INOVAÇÃO

Governo discute regras para uso de drones na agricultura

Luís Osvaldo Grossmann ... 10/07/2020 ... Convergência Digital

O Ministério da Agricultura abriu uma consulta pública, por 60 dias, para discutir regras para o uso de drones em atividades agropecuárias. Notadamente para aplicação de agrotóxicos e afins, adjuvantes, fertilizantes, inoculantes, corretivos e sementes, etc. 

Em forma de instrução normativa, ela trata dos equipamentos das classes 2 e 3 da ANAC, ou seja, drones com 25 a 150 quilos e de 25 gramas a 25 quilos, respectivamente – drones maiores de 150 quilos são tratados na regra específica de aviação agrícola. 

A proposta exige que todos os operadores de drones de pulverização, seja pessoas físicas ou jurídicas, tenham registro no Ministério, qualificados para operar os equipamentos e aplicar o produto com segurança. Empresas precisam contar com engenheiro agrônomo, piloto agrícola remoto certificado pelo MAPA e técnico agrícola com curso de executor em aviação agrícola para as missões em campo.

No caso dos agricultores, será preciso contratar um engenheiro agrônomo e piloto agrícola remoto certificado. Tanto as empresas, quanto os agricultores terão que fazer os relatórios técnicos de cada operação, que deverão ser guardados por, no mínimo, dois anos e ficarão à disposição de eventuais fiscalizações do Ministério.

Entre as normas previstas, não será permitida a aplicação aérea de agrotóxicos e afins, adjuvantes, fertilizantes, inoculantes, corretivos e sementes em áreas situadas a uma distância mínima de 50 metros de povoações, cidades, vilas, bairros, de mananciais de captação de água para abastecimento de população, cursos d’água, nascentes, moradias isoladas e agrupamentos de animais e pessoas não envolvidas com a operação. Além disso, deve ser respeitada a altura máxima de voo, de até dez metros acima da cultura alvo.


Cloud Computing
Digisystem monta time de cientistas de dados para gestão de riscos

Unidade de Data & Risk trata dos processos de data lake, analytics, business intelligence, machine learning, deep learning e inteligência artificial. Objetivo é levar às corporações análises preditivas de dados para a tomada de decisão.

Polícia Federal quer usar drones no combate aos crimes eleitorais.

Expectativa é que mais de 100 drones sejam usados para inibir e flagrar condutas ilegais na eleição deste ano.

Fiemg lab e Fiat Chrysler automóveis (FCA) buscam startups de Supply Chain e Manufatura

Competição está com inscrições abertas até o dia 28 de outubro. Oito projetos serão selecionados e terão testes industriais em 2021.

Waze: força das comunidades e dos 50 mil voluntários fazem a diferença

A colaboração é o segredo do sucesso do Waze e estabelecer canal ativo com os clientes é missão, contou a Global Group Manager, Hila Roth.

Inovar é deixar de olhar para o próprio umbigo

Marcelo Salim, da IBM, Percival Jatobá, da Visa e Ana Leão, da Isobar, assumem que o consumidor é quem está selando o destino das marcas e com voz mais ativa.

TOTVS Techfin: Na crise, sobrevivem os mais adaptáveis às mudanças

O momento exige resiliência e perseverança, mas a crise acelerou uma jornada e colocou, de vez, o consumidor como o centro dos negócios, afirmou Eduardo Neubern, diretor-executivo da Totvs Techfin.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G