29/09/2020 às 10:45
Telecom


TIM: OpenRAN é caminho para Brasil sair do atraso no 5G
Luís Osvaldo Grossmann

O Brasil está atrasado na implementação do 5G, mas pode dar um salto para a vanguarda da nova onda. O caminho para isso, como defendeu o presidente da TIM, Pietro Labriola, ao participar nesta terça, 29/9, do Painel Telebrasil 2020, é “abraçar o OpenRAN”. 

“Talvez esse atraso do Brasil no 5G possa virar uma oportunidade para todos nós, no sentido que está aparecendo um novo padrão, o OpenRAN, que podemos abraçar para transformar o Brasil no primeiro pais a usá-lo”, afirmou o executivo. 

“Hoje, se você tem que construir o 5G, tem que usar o mesmo fornecedor. Mas com o OpenRAN pode escolher fornecedores diferentes para 5G. Estão aparecendo muitos outros parceiros para fornecer o serviço. Vamos avaliar a possibilidade de abrir para OpenRAN e virar o laboratório do mundo, atraindo investimentos e análises para essa tecnologia que nos permitam dar um salto e transformar o Brasil no pais mais avançado do 5G. É uma provocação, mas é assim que a gente transforma atraso em sucesso”, insistiu. 

A lógica do OpenRAN, ou acesso a redes de rádio abertas, em tradução livre, é justamente os padrões não proprietários, daí a defesa de Labriola de que é o caminho para diversificar fornecedores. Vale lembrar que a tecnologia está sendo impulsionada especialmente pelo governo dos Estados Unidos como forma de expurgar do país redes da chinesa Huawei. 


Powered by Publique!