Clicky

Convergência Digital - Home

Prefeitura de Jundiaí usa IA e nuvem pública da IBM no combate à Covid-19

Convergência Digital
Convergência Digital* - 03/07/2020

A Prefeitura de Jundiaí - no interior de São Paulo - adotou assistente virtual, batizado de MILLA, baseado no IBM Watson Assistant na nuvem pública da IBM, e desenvolvido pela Masterdom, para ajudar a responder as dúvidas dos cidadãos relacionadas à pandemia de COVID-19, de forma rápida e disponível 24x7 através do website jundiai.sp.gov.br/coronavirus.

"A transparência e o acesso às informações são, também, auxiliares no combate à pandemia. Entendemos que para ter êxito nas ações de enfrentamento, é necessário que haja esforços conjuntos entre o governo e a população. Por isso, fizemos o sistema de monitoramento do coronavírus chegar às pessoas para mostrar o cenário epidemiológico real da cidade e facilitar o entendimento sobre a necessidade de prevenção. Agora, com a nova ferramenta para assistência virtual, conseguimos fortalecer as medidas preventivas colocadas em prática pela Prefeitura. Trata-se de uma doença nova e todas as alternativas lançadas para esclarecimentos de dúvidas devem estar ao alcance das pessoas", avalia o Prefeito de Jundiaí Luiz Fernando Machado.

O assistente virtual 'MILLA' oferece à população um canal de fácil acesso onde as pessoas podem tirar suas dúvidas de forma rápida e apropriada. A solução visa prover respostas automatizadas às perguntas frequentes sobre sintomas, recomendações de saúde e higiene, orientações sobre os serviços municipais e outras dúvidas relacionadas a COVID-19. A MILLA também é habilitada para direcionar o atendimento a um especialista humano, caso o usuário precise de apoio adicional emocional ou de saúde.

A plataforma MILLA utiliza recurso de IA baseado no IBM Watson Assistant e foi alimentada com dados disponibilizados por profissionais da Prefeitura de Jundiaí, para responder aos cidadãos com informações oficiais nacionais e municipais. O assistente virtual foi treinado por especialistas da Masterdom com o apoio e desenvolvimento das integrações técnicas da CIJUN - Companhia de Informática de Jundiaí - e pode entender e interagir com as pessoas em linguagem natural.

"Estamos em um momento crucial para a cidade de Jundiaí, no qual a cooperação entre os setores privado e público é essencial para melhorar cada vez mais o atendimento aos cidadãos, e neste sentido nossa parceria com a Masterdom e com o uso da tecnologia IBM foi fundamental", diz Amauri Marquezi, CEO da CIJUN. "O uso de novas tecnologias, como inteligência artificial, nos ajuda a estar mais perto dos cidadãos, a reduzir tempos de espera, a atender às suas necessidades atuais em termos de informação, dar assistência e até suporte psicológico".

"Nós, na IBM, estamos trabalhando com nossos clientes para ajudá-los a emergir ainda mais fortes deste momento sem precedentes que estamos vivendo. Estamos comprometidos em atender suas necessidades atuais com soluções duradouras que poderão nos fortalecer como indivíduos, instituições e como sociedade. Como parte desses esforços, é um grande prazer ajudar a Masterdom e a Prefeitura de Jundiaí com tecnologias de cloud e IA para ajudá-los a engajar os cidadãos, em qualquer lugar", comenta Tonny Martins, Gerente Geral da IBM Brasil.

"A ideia da Masterdom foi incentivar o uso da tecnologia e da nossa plataforma Milla que já possui conhecimento preparado para algumas áreas das empresas, inclusive sobre a Covid-19, ajudando a esclarecer e conscientizar o máximo de pessoas possível sobre a doença através da inteligência artificial", diz Marcos Roberto de Barros Silva, Sócio-Diretor da Masterdom.


Destaques
Destaques

Por que se tornar uma empresa data-driven?

Data-driven ou orientada a dados. É esse o novo lema das companhias que, cada vez mais, estão armazenando e analisando dados em busca de insights de negócios. Mas o que as empresas devem fazer para abraçarem os dados de forma a promover benefícios estruturais e longevos? A resposta não é simples.

TIM une big data,LPA e robôs para controle do pagamento de impostos

Operadora elegeu a inteligência artificial para processar grandes e complexos volumes de dados com o SAS e a KPMG. Investimento ficou em torno de US$ 500 mil, ou R$ 2,65 milhões, mas parte dele já foi recuperado em pouco mais de seis meses.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Serviços SaaS, proteção de dados e a LGPD

Por Eder Miranda*

Ter um plano abrangente de proteção adicional de dados para as plataformas SaaS é vital para os negócios, uma vez que as empresas não podem abrir sem ter o controle sobre o que está sendo protegido e sobre a maneira como isso está sendo feito pelos fornecedores de software como serviço.

Cloud é bom, mas quem gerencia?

Edmilson Santana*

Se a nuvem soluciona problemas de um lado, de outro sua operação demanda a formação de um time capaz de traduzir demandas de negócio em continuidade operacional, e isso de forma ágil, produtiva e consistente.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site