Clicky

INCLUSÃO DIGITAL

Bemol quer Wi-Fi 6 e Wi-Fi 6E para levar banda larga para quem não tem nem 3G

Por Ana Paula Lobo e Pedro Costa ... 03/08/2020 ... Convergência Digital

Levar banda larga para cidades que não têm nem 3G. Essa é a meta da varejista Bemol com a liberação do Wi-Fi 6 e do Wi-Fi 6E para a expansão da infraestrutura nas regiões Norte do País, contou Jesaias Arruda, gerente de Infraestrutura de TI da Superintendência de TI da Bemol, ao participar do eForum Wi-Fi 6, realizado pelo portal Convergência Digital e pela Network Eventos, no dia 30 de julho.

A Bemol, varejista que entrou no mercado de provimento de Internet há nove anos com o intuito de ampliar as suas vendas por comércio eletrônico, hoje atua em 26 cidades nos estados do Amazonas, Rondônia e Roraima. "Quando começamos, pagávamos R$ 2800,00 por um link de 1 MB. Isso não tem 10 anos. Fomos para o Wi-fi não licenciado para prestar serviços. As frequências não licenciadas são essenciais para massificar o ecossistema da Internet", sustentou Arruda.

Segundo ainda o gerente de TI da Bemol, o impacto social de levar Internet para cidades sem nenhum serviço - muitas não têm nem o 3G - é enorme. "Há ainda no Brasil muita gente que não tem Internet, enquanto no Sudeste, a Internet é commodity. É o provedor Internet que está minimizando essa desigualdade. Temos de ter licença para atuar", reforçou. Assistam à participação do gerente de infraestrutura de TI da varejista Bemol, Jesaias Arruda.

Veja abaixo a íntegra do evento.


Carreira
Brasileiros admitem vazar dados em troca de benefícios pessoais

Pesquisa feita pelo Instituto de Pesquisa do Risco Comportamental (IPRC), em 24 empresas privadas do país, mostra que apenas 1/3 dos profissionais ouvidos têm  consciência de que o dado é um bem da organização. O restante admite não guardar sigilo das informações.

Toxicidade da Internet: seu filho pode não ser a vítima, mas o agressor

"Tem uma série de regras de educação, valores da família, formas de se comportar que não valem só para o jogo, para a rede social, valem para a vida”, diz a professora e psicoterapeuta, Ivelise Fortim.

Cert.br: Pais aprendam com as crianças a fazer uma Internet Segura

"Vamos ouvir mais do que falar. Os pais precisam fazer os filhos falarem como atuam na Internet. É uma aprendizagem mútua e necessária", recomenda a analista de segurança Miriam von Zuben. 

Mais de 70% das escolas no Brasil assumem casos de cyberbullying

É imperativo que se trate a Internet como um lugar real e que se responsabilize as pessoas pelos seus atos para evitar os ataques, observou a especialista em comportamento e psicopedagoga Érica Alvim.

Internet está longe de ser ruim para crianças e adolescentes

"Há milhares de aplicações positivas na Internet. O segredo é educar e conscientizar", sustenta o gerente de segurança do CAIS/RNP, Edilson Lima.

Internet Segura: Diálogo é a vacina dos pais contra ameaças virtuais às crianças

Em sua 15ª edição, o Dia Internacional de Segurança em Informática, promovido pela RNP, discutiu como a prevenção é fundamental em tempos de crianças e adolescentes hiperconectados.

Brasil é um dos países mais agressivos na Internet

País é o 25º em 32 países analisados em estudo produzido pela Microsoft. Por aqui, 41% acham que ataques e desinformações cresceram com a pandemia, enquanto 26% apontam que atitudes melhoraram. 



  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G