Oi ajusta aditamento da Recuperação Judicial em plena Assembleia Geral de Credores

Da redação ... 08/09/2020 ... Convergência Digital

Em plena realização da Assembleia Geral de Credores, a Oi apresentou mais ajustes à proposta de aditamento do Plano de Recuperação Judicial. Durante o evento, que acontece de forma virtual nesta terça-feira, 8, a empresa incluiu a consideração da proposta vinculante de Claro, TIM e Vivo como "stalking horse" (direito de cobrir a oferta) pelos ativos da Oi Móvel, a informação é do portal Teletime.

Assim, conforme explicou o CEO da Oi, Rodrigo Abreu, o preço mínimo dessa unidade passa a ser de R$ 15,744 bilhões, acrescidos de R$ 819 milhões de contratos de capacidade de transmissão na modalidade "take or pay". Ou seja: no total, o valor mínimo subiu de R$ 15 bilhões para R$ 16,563 bilhões. Lembrando que esse montante de R$ 16,5 bilhões já considera os R$ 756 milhões "por serviços a serem prestados no período de transição por até 12 meses pelo Grupo Oi às ofertantes" que foi proposto pelo consórcio das teles.

Já para a unidade de fibra, a InfraCo, a Oi incluiu possibilidades de ajuste de endividamento. A empresa considera outras obrigações, além da dívida extraconcursal junto à Telemar, incluindo de dívida extraconcursal de R$ 1,5 bilhão junto às recuperandas e "eventuais dívidas contraídas para financiamento das suas atividades operacionais".

"Para clarificar a possibilidade de recebíveis, foi feito ajuste para considerar que a transação secundária poderá ser feita por meio de recebíveis líquidos e certos contra as recuperandas, até o limite de 50% de cada valor parcela", declarou Abreu. Também há ajuste para considerar que a quitação integral dos créditos com garantia real no ato de fechamento da alienação dos ativos da Oi Móvel.

A empresa também propõe leilão reverso em dois turnos, visando a desalavancagem de curto prazo:

Primeiro turno destinado a credores de títulos com maturidade em até 24 meses da data do leilão
Segundo turno destinado para credores com títulos com maturidade após 24 meses da data do leilão

O valor presente líquido (VPL) de referência para limite superior do leilão precisando ser igual, no mínimo, a 100%.

Há ainda ajustes para considerar que o montante não captado com a linha de empréstimo-ponte (limite de R$ 5 bilhões) poderá ser captado através de outra captação (limite de R$ 2 bilhões, acrescido ao empréstimo-ponte). Mantêm-se as mesmas limitações para não oferecimento de novas garantias. A Oi ainda coloca restrição de utilização de recursos de novos financiamentos garantidos por ações da InfraCo para Capex.

*Fonte: portal Teletime


Internet Móvel 3G 4G
TIM ativa piloto de banda larga fixa com 5G DSS

Primeiros 300 clientes iniciaram testes da tecnologia em Bento Gonçalves (RS), Três Lagoas (MS) e Itajubá (MG). Operadora está entregando os equipamentos em comodato para os testes.

Anatel flexibiliza regras para as MVNOs

Em especial, agência passa a permitir que operadoras virtuais possam fazer contratos com mais de uma prestadora na mesma área de registro. 

Carlos Baigorri toma posse no Conselho Diretor da Anatel

Em cerimônia no Ministério das Comunicações, o novo conselheiro afirmou que "a Anatel tem diversos desafios para o ano que vem, como o leilão de 5G, e temos que garantir que a conectividade chegar a todos rincões do País, com qualidade e a preços acessíveis à população para que todos os brasileiros possam exercer a sua cidadania”.

Feninfra diz que sem desoneração da folha país perde R$ 2 bilhões e 500 mil empregos em Telecom

Segundo a presidente da entidade, Vivien Suruagy, caso o Congresso não derrube o veto de Bolsonaro à medida, haverá um "apagão de tecnologia" no país.

Para OCDE, tributação é gargalo de telecom no Brasil

“Um ponto fraco significativo é o alto nível dos tributos e das taxas aplicados ao setor de comunicações”, aponta a entidade em relatório sobre o setor. Infraestrutura passiva e renovação sucessiva de espectro merecem atenção. 

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • O Portal Convergência Digital é um produto da editora APM LOBO COMUNICAÇÃO EDITORIAL LTDA - CNPJ: 07372418/0001-79
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G