Bolsonaro não se pronuncia, mas ouve defesa estratégica da Telebras

Luís Osvaldo Grossmann ... 23/06/2020 ... Convergência Digital

O presidente Jair Bolsonaro participou mudo e saiu calado da inauguração, nesta terça, 23/6, do centro de operações espaciais da Telebras e do Comando da Aeronáutica. O Cope atualmente controla o satélite geoestacionário de defesa e comunicações, mas foi criado com a expectativa de gerenciar toda uma futura constelação de artefatos espaciais. 

Bolsonaro, que incluiu a estatal na lista de privatizações, nada comentou nos 40 minutos de solenidade. Ouviu, porém, o presidente da empresa, Waldemar Gonçalves, defender a importância estratégica da Telebras para a inclusão digital e apresentar números que permitem sonhar com uma operação superavitária. 

“O satélite geoestacionário de defesa e comunicações é apenas parte de um complexo sistema que inclui extensa infraestrutura terrestre. O Cope foi planejado e dimensionado para atender um sistema com diversos satélites geoestacionários e de órbita baixa”, afirmou Waldemar Gonçalves. 

Ele ressaltou que a empresa encerrou 2019 com 11 mil pontos de conexão via SGDC instalados e 3 milhões de alunos conectados, “diminuindo a desigualdade social e levando incluso digital a pessoas que vivem fora da área de interesse econômico das operadoras comerciais. 

Segundo ele, nos últimos 18 meses, a Telebras quadruplicou a oferta de internet, aumentou a receita liquida em 55%, reduziu custos em 4%, e converteu um Ebitda de R$ 23 milhões negativos para R$ 28 milhões positivos. “Em dezembro de 2019 tivemos o maior lucro mensal desde 2013”. A estatal fechou o ano passado com prejuízo de R$ 237 milhões. 

O centro de operações especiais custou R$ 134 milhões e foi instalado em área do Comando de Operações Aeroespaciais, em Brasília. Além desse Cope na capital há um centro secundário no Rio de Janeiro, outros três gateways (SC, BA e MS), e oito sistemas de monitoramento pelo país. 

“É importante termos domínio dessa tecnologia, de soberania, de construir, lançar e controlar foguetes e satélites. Quando a gente olha nossas necessidades, vemos o quanto um sinal de satélite para levar informação, controlar fronteira, proteger o meio ambiente, como os satélites são essenciais”, apontou o ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcos Pontes. 

Já o novo ministro de Comunicações, Fabio Faria, afirmou que “a comunicação via satélite é vital para a defesa da soberania e desenvolvimento da nação”, e que a conectividade é fundamental. “Gostaria de ressaltar a importância desse satélite em nossas vidas. Ele leva informação, conhecimento e segurança aos brasileiros, permite ao governo ampliar capacidade de conexão para universidades, escolas, hospitais, centros de pesquisas e outros pontos de interesse público”.


Internet Móvel 3G 4G
OpenRAN aberta: o xeque-mate do xadrez geopolítico do 5G

Fornecedores precisam  se comprometer mais com a compatibilidade com RAN aberta e os EUA precisam correr  para não perder de vez mercado para Ásia e Europa, advertiu o vice-presidente de estratégia de rede da Telus, Bernard Bureau.

Relator no Senado propõe desoneração de IoT e VSats sem mudar texto da Câmara

Relator do PL 6549/19 na CCT, senador Vanderlan Cardoso (PSD-GO) sustenta que isenção de Fistel, Condecine e CFRP vai, na prática, aumentar a arrecadação . “Ganho líquido na arrecadação será de R$ 2,9 bilhões”, afirma. 

Empate suspende decisão do STF sobre desbloqueio de celular em 24 horas

Operadoras questionam no Supremo uma lei do Rio de Janeiro que determina o desbloqueio da linha 24 horas após quitação de dívida. Placar está em 5 a 5. 

Para Oi, assinatura básica teria que ser acima de R$ 100 para pagar concessão

Presidente da Oi, Rodrigo Abreu, diz que a pandemia foi ruim para o setor e que a busca pelo equilíbrio é fundamental. “O ‘break even’ seria mais caro que um pacote básico de banda larga."

Copel Telecom marca privatização para novembro e quer R$ 1,4 bilhão

Edital de venda do braço de telecomunicações da estatal paranaense de energia é previsto para 21/9. Empresa tem 34 mil km de fibras em 399 municípios. 

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G