GOVERNO

Desoneração da folha só com nova CPMF, garante Paulo Guedes

Luís Osvaldo Grossmann ... 15/09/2020 ... Convergência Digital

O ministro da Economia, Paulo Guedes, avisou que é contra a prorrogação do regime de desoneração da folha de pagamentos para os 17 setores, TI e call center inclusos, que ainda usufruem desse benefício. Ao falar no Painel Telebrasil 2020, Guedes adiantou que a desoneração deve ser para todos e que isso só será possível com a criação de um novo tributo, que chama de ‘imposto sobre transações digitais’, mas que funciona com o a velha CPMF. 

“É interessante que luta-se bravamente para não reonerar alguns setores que têm força política. Por que ao invés de fazer lobby para 17 setores não nos juntamos para desonerar todos? O Brasil tem desemprego em massa, não é razoável tributar a geração de empregos. Temos duas escolhas. Ou vamos falar do imposto sobre transações digitais, ou não vamos conseguir desonerar a folha”, afirmou Paulo Guedes. 

Segundo ele, com o esgotamento das bases atuais, o novo imposto criaria uma nova, mais ampla. “Estamos tentando buscar alíquotas mais baixas, por isso entrou na conversa o imposto sobre transações digitais. É que acabou nossa capacidade de ampliação de impostos sobre as bases existentes. Queremos achar uma outra, ampla o suficiente, para com uma alíquota bastante baixa desonerar as outras bases. Inclusive a mais cruel delas que é a folha de pagamentos. Reclamam que é cumulativo. Mas o imposto sobre folha de pagamento é muito mais cumulativo que o imposto sobre transações digitais.”

Para o ministro, as vozes contrárias ao novo tributo, que incidiria sobre as transações financeiras, como a CPFM, falham e demonstrar outros caminhos para viabilizar a desoneração da folha. “Todo mundo quer desonerar um setor ou outro que tem lobby em Brasília. Mas 40 milhões de pessoas não conseguem acesso ao emprego, ficam escondidos na economia informal. Gostaria que quem fala contra o imposto de transação dissesse de onde virá o dinheiro para desonerar a folha. Será sobre o capital?”


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Assespro: Marco Legal de Startups possui falhas graves

Em documento enviado à Comissão Especial do Marco Legal de Startups, entidade lembra que a legislação não resolve, por exemplo, a questão da falta de garantias de recibmento para a venda ao governo. "Governo demora a pagar os serviços contratados e muitas startups podem entrar em falência".

LGPD: Não fique parado. A Lei pegou e exige mudança cultural

Corporações não devem temer as obrigações da proteção de dados, mas implementá-las passo a passo. Mudanças trarão maturidade aos negócios e vão impulsionar o crescimento, afirmaram Mariana Blanes, do Martinelli Advogados, e José Pereira Junior, da Intelit, no CD em Pauta.

Portal Gov.br soma mais de 80 milhões de brasileiros com login e senha

Portal está unificando toda a oferta de serviços digitais do governo federal. Dados do Ministério da Economia revelam ainda que 2368 serviços estão 100% digitalizados, dos 3870 oferecidos por 190 órgãos federais.

BNDES abre licitação para manter plano de venda do Serpro e Dataprev

Banco de fomento lançou a RFI n° 04/2020 para a contratação de uma consultoria especializada na prestação de serviços de Due Diligences e avaliação econômico-financeira. O prazo para os interessados vai até o dia 13 de outubro.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G