Clicky

Home - Convergência Digital

Economia prefere, mas não garante, leilão 5G não arrecadatório

Luís Osvaldo Grossmann - 22/09/2020

Se depender dos convidados do Painel Telebrasil 2020, especialmente os representantes do governo, todos os desejos do setor de telecomunicações vão virar realidade, mesmo o mais improvável de todos: um leilão não arrecadatório para o 5G. Ao tratar do tema nos debates desta terça, 22/9, até o representante do Ministério da Economia açucarou a ideia ao falar para os representanes do mercado. 

“Tradicionalmente no Brasil se desenhou modelos de concessão, leilões, editais, autorizações, licenciamento para usar como regime de arrecadação. Nós acreditamos que isso não é uma boa coisa. Pode parecer melhor no curto prazo, mas no médio e no longo prazo acaba tolhendo o desenvolvimento do mercado, e consequentemente é ruim até para arrecadação. Então, o compromisso do Ministério da Economia é estudar as possibilidade de termos um leilão não arrecadatório”, afirmou o secretário de Advocacia da Concorrência e Competitividade da pasta, Geanluca Lorenzon. 

Pelos valores envolvidos, talvez o único registro de leilão não arrecadatório no setor de telecomunicações brasileiro tenha sido a privatização do sistema Telebrás, lá em 1998. A adoção dessa raridade no leilão previsto para 2021 foi defendida em todos os painéis de discussões desta terça, especialmente pelo Ministério das Comunicações e pela Anatel. E apesar da mensagem otimista, o próprio secretário Lorenzon tratou de retificar. 

“É importante que o leilão aloque de melhor maneira possível a radiofrequência e ao mesmo tempo possa viabilizar os investimentos privados, e por uma orientação de mercado para serem saudáveis, não direcionados artificialmente, não são uma espécie de subsídio cruzado. Têm instrumentos para tratar das áreas com falhas de mercado. Essa é a preferencia da Seae [Secretaria de Acompanhamento Econômico]. Mas obviamente que o desenho final vai depender dos detalhes. E o diabo mora nos detalhes.”

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

20/04/2021
Kaspersky define 5G como instigante e prioriza Centro de Transparência do Brasil

20/04/2021
TCU vê risco de Justiça parar 5G por disputa com satélites

20/04/2021
TIM alcança 1,8 Gbps no 5G stand alone no Brasil

19/04/2021
Qualcomm demonstra chamadas 5G com ondas milimétricas

16/04/2021
Romênia se junta à Suécia e Reino Unido e tem projeto para barrar Huawei no 5G

15/04/2021
América Latina se divide sobre uso de ondas milimétricas

15/04/2021
Leilão de 26 GHz terá disputa no Brasil

14/04/2021
Ericsson registra patente brasileira para o 5G

13/04/2021
No 5G, Oi desponta como 'azarão' na faixa de 26GHz

12/04/2021
IHS ainda negocia com a TIM, mas compra mais 602 torres no Brasil

Destaques
Destaques

Brasil está fora dos países liberados pela Espanha para o Mobile World Congress

Programado para acontecer de 28 de junho a 01 de julho, o organizador, GSMA, fechou um acerto com as autoridades espanholas para isentar os participantes das restrições impostas às pessoas de fora da União Europeia.

Highline se propõe a comprar licença 5G e oferecer espectro como serviço para ISPs

A proposta da empresa, explicou Luis Minoru, diretor de estratégia e novos negócios, é o de oferecer toda a infraestrutura na modalidade de serviço. Já há testes em andamento, não revelados, para o funcionamento da modalidade que inclui a operação de telefonia móvel.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Com rede sujeita a apagões, qual impacto do 5G na energia no Brasil?

Por Pedro Al Shara*

Segundo pesquisa da Vertiv, fornecedora de equipamentos e serviços para infraestrutura crítica, um aumento da ordem de 150% a 170% no consumo energético é projetado no setor de Telecom até 2026. Com toda a inovação que o 5G representa, mais dispositivos poderão acessar a internet móvel ao mesmo tempo, utilizando o mesmo sinal.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site