Bolsonaro não se pronuncia, mas ouve defesa estratégica da Telebras

Luís Osvaldo Grossmann ... 23/06/2020 ... Convergência Digital

O presidente Jair Bolsonaro participou mudo e saiu calado da inauguração, nesta terça, 23/6, do centro de operações espaciais da Telebras e do Comando da Aeronáutica. O Cope atualmente controla o satélite geoestacionário de defesa e comunicações, mas foi criado com a expectativa de gerenciar toda uma futura constelação de artefatos espaciais. 

Bolsonaro, que incluiu a estatal na lista de privatizações, nada comentou nos 40 minutos de solenidade. Ouviu, porém, o presidente da empresa, Waldemar Gonçalves, defender a importância estratégica da Telebras para a inclusão digital e apresentar números que permitem sonhar com uma operação superavitária. 

“O satélite geoestacionário de defesa e comunicações é apenas parte de um complexo sistema que inclui extensa infraestrutura terrestre. O Cope foi planejado e dimensionado para atender um sistema com diversos satélites geoestacionários e de órbita baixa”, afirmou Waldemar Gonçalves. 

Ele ressaltou que a empresa encerrou 2019 com 11 mil pontos de conexão via SGDC instalados e 3 milhões de alunos conectados, “diminuindo a desigualdade social e levando incluso digital a pessoas que vivem fora da área de interesse econômico das operadoras comerciais. 

Segundo ele, nos últimos 18 meses, a Telebras quadruplicou a oferta de internet, aumentou a receita liquida em 55%, reduziu custos em 4%, e converteu um Ebitda de R$ 23 milhões negativos para R$ 28 milhões positivos. “Em dezembro de 2019 tivemos o maior lucro mensal desde 2013”. A estatal fechou o ano passado com prejuízo de R$ 237 milhões. 

O centro de operações especiais custou R$ 134 milhões e foi instalado em área do Comando de Operações Aeroespaciais, em Brasília. Além desse Cope na capital há um centro secundário no Rio de Janeiro, outros três gateways (SC, BA e MS), e oito sistemas de monitoramento pelo país. 

“É importante termos domínio dessa tecnologia, de soberania, de construir, lançar e controlar foguetes e satélites. Quando a gente olha nossas necessidades, vemos o quanto um sinal de satélite para levar informação, controlar fronteira, proteger o meio ambiente, como os satélites são essenciais”, apontou o ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcos Pontes. 

Já o novo ministro de Comunicações, Fabio Faria, afirmou que “a comunicação via satélite é vital para a defesa da soberania e desenvolvimento da nação”, e que a conectividade é fundamental. “Gostaria de ressaltar a importância desse satélite em nossas vidas. Ele leva informação, conhecimento e segurança aos brasileiros, permite ao governo ampliar capacidade de conexão para universidades, escolas, hospitais, centros de pesquisas e outros pontos de interesse público”.


Internet Móvel 3G 4G
Huawei dá o troco e Qualcomm alerta para o risco dos EUA perder muito dinheiro

Em documentos ao governo dos EUA, a fabricante adverte que o bloqueio não vai impedir acesso da fabricante à tecnologia de ponta, mas sim prejudicar os fornecedores americanos, inclusive, no 5G. Huawei já avisou que Mate 40 será último com chip Kirin.

Anatel recria 10 colegiados após extinção por Decreto presidencial

Uso do Espectro, Defesa dos Usuários, Prestadoras de Pequeno Porte, Aferição da Qualidade, Ofertas de Atacado, Acompanhamento de Redes são alguns dos grupos reestabelecidos pela agência. 

Reclamações contra oferta de banda larga crescem 40% com a quarentena da Covid-19

Queixas na Anatel cresceram especialmente a partir de março. No conjunto dos serviços, agência recebeu 1,52 milhão de reclamações entre janeiro e junho. Também houve um aumento de 20% com relação à telefonia móvel.

Oi quer corte de dívida com Anatel por desequilíbrio na concessão

“Tem que fazer um PGMU mais leve para que a gente possa respirar”, defende a diretora regulatória, Adriana Costa. Anatel esclarece que concessão não é sinônimo de lucro garantido. 

Huawei defende reserva de 500 MHz da faixa de 6GHz para as teles

Para o diretor da Huawei Brasil, Carlos Lauria, a reserva técnica é a melhor garantia para aguardar a evolução da tecnologia. "Se der tudo agora, não tem como voltar atrás depois", observa o executivo.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G