Londrina quer vender Sercomtel por R$ 130 milhões

Convergência Digital ... 10/07/2020 ... Convergência Digital

A Prefeitura de Londrina divulgou um novo edital para vender a Sercomtel, operadora que atua no município e tem cerca de 430 mil assinantes de telefonia e internet, mas passa por dificuldades financeiras a uma década. A primeira tentativa, em fevereiro, não teve interessados. 

“Como não houve interessados, definimos outro modelo. No primeiro, a disputa era pelo valor da capitalização. Agora, estabelecemos uma capitalização fixa, e também foi parcelado o valor”, explica o secretário municipal de Governo, Juarez Tridapalli,

Sob observação mais atenta da Anatel desde 2013, a Sercomtel tem estimados R$ 200 milhões em prejuízos acumulados e segundo o órgão regulador, precisa de algo como R$ 100 milhões em investimentos. Não por menos, o edital manteve o preço de R$ 130 milhões, sob a justificativa de aporte na reestruturação, aumento de investimentos e expansão da infraestrutura. 

A nova versão, no entanto, prevê o pagamento parcelado. Serão R$ 50 milhões no ato da subscrição das novas ações, enquanto os demais R$ 80 milhões deverão ser integralizados de acordo com a necessidade de caixa da Sercomtel de forma a serem atendidos os indicadores econômico-financeiros exigidos pela Anatel no prazo máximo de 18 meses a partir da subscrição. 

Pela mecânica do leilão, as propostas e lances serão sobre valor unitário das novas ações, com piso de R$ 0,01. A Prefeitura admite que se trata de valor simbólico, uma vez que a avaliação da Sermcomtel resultou em valor negativo, assim como estudos feitos pela Copel, a outra acionista estatal. 

Ainda de acordo com a Prefeitura de Londrina, a Copel já manifestou o interesse de fazer a venda integral das ações que possui, assim como o próprio município. Os interessados devem apresentar proposta e garantias em 10/8, junto à B3. O pregão está previsto para 18/8. 


Internet Móvel 3G 4G
Proteja os seus dispositivos IoT. A LGPD chegou e pode pesar no bolso

As corporações estão obrigadas a repensar a proteção de dados. Atualizações constantes, trocas de senhas, autenticação em dois fatores são exemplos de medidas básicas que precisam ser massificadas. 

Oi entra na disputa do mercado de marketplaces para consolidar marca de consumo

Plataforma OiPlace chega ao mercado com mais de 3 mil produtos. Tele também incluiu canal ao vivo no Oi Play, a partir da mudança da regra de conteúdo na Internet pela Anatel.

Em três meses, Anatel e PF apreendem mais equipamentos irregulares que em todo 2019

Somente entre julho e setembro deste 2020 foram 243,7 mil equipamentos sem certificação, entre baterias, carregadores, TV boxes, smartwatches e conversores digitais com Wi-Fi.

5G: Teles insistem em filtro nas parabólicas e rejeitam migração da TV

Estudo contratado pelas operadoras diz que mitigação da inferências do 5G nas antenas custaria R$ 224 milhões, enquanto transferir a recepção para a Banda Ku, acima de 10 GHz, seria R$ 1,8 bilhão. 

Para vender Correios, Minicom transforma Anatel em Agência Nacional de Comunicações

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, à Presidência da República o projeto de lei (PL) que cria as condições para a privatização dos Correios. Texto vai para o Congresso. Expectativa é fazer a privatização em 2022.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G