GESTÃO

SulAmérica Seguros: Formar cientistas de dados é obrigatório para as corporações

Ana Paula Lobo ... 01/10/2020 ... Convergência Digital

Com 125 anos de idade, a SulAmerica Seguros já passou por diversas transformações, sendo que nos últimos cinco anos iniciou a jornada digital onde o trabalho com dados passou a ser estratégico, revelou o head de data analytics da SulAmerica Seguros, Washington Vital, ao participar da ABES Software Conference 2020, realizada nesta quarta-feira, 30/09.

O executivo lembrou que a SulAmerica Seguros foi uma das primeiras companhias a mudar a mentalidade e a investir em cloud computing há uma década. "Essa decisão nos deu uma escala absurda na análise das informações. Criamos data lakes que nos ajudam a tirar a performance dos dados. E mais importante: criamos uma comunidade em torno dos dados", afirmou.

Um dos pontos da jornada digital, acrescentou Vital, foi o de perceber que a tomada decisão deixou de ser feita por percepções de pessoas para ser feita em cima dos dados. "Contando assim parece ter sido fácil. Não foi não. Tivemos que mudar completamente a nossa cultura. Tivemos que superar a resistência e sermos resilientes. E foi dessa guinada que veio a decisão de formar pessoas em dados até para atender as demandas, que se multiplicam.", acrescentou.

Uma ação da SulAmérica Seguros foi a de firmar uma parceria com a Universidade de São Carlos, em São Paulo, para criar uma turma de Ciência de Dados. E a grande novidade foi que a maior parte dos alunos não tinha origem em TI. "Eles vieram de diferentes áreas com o interesse de desenvolver carreira", completou o head de Data Analytics.


Carreira
Empresa do iFood, SiteMercado, abre 80 vagas para área de TI e produto

As vagas são para product owner, coordenador técnico, desenvolvedor Full Stack pleno e sênior, desenvolvedor mobile sênior, UX designer, tester, DBA (SQL Server), analista de dados e SRE.

Governo busca interesse dos órgãos federais em postos para carros elétricos

Acordo entre o governo federal e o governo do Distrito Federal já prevê a instalação de seis ‘eletropostos’, mas demanda pode aumentar esse número.

Governo chega à marca de 1 mil serviços públicos digitalizados

Desempenho mantém em curso a meta de digitalização total de 3,8 mil serviços até 2022. 

Intelit: LGPD não é um único software que vai resolver tudo

A governança do processo de dados é crucial para uma boa implementação da legislação, sustenta o CEO da Intelit, Lincoln dos Santos Pinto. Segundo ele, o atraso da grande parte das empresas decorre da falta de dinheiro e da incerteza sobre a vigência da lei.

Intelit: Compras públicas têm de abrir espaço à inovação e às startups

O CEO da prestadora de serviços de TI, Lincoln dos Santos Pinto, observa que um processo de compra pública leva em torno de seis meses, o que atrasa a inovação. Sobre a venda do Serpro e Dataprev, lembra da LGPD e defende o Estado como tutor dos dados pessoais do cidadão.




  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G