Londrina quer vender Sercomtel por R$ 130 milhões

Convergência Digital ... 10/07/2020 ... Convergência Digital

A Prefeitura de Londrina divulgou um novo edital para vender a Sercomtel, operadora que atua no município e tem cerca de 430 mil assinantes de telefonia e internet, mas passa por dificuldades financeiras a uma década. A primeira tentativa, em fevereiro, não teve interessados. 

“Como não houve interessados, definimos outro modelo. No primeiro, a disputa era pelo valor da capitalização. Agora, estabelecemos uma capitalização fixa, e também foi parcelado o valor”, explica o secretário municipal de Governo, Juarez Tridapalli,

Sob observação mais atenta da Anatel desde 2013, a Sercomtel tem estimados R$ 200 milhões em prejuízos acumulados e segundo o órgão regulador, precisa de algo como R$ 100 milhões em investimentos. Não por menos, o edital manteve o preço de R$ 130 milhões, sob a justificativa de aporte na reestruturação, aumento de investimentos e expansão da infraestrutura. 

A nova versão, no entanto, prevê o pagamento parcelado. Serão R$ 50 milhões no ato da subscrição das novas ações, enquanto os demais R$ 80 milhões deverão ser integralizados de acordo com a necessidade de caixa da Sercomtel de forma a serem atendidos os indicadores econômico-financeiros exigidos pela Anatel no prazo máximo de 18 meses a partir da subscrição. 

Pela mecânica do leilão, as propostas e lances serão sobre valor unitário das novas ações, com piso de R$ 0,01. A Prefeitura admite que se trata de valor simbólico, uma vez que a avaliação da Sermcomtel resultou em valor negativo, assim como estudos feitos pela Copel, a outra acionista estatal. 

Ainda de acordo com a Prefeitura de Londrina, a Copel já manifestou o interesse de fazer a venda integral das ações que possui, assim como o próprio município. Os interessados devem apresentar proposta e garantias em 10/8, junto à B3. O pregão está previsto para 18/8. 


Internet Móvel 3G 4G
Aplicações são prioridade no laboratório 5G da NEC no Brasil

Com a meta de ser um orquestrador do 5G na sua volta à telefonia móvel, a NEC estrutura um laboratório, que começa a funcionar em janeiro de 2021, para fazer valer a validação das aplicações, conta o diretor da NEC, Roberto Murakami.

Carlos Baigorri toma posse no Conselho Diretor da Anatel

Em cerimônia no Ministério das Comunicações, o novo conselheiro afirmou que "a Anatel tem diversos desafios para o ano que vem, como o leilão de 5G, e temos que garantir que a conectividade chegar a todos rincões do País, com qualidade e a preços acessíveis à população para que todos os brasileiros possam exercer a sua cidadania”.

Feninfra diz que sem desoneração da folha país perde R$ 2 bilhões e 500 mil empregos em Telecom

Segundo a presidente da entidade, Vivien Suruagy, caso o Congresso não derrube o veto de Bolsonaro à medida, haverá um "apagão de tecnologia" no país.

STJ confirma condenação da Telefônica por falta de cartões telefônicos

Multa estipulada foi de R$ 3 milhões, por conta da não venda de cartões indutivos de 20 unidades. Condenação da operadora foi mantida pela 1ª Turma do Superior Tribunal de Justiça.

Oi entra na disputa do mercado de marketplaces para consolidar marca de consumo

Plataforma OiPlace chega ao mercado com mais de 3 mil produtos. Tele também incluiu canal ao vivo no Oi Play, a partir da mudança da regra de conteúdo na Internet pela Anatel.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G