integrar, organizar e analisar dados da grande base de equipamentos de refrigeração e soluções de monitoramento da Carrier, juntamente com fontes como relatórios de tráfego e clima, a plataforma Lynx fornecerá uma visão abrangente da localização da carga, condições de temperatura e eventos externos que possam afetar as operações de cadeia de frio.

Essas informações alimentarão um data lake construído no Amazon Simple Storage Service (Amazon S3), onde a Carrier pode usar serviços de machine learning AWS para identificar possíveis problemas que possam impactar a carga, bem como executar análises sofisticadas para desenvolver recomendações para melhorar os resultados.

Por exemplo, analisando dados do histórico e dados em tempo real de desempenho dos equipamentos da Carrier conectados à nuvem, a plataforma Lynx poderá sugerir manutenção proativa para maximizar a disponibilidade de um equipamento específico. Olhando para o futuro, a Carrier e a AWS planejam introduzir um recurso para a plataforma Lynx com o intuito de fornecer recomendações relacionadas ao roteamento de carga e a melhor utilização da frota, adicionando maior resiliência à cadeia de frio que ajudará os clientes da Carrier a gerenciar custos, horários e recursos.

 


Destaques
Destaques

Por que se tornar uma empresa data-driven?

Data-driven ou orientada a dados. É esse o novo lema das companhias que, cada vez mais, estão armazenando e analisando dados em busca de insights de negócios. Mas o que as empresas devem fazer para abraçarem os dados de forma a promover benefícios estruturais e longevos? A resposta não é simples.

TIM une big data,LPA e robôs para controle do pagamento de impostos

Operadora elegeu a inteligência artificial para processar grandes e complexos volumes de dados com o SAS e a KPMG. Investimento ficou em torno de US$ 500 mil, ou R$ 2,65 milhões, mas parte dele já foi recuperado em pouco mais de seis meses.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Serviços SaaS, proteção de dados e a LGPD

Por Eder Miranda*

Ter um plano abrangente de proteção adicional de dados para as plataformas SaaS é vital para os negócios, uma vez que as empresas não podem abrir sem ter o controle sobre o que está sendo protegido e sobre a maneira como isso está sendo feito pelos fornecedores de software como serviço.

Cloud é bom, mas quem gerencia?

Edmilson Santana*

Se a nuvem soluciona problemas de um lado, de outro sua operação demanda a formação de um time capaz de traduzir demandas de negócio em continuidade operacional, e isso de forma ágil, produtiva e consistente.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site