NEGÓCIOS

Every ganha contratos e se reposiciona para avançar na LGPD

Por Suzana Liskauskas* ... 13/07/2020 ... Convergência Digital

Com reposicionamento de marketing e nova logomarca, a Every anunciou a sua estratégia para disputar o mercado de consultoria em projetos de diagnóstico relacionados à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Entre as novidades, a empresa anuncia um blog exclusivamente dedicado ao universo da LGPD.

Com seis anos de atuação, a empresa deixa para trás a marca Every TI e passa a ser conhecida como Every Cybersecurity and GRC. A apresentação foi feita pelo CEO da empresa, Eduardo Nery, durante o evento online realizado em 1º de julho, O jogo dos 7 erros nas contratações de projetos de adequação à LGPD - Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais.

“Nosso foco está na prestação de serviços em projetos de governança, risco, compliance, privacidade e LGPD. No Brasil, somos a única empresa parceira da RSA na categoria SecurWorld Titanium Partner.”, afirmou Nery. Com contratos que somam R$ 40 milhões, a Every Cybersecurity and GRC pretende alcançar mercados em Portugal e Espanha. Sem dar detalhes sobre os projetos, Nery garantiu que a empresa entrará nos próximos meses no mercado europeu. No Brasil, Nery afirmou que a empresa tem cerca de 90 projetos, sendo 20 exclusivos de LGPD, boa parte deles desenvolvida com empresas públicas.

Com sede em Brasília e escritórios no Rio de Janeiro e em São Paulo, estamos aptos a atender clientes em todas as regiões. No início das operações, até 2018,conta Nery, a Every era mais pautada em projetos antifraude. "Implementamos soluções de segurança em vários órgãos do governo, muitos desses contratos ainda estão vigentes. Mas nosso mundo é GRC, privacidade e LGPD. Por isso resolvermos transformar nossa logomarca para o mercado saber o que fazermos”, completou o CEO da Every Cybersecurity and GRC.

A data escolhida para o evento coincide com a primeira apresentação da Everyti ao mercado feita em um restaurante em Brasília há cinco anos. Nery lembrou que, nessa época, a empresa funcionava na sua casa. Agora, conta com cerca de 40 colaboradores, com um time inteiro dedicado a projetos de LGPD, sob a gerência de Vinícius Braga. Essa equipe também é responsável pelo conteúdo do BLOG LGPD (bloglgpd.com.br), que foi lançado durante o evento. 

“Queremos no posicionar com um prestador de serviços em LGPD, governança, riscos e compliance. No caso da LGPD, o blog é um desses serviços. O conteúdo não é comercial, traz informações sobre o mercado e será atualizado a cada dois dias e será totalmente produzido pela equipe coordenada pelo Vinícius Braga”, garantiu Nery.


ARTIGO . Por Melissa Torgbi

Cientista de dados: seja curioso, se envolva e tenha muita disposição para resolver problemas

Há muita empolgação acerca do termo “ciência de dados” atualmente. Para nós que queremos ser cientistas de dados, há alguns requisitos. Um deles: ter muita, mas muita vontade de aprender o tempo todo.

Unicórnio brasileiro avança operações de pagamento para décimo país

Ebanx anunciou que também vai processar pagamentos no Uruguai. "Unicórnio" com mais de US$ 1 bi, empresa está também no México, Colômbia, Argentina, Chile, Peru, Bolívia, Equador e Uruguai, além do Brasil.

Finplace amplia em mais de 200% a oferta de crédito para PMEs

Criada no final do ano passado, a plataforma já movimentou mais de R$ 50 milhões e contabiliza 108 financiadores e uma carteira com mais de 500 clientes.

Se a bitcoin fracassar, o blockchain morre abraçado

FastBlock, empresa brasileira especializada em mineração por serviço, compra data center nos EUA para acelerar a mineração das criptomoedas. Ao Convergência Digital, o CEO Bernardo Schucman, adverte: Brasil não abre espaço à inovação. Sobre a credibilidade da bitcoin, o executivo diz que o estigma é concorrencial. "O velho mundo rejeita o novo. Golpes existem desde sempre. O que é a gangue do boleto?".

No Brasil, 65% das empresas estão bem longe das regras da LGPD

Índice LGPD ABES mostra ainda que 40% das companhias brasileiras sofreram incidentes de violação nos últimos dois anos e 80% assumem que fazem, sim, coleta de dados sigilosos. "Não há mais tempo a perder", adverte o consultor da EY, Marcos Sêmola.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G