Clicky

Home - Convergência Digital

Dezoito milhões de brasileiros já usam Carteira de Trabalho no celular

Convergência Digital* - 14/09/2020

Os serviços da Carteira de Trabalho Digital já foram acessados mais de 200 milhões de vezes de janeiro de 2019 até o dia 10/9. Deste total, 192 milhões ocorreram em 2020. Os acessos virtuais foram tanto por meio do aplicativo quanto do portal gov.br/trabalho.

Nas contas da Secretaria de Governo Digital, 18 milhões de trabalhadores já baixaram o aplicativo em seus telefones e tablets. O maior número de downloads - 16 milhões - foi por aparelhos que usam o sistema Android. No total entre dispositivos móveis e web, já foram mais 23 milhões de trabalhadores beneficiados.

O serviço permite ao trabalhador acompanhar os registros de sua vida laboral, nas bases governamentais, inclusive naquelas que já estavam registradas na Carteira de Trabalho em papel. Além disso, também é possível fazer a requisição do seguro-desemprego on-line. De março, quando começou a pandemia do coronavírus no Brasil, até a primeira quinzena de agosto, dos 3,9 milhões de requerimentos, 67%, ou seja 2,6 milhões, foram por meios eletrônicos - aplicativo e site.

A apresentação de recurso contra eventual indeferimento do seguro-desemprego, o acompanhamento do Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda (BEm) e do Abono Salarial também podem ser feitos por meio da Carteira de Trabalho Digital.

Com a Portaria 1.065, de 29 de setembro de 2019, a Carteira de Trabalho Digital passou a substituir o documento físico de papel, sendo emitida automaticamente para todo brasileiro ou estrangeiro que tenha inscrição no Cadastro das Pessoas Físicas (CPF). Desta maneira, não é mais necessária a emissão do documento físico em papel para contratação em empresas que já utilizam o eSocial.

A Carteira de Trabalho Digital está disponível para download gratuito nas lojas virtuais App Store e Play Store, além de poder ser acessado no Portal de Serviços do Governo Federal.

* Com informações do Ministério da Economia

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

09/12/2020
Governo adota sistema de duplo fator de autenticação no Gov.br

08/12/2020
LGPD: Governo descobre que coleta muito mais dados do que precisa usar

08/12/2020
Covid-19 foi catalisadora da transformação digital no Brasil

08/12/2020
Brasil requer uma estratégia nacional para suprir falta de profissionais em TIC

08/12/2020
Em um Brasil desigual, governo digital tem de servir para todos

08/12/2020
Governo e TSE negociam uso da biometria para identificação digital

02/12/2020
Bradesco é primeiro banco privado a aderir ao login único do governo

05/11/2020
Depois do BB, Banrisul é segundo banco a aderir ao login único do governo federal

15/10/2020
Governo chega à marca de 1 mil serviços públicos digitalizados

06/10/2020
Portal Gov.br soma mais de 80 milhões de brasileiros com login e senha

Destaques
Destaques

Uso da faixa de 700 MHz deixa 4G disponível 80% do tempo no Brasil

Segundo a mais recente análise da OpenSignal, TIM tem a rede de quarta geração com maior disponibilidade, 88,2%, à frente da Claro (79%) e Vivo (79,5%), Oi (70,2%). 

Um em cada quatro acessos móveis na América Latina será 5G até 2026

Nova edição do Relatório de Mobilidade da Ericsson aponta que até o final de 2020, mais de 1 bilhão de pessoas ao redor do mundo já estará usando 5G. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Edição de genes: como o 'reparo' do DNA pelo CRISPR impulsionará a Agricultura

Por Eduardo Prado*

Técnica permite o 'reparo' do DNA com altíssima precisão, o que permite, por exemplo, consertar 'mutações defeituosas' do DNA. A aparecimento da técnica deu um grande alento para o tratamento de doenças genéticas complexas. Estima-se que 6.000 doenças genéticas são causadas por mutações defeituosas, e apenas 5% delas pode ser tratada atualmente (sic!) ..


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site