GOVERNO » Compras Governamentais

Governo marca pregão conjunto para virtualização e projeta gasto de R$ 80 milhões

Luís Osvaldo Grossmann ... 30/07/2020 ... Convergência Digital

O governo federal vai realizar uma compra conjunta de software de virtualização de servidores, em pregão que tem estimativa inicial de beirar os R$ 80 milhões, mas que vai depender do apetite dos órgãos públicos. Nesta quinta, 30/7, a secretaria de Gestão do Ministério da Economia abriu o processo de intenção de registro de preços que dá prazo até 11/8 para declaração de interesse e demanda. 

Como explicado na IRP, a contratação centralizada de softwares de virtualização foi motivada pelo total de gastos previstos para 2020 e a quantidade de iniciativas fragmentadas de aquisição nos diferente Planos Anuais de Contratação apresentados pelos órgãos. Em dezembro a projeção era de R$ 77 milhões em compras desses programas. Na atualização de abril último, passou para R$ 96 milhões. 

A modelagem e a pesquisa já realizada sugere que caso fossem realizadas licitações separadamente pelos órgãos, o custo total, com os processos administrativos e os produtos em si, ficaria em R$ 90 milhões. Com a compra centralizada, a projeção é de que esse total fique em R$ 79,9 milhões. A depender do efetivo apetite na IRP. 

Entre as considerações que sustentam a compra, destaca-se “a expansão do modelo de nuvem híbrida, especialmente quando se trata de informações e de cargas de trabalho que não são adequadas para serem migradas para a nuvem pública, seja por razões de segurança, ou de custos. A virtualização de servidores possibilita o rápido provisionamento possibilitando a melhor gestão dos recursos de infraestrutura para diferentes necessidades”.

A escolha da IRP é pelas soluções VMware vSphere 6 Standard 1, VMware vSphere 6 Enterprise Plus, VMware vRealize Operations Standard, VMware vCenter Server 6 Standard, Citrix Hypervisor Standard e Citrix Hypervisor Enterprise. O modelo adotado é o de licenciamento perpétuo com direito a suporte por período determinado – no caso, por três anos. 


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Adiamento de tributos do Simples termina em setembro

A partir de outubro voltam os prazos de recolhimento adiados como medida durante a pandemia de Covid-19.

STJ nega envio de 'Caixa de Pandora' para Justiça Eleitoral

Quarta Turma do Supertior Tribunal de Justiça autorizou, no entanto, nova perícia nos vídeos que flagraram, em 2009, empresários de tecnologia da informação pagando propina a integrantes do governo do Distrito Federal. 

MCTI e MCom vão compartilhar orçamento até 2021

Portaria interministerial foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União. Até junho de 2021, os recursos serão compartilhados e será criado um Centro de Custos para a divisão dos gastos entre os dois ministérios, até a definição do orçamento de 2021.

TICs ganham fôlego com retirada do pedido de urgência da reforma tributária

Decisão agrada as empresas de software e serviços e ao mercado de telecomunicações. Isso porque a proposta de unificação do PIS e da Cofins, com elevação da alíquota para 12%, seria prejudicial para o setor, que pagaria ainda mais imposto.

Governo restringe o que ministros e secretários podem falar sobre estatais

Decreto altera o Código de Conduta da Alta Administração Federal para vedar divulgação de “informação que possa causar impacto” nas ações ou relações com consumidores, mercado e fornecedores. 



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G