GOVERNO

Justiça manda Dataprev e Caixa mudarem sistema do Auxílio Emergencial

Convergência Digital* ... 13/07/2020 ... Convergência Digital

Após ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público Federal (MPF) e pela Defensoria Pública da União (DPU) em Alagoas, a Justiça Federal concedeu liminar que obriga a União, a Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência (Dataprev) e a Caixa Econômica Federal a corrigirem irregularidades no processo de concessão do auxílio emergencial. A liminar atendeu parcialmente os pedidos da ação conjunta e determina que as rés realizem ajustes urgentes no processo de análise do benefício.

Entre as medidas da liminar, fica proibida a aplicação do Art. 3º, inciso II, segunda parte, da Portaria nº 351/20 do Ministério da Cidadania, em que se exige, como critério ao recebimento do auxílio emergencial, não possuir renda nos últimos três meses identificada no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), norma que, no entendimento do MPF e da DPU, possui vício de legalidade.

A decisão da 1ª Vara Federal de Alagoas também obriga a União, a Dataprev e a Caixa a incluir no sistema autorização para que a chefe de família (mulher provedora de família monoparental), que tenha recebido uma cota no valor de R$ 600 - por meio de inscrição do Bolsa Família ou CadÚnico -, possa complementar o pedido de mais uma cota.

Para os casos decorrentes de suposta ocupação de mandato eletivo, o sistema deverá considerar, para fins de negativa, o banco de dados atualizados do TSE - eleição federal de 2018.

Parte dos pedidos da ação não foram apreciados na decisão liminar por se tratarem de questões que fizeram parte de um acordo com validade para todo território nacional. O documento foi assinado e homologado no âmbito de uma ação movida pelo MPF e DPU na Justiça Federal de Minas Gerais (MG) que também visava a obtenção de ajustes no procedimento de análise de requerimentos administrativos relativos ao auxílio emergencial instituído pela Lei nº 13.982/2020, assim como no processo administrativo de concessão e de pagamento do benefício.

* Com informações do MPF


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Serviços digitalizados evitaram 65 milhões de visitas a órgãos públicos

A conta é da Secretaria de Governo Digital do Ministério da Economia, que considera atos inteiramente online anteriormente realizados somente com presença física do requerente. 

Suspeita de fraude faz Caixa bloquear 1,3 milhão de CPFs no Auxílio Emergencial

Total de contas bloqueadas responde por cerca de 5% dos pedidos aprovados. Para reativar o benefício, o dono da conta bloqueada terá de ir pessoalmente a uma agência e provar a sua identidade.

ABES: Software cobra transparência do ministério da Economia

Para o presidente da Associação Brasileira de Empresas de Software, Rodolfo Fücher, o veto à prorrogação da desoneração da folha chega em um momento onde a inadimplência aumenta e da falta de crédito.País caiu para 10º no ranking mundial de software.

Bolsonaro surpreende e veta prorrogação da desoneração da folha

Ao sancionar a Lei 14.020/20, presidente descartou manter o benefício até o fim de 2021 para 17 setores, inclusive TI e cal center. “Dispositivos acabam por acarretar renúncia de receita”, anotou na mensagem de veto.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G