Clicky

Home - Convergência Digital

Economia prefere, mas não garante, leilão 5G não arrecadatório

Luís Osvaldo Grossmann - 22/09/2020

Se depender dos convidados do Painel Telebrasil 2020, especialmente os representantes do governo, todos os desejos do setor de telecomunicações vão virar realidade, mesmo o mais improvável de todos: um leilão não arrecadatório para o 5G. Ao tratar do tema nos debates desta terça, 22/9, até o representante do Ministério da Economia açucarou a ideia ao falar para os representanes do mercado. 

“Tradicionalmente no Brasil se desenhou modelos de concessão, leilões, editais, autorizações, licenciamento para usar como regime de arrecadação. Nós acreditamos que isso não é uma boa coisa. Pode parecer melhor no curto prazo, mas no médio e no longo prazo acaba tolhendo o desenvolvimento do mercado, e consequentemente é ruim até para arrecadação. Então, o compromisso do Ministério da Economia é estudar as possibilidade de termos um leilão não arrecadatório”, afirmou o secretário de Advocacia da Concorrência e Competitividade da pasta, Geanluca Lorenzon. 

Pelos valores envolvidos, talvez o único registro de leilão não arrecadatório no setor de telecomunicações brasileiro tenha sido a privatização do sistema Telebrás, lá em 1998. A adoção dessa raridade no leilão previsto para 2021 foi defendida em todos os painéis de discussões desta terça, especialmente pelo Ministério das Comunicações e pela Anatel. E apesar da mensagem otimista, o próprio secretário Lorenzon tratou de retificar. 

“É importante que o leilão aloque de melhor maneira possível a radiofrequência e ao mesmo tempo possa viabilizar os investimentos privados, e por uma orientação de mercado para serem saudáveis, não direcionados artificialmente, não são uma espécie de subsídio cruzado. Têm instrumentos para tratar das áreas com falhas de mercado. Essa é a preferencia da Seae [Secretaria de Acompanhamento Econômico]. Mas obviamente que o desenho final vai depender dos detalhes. E o diabo mora nos detalhes.”

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

30/11/2020
Reino Unido endossa NEC no OpenRAN para tirar Huawei e provocar Ericsson e Nokia

30/11/2020
Um em cada quatro acessos móveis na América Latina será 5G até 2026, prevê Ericsson

27/11/2020
Teles: restrição a fornecedores é um risco ao 5G e aos consumidores

26/11/2020
Palo Alto: É um erro enorme repetir o passado e não tornar a nuvem aberta de verdade

24/11/2020
Leilão 5G: Embaixada da China reage forte contra filho do presidente Jair Bolsonaro

24/11/2020
Minicom se diz cobrado por Bolsonaro para fazer o leilão 5G

24/11/2020
Highline compra Phoenix Tower e passa a deter 3,2 mil torres no Brasil

19/11/2020
Qualcomm e Nokia: Ondas milimétricas são a mudança do modelo de negócio no 5G

18/11/2020
Anatel: Cibersegurança em Telecom une teles e os mais de 10 mil prestadores de serviços SCM

17/11/2020
TBNet fecha parceria com tele para transformar 23 mil ATMs em hotspots Wi-Fi 5G

Destaques
Destaques

Qualcomm e Nokia: Ondas milimétricas são a mudança do modelo de negócio no 5G

Ondas milimétricas não apenas uma banda a mais para o 5G, mas são a base das novas aplicações com baixíssima latência, diz Francisco Soares, da Qualcomm. Wilson Cardoso, da Nokia, adverte que, até 2025, serão instaladas 200 mil ERBs para atender verticais específicas como a indústria 4.0.

Anatel: Cibersegurança em Telecom une teles e os mais de 10 mil prestadores de serviços SCM

"Não há como fazer obrigação em cibersegurança. O ambiente tem de ser cooperativo e não é apenas com as teles. São mais de 10 mil pequenos prestadores de serviços e eles têm de estar ativos. Temos de ter uma coordenação entre todos os atores", disse o superintendente de Planejamento e Regulamentação da Anatel, Nilo Pasquali.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

IoT e os novos negócios e aplicações para o mercado de energia

Por Pedro Al Shara*

Analistas de mercado estimam que o impacto da Internet das Coisas na economia alcance de 4% a 11% do Produto Interno Bruto do planeta em 2025.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site