NEGÓCIOS

Quase 60% das grandes empresas brasileiras não estão prontas para a LGPD

Convergência Digital* ... 01/07/2020 ... Convergência Digital

Cerca de 60% das empresas não atendem as exigências da nova lei, que pode entrar em vigor ainda em 2020, aponta o Índice LGPD ABES, feito em parceira entre a Associação Brasileira das Empresas de Software e a EY. Os dados são oriundos da ferramenta de diagnóstico online e gratuita que permite que as empresas verifiquem seu nível de adequação à nova lei de proteção de dados. A plataforma conta com informações de aproximadamente 900 empresas, das quais apenas 40,56% atendem aos requisitos da LGPD. Entre as empresas respondentes, 31,8% já sofreram incidente de violação nos últimos dois anos e 75,5% realizam coleta de dados considerados sensíveis.

"Quando analisamos os números de empresas de grande porte, ficamos ainda mais preocupados: somente 38,31% delas estão atualmente em conformidade. O Presidente da República sancionou a Lei 14.010/2020, que dispõe, dentre outros temas, a respeito do adiamento da vigência dos artigos 52 a 54 da LGPD que tratam das sanções administrativas, para 1º de agosto de 2021. No entanto, as empresas precisam se adequar rapidamente pois há muito a ser feito", explica Rodolfo Fücher, presidente da ABES, associação que tem como objetivo assegurar um ambiente propício para inovar, dinâmico, ético e competitivo globalmente. Sobre as empresas de pequeno e médio porte, com 20 a 99 empregados, 41,67% delas estão de acordo com a LGPD.

Roraima é o estado brasileiro que apresenta melhores índices de conformidade: 72,73%. Em contrapartida, no Rio Grande do Norte o número é de apenas 8,04%. Entre os setores, o destaque é o de Bens de Consumo, com 46,29%. As empresas de Agronegócios apresentam índice de 33,47%. O setor Financeiro aparece com 34,70% de índice de conformidade, sendo que 49,1% das empresas que responderam o questionário sofreram incidente de violação nos últimos 2 anos e 81,1% realizam coleta dos dados sensíveis.

Para Marcos Sêmola, sócio de Cibersegurança da EY, a ferramenta tem um forte papel educacional junto ao mercado brasileiro. "Queremos fomentar a participação das empresas para orientá-las, de forma gratuita e com total privacidade, sobre como cumprir a lei e a importância de realizar essa adequação o mais rápido possível. É uma maneira de oferecermos um serviço à sociedade inteiramente conectado ao nosso propósito empresarial, que é o de construir um mundo de negócios melhor", afirma.

Criado para que as empresas que estão em fase de adaptação de seus processos à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) verifiquem seu nível de adequação ao projeto, a ABES e a EY criaram a ferramenta online Diagnóstico LGPD. A solução consiste em um questionário por meio do qual as empresas podem fazer uma autoavaliação quanto aos diferentes pontos exigidos pela lei. Após o preenchimento, a ferramenta oferece um diagnóstico quanto ao grau de adequação da empresa com sugestões contextualizadas ao resultado.

Para utilizar a ferramenta, não é preciso, nem possível, enviar informações pessoais ou referentes à empresa, como nome, CPF/CNPJ, entre outras. Após o preenchimento do questionário, o relatório em PDF é disponibilizado para download com informações referentes ao nível de adequação e com sugestões para melhoria - não é possível acessar este documento posteriormente. Os dados, enviados anonimamente, geram o índice LGPD ABES sobre o cenário de compliance das companhias brasileiras em relação a nova lei. Acesse o índice e faça o diagnóstico. A ferramenta é gratuita e está à disposição de todas as empresas, sendo associadas da ABES ou não.


Cloud Computing
Hospital Care vai às compras e reforça transformação digital

Com foco em fusões e aquisições no setor de saúde, a holding vem obtendo inúmeros ganhos de integração e sinergia entre as empresas adquiridas e suas diferentes soluções locais, passando a atuar por meio de um Centro de Serviços Compartilhados que provê serviços corporativos a todas as unidades do grupo. Empresa aposto no SAP S/4HANA.

Cientista de dados: seja investigativo, analítico e curioso

Não há um perfil delimitado para o cientista de dados, o que significa que ele pode ser um 'profissional mais rodado e experiente' ou uim jovem recém-saído das universidades. Mas há um ponto essencial: a multidisciplinaridade, aponta o professor e especialista em ciência de dados do Instituto de Gestão e Tecnologia da Informação (IGTI), João Carlos Barbosa.

Acesso Digital recebe aporte e entra na briga pelo mercado de Telecom

Empresa, criada em 2007, trabalha com reconhecimento facial e assinatura eletrônica, recebeu um investimento de R$ 580 milhões liderado por SoftBank e General Atlantic.

iFood compra SiteMercado e avança em entregas de mercadorias

Portal reúne vendedores em 476 cidades de 24 Estados do país. Valor do negócio não foi revelado.

PMEs do Brasil estão longe da maturidade digital

Estudo indica que 51% dos pequenos negócios estão em fase inicial de digitalização, o que deixa o Brasil na 18ª posição global nesse tipo de avaliação. Levantamento projeta que até US$ 9 bilhões, ou quase R$ 50 bilhões, podem

Mercado celular despenca 30,7% no 2º trimestre

Dificuldades no abastecimento, fechamento do comércio por conta da Covid-19. Quase 800 mil aparelhos foram vendidos no mercado cinza, uma alta de 8,3% em relação ao mesmo período no ano passado, diz a IDC Brasil.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G