Oi e Vivo pedem migração sem obrigações e renovação de frequências sem preço

Luís Osvaldo Grossmann ... 15/09/2020 ... Convergência Digital

As duas maiores concessionárias de telefonia fixa do país, Oi e Vivo, aproveitaram o Painel Telebrasil 2020 para apresentar uma lista de reivindicações à Anatel sobre como devem ser as condições para a migração dos contratos de concessão da telefonia fixa em autorizações de serviços em geral. E reforçaram que preço e obrigações associadas ao movimento devem garantir sustentabilidade econômico-financeira do negócio. 

“Na nossa visão o objetivo principal do novo marco legal (lei 13.879/19) foi viabilizar investimentos. Ele dá às concessionárias a faculdade de migrar, mas há desafios, como a composição do saldo. Para que seja feito de maneira adequada, é fundamental que se reconheça que já vivemos um cenário de insustentabilidade do STFC. E um ponto central no cálculo é a valoração dos bens reversíveis. Se essa valoração não for bem feita, as chances de não haver um consenso são muito grandes”, afirmou a vice presidente de assuntos regulatórios da Vivo, Camilla Tápias.

Nesse entendimento, por bem feita entende-se adotar a lógica pelo qual os bens reversíveis se resumem à proporção das redes utilizada para prestar o serviço de telefonia fixa no regime público. “É uma oportunidade de se reafirmar conceitos consagrados na Lei no que diz respeito à reversibilidade de bens, como o conceito da proporcionalidade. Ou seja, o bem que serve a mais de um serviço, só é reversível na quantidade proporcional necessária ao uso do serviço concedido”, defendeu a diretora de assuntos regulatórios da Oi, Adriana Cunha.

A nova relação regulatória após a migração, emendou, deve ser inferiores às atuais. “Obrigações que vão vir com a autorização devem ser aquelas necessárias para cobrir lugares onde não há outra alternativa para não onerar demais", adicionou a executiva da Oi. As empresas não chegaram a mencionar se o cálculo proporcional sobre as receitas obtidas com o STFC em regime público que foram convertidas em investimentos em redes privadas também devem fazer parte do saldo final.

De qualquer forma, a Anatel voltou a indicar que apesar de a proposta de regulamento da adaptação já ter chegado ao Conselho Diretor da agência, a conta final ainda depende da contratação de uma consultoria internacional e deverá necessariamente ser aprovada pelo Tribunal de Contas da União. “O equilíbrio no calculo é por óbvio o que estamos buscando. Mas nem é algo que a Anatel vai dizer sozinha, porque o órgão de controle vai tratar disso também”, explicou o superintendente de Planejamento e Regulamentação, Nilo Pasquali. 


STJ confirma condenação da Telefônica por falta de cartões telefônicos

Multa estipulada foi de R$ 3 milhões, por conta da não venda de cartões indutivos de 20 unidades. Condenação da operadora foi mantida pela 1ª Turma do Superior Tribunal de Justiça.

Oi entra na disputa do mercado de marketplaces para consolidar marca de consumo

Plataforma OiPlace chega ao mercado com mais de 3 mil produtos. Tele também incluiu canal ao vivo no Oi Play, a partir da mudança da regra de conteúdo na Internet pela Anatel.

Em três meses, Anatel e PF apreendem mais equipamentos irregulares que em todo 2019

Somente entre julho e setembro deste 2020 foram 243,7 mil equipamentos sem certificação, entre baterias, carregadores, TV boxes, smartwatches e conversores digitais com Wi-Fi.

5G: Teles insistem em filtro nas parabólicas e rejeitam migração da TV

Estudo contratado pelas operadoras diz que mitigação da inferências do 5G nas antenas custaria R$ 224 milhões, enquanto transferir a recepção para a Banda Ku, acima de 10 GHz, seria R$ 1,8 bilhão. 

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G