Clicky

Home - Convergência Digital

EUA apertam o cerco e endurecem medidas de restrições contra a Huawei

Convergência Digital* - 17/08/2020

O governo dos Estados Unidos anunciou nesta segunda, 17/8, que vai aumentar ainda mais as restrições à Huawei Technologies, com o objetivo de cortar seu acesso a chips disponíveis comercialmente. 

As medidas do Departamento de Comércio dos EUA ampliarão as restrições anunciadas em maio com o objetivo de impedir a gigante chinesa das telecomunicações de obter semicondutores sem uma licença especial - incluindo chips feitos por empresas estrangeiras que foram desenvolvidos ou produzidos com software ou tecnologia dos EUA. 

O governo também adicionará 38 afiliadas da Huawei em 21 países à lista negra comercial do país, disseram as fontes, elevando o total para 152 afiliadas desde que a Huawei foi adicionada à lista pela primeira vez em maio de 2019. 

O secretário de comércio norte-americano, Wilbur Ross, disse à Fox Business que as restrições aos chips desenvolvidos pela Huawei impostas em maio “os levaram a tomar algumas medidas evasivas. Eles estavam passando por terceiros”, disse Ross. “A nova regra deixa claro que qualquer uso de software ou equipamento de produção norte-americana é proibido e requer uma licença.” 

As novas ações, com efeito imediato, devem impedir as tentativas da Huawei de contornar os controles de exportação dos EUA, disse o Departamento de Comércio. 

Também confirmou que não irá estender uma licença geral temporária que expirou na sexta-feira para usuários de dispositivos Huawei e provedoras de telefonia. As partes agora devem enviar solicitações de licença para transações previamente autorizadas. 

O Departamento está adotando uma autorização permanente limitada para entidades da Huawei para permitir as “pesquisas de segurança em curso, fundamentais para manter a integridade e confiabilidade das redes e equipamentos existentes.” 

* Com informações da Reuters

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

18/01/2021
De saída, Trump amplia bloqueio à Huawei e revoga licenças para componentes

16/11/2020
EUA autorizam Qualcomm a exportar chips 4G para Huawei, mas proíbe o 5G

10/11/2020
Huawei joga a toalha e vai vender unidade de celulares

06/11/2020
Huawei: OpenRAN é complexo e pode atrasar o 5G no Brasil

26/10/2020
Governo da Itália usa poder de veto e manda empresa cancelar acordo com Huawei

01/10/2020
Itália diz amém aos EUA na briga contra Huawei e Alemanha é a próxima

23/09/2020
Huawei diz ter estoque suficiente para atender demanda nacional

17/08/2020
EUA apertam o cerco e endurecem medidas de restrições contra a Huawei

13/08/2020
EUA banem empresas que usam produtos da Huawei das compras governamentais

10/08/2020
Huawei dá o troco e Qualcomm alerta para o risco dos EUA perder muito dinheiro

Destaques
Destaques

Uso da faixa de 700 MHz deixa 4G disponível 80% do tempo no Brasil

Segundo a mais recente análise da OpenSignal, TIM tem a rede de quarta geração com maior disponibilidade, 88,2%, à frente da Claro (79%) e Vivo (79,5%), Oi (70,2%). 

Um em cada quatro acessos móveis na América Latina será 5G até 2026

Nova edição do Relatório de Mobilidade da Ericsson aponta que até o final de 2020, mais de 1 bilhão de pessoas ao redor do mundo já estará usando 5G. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Previsões para 5G Core (5GC) e redes móveis em 2021

Por Ivan Marzariolli*

A maioria das teles com 5G escolheu o que é chamado de implementação “não autônoma”.  É um híbrido de 4G e 5G que permite oferecer muitos recursos 5G aos assinantes, enquanto ainda aproveita o investimento existente em seu core de pacote 4G. Operadoras estão ansiosas para aproveitar as vantagens do 5GC (SA ou autônomo) - maior agilidade de serviço e custos mais baixos.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site