Clicky

SEGURANÇA

STF vai julgar acordo de compartilhamento de dados entre Serpro e ABIN

Convergência Digital* ... 19/06/2020 ... Convergência Digital

O Partido Socialista Brasileiro (PSB) ajuizou, no Supremo Tribunal Federal (STF), a Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 695, com pedido de suspensão do compartilhamento de dados dos mais de 76 milhões de brasileiros que possuem Carteira Nacional de Habilitação (CNH) pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) com a Agência Brasileira de Inteligência (Abin). A ADPF foi distribuída ao ministro Gilmar Mendes, que solicitou informações à União a serem prestadas em até 48 horas.

Com base no Decreto 10.046/2019, que dispõe sobre o compartilhamento de dados no âmbito da administração pública federal, a Abin e o Serpro firmaram acordo para o compartilhamento de informações como nome, filiação, endereço, telefone, dados dos veículos e foto de todo portador de carteira de motorista no país. O partido sustenta que a medida viola o direito à privacidade, à proteção de dados pessoais e à autodeterminação informativa, além de afrontar a dignidade da pessoa humana.

Segundo o PSB, o compartilhamento não se enquadra nas hipóteses previstas no Decreto 10.046/2019 nem encontra respaldo na legislação que rege a atuação da agência de inteligência. A transferência “massiva e indiscriminada” de dados estaria sendo operacionalizada sem transparência e à revelia dos titulares, que não receberam qualquer informação sobre o compartilhamento nem qualquer esclarecimento sobre o tratamento a ser realizado pela Abin. Para o partido, a medida subverte a finalidade para a qual os dados pessoais foram inicialmente coletados, destinando-os a um órgão e a um propósito inteiramente incompatíveis com a motivação original.

* Com informações do STF


Justiça do Rio derruba liminar de 2017 que exigia biometria em estádios

Para a 5ª Câmara Cível do TJRJ, não existe norma jurídica que expressamente imponha aos clubes, às federações e às confederações o dever de instalar nos estádios sistema de biometria para controle de acesso.

Abranet: Uma startup vira pó se tiver um vazamento de dados

A segurança e a proteção dos dados é preocupação zero para as empresas nascentes porque quem tiver uma falha, vai desaparecer, advertiu o presidente da Abranet, Eduardo Neger. Segundo ele, credibilidade implica sucesso ou o fracasso no negócio na Internet.

Leis nacionais não garantem segurança a uma rede transnacional como a internet

“Historicamente, a internet não nasceu preocupada com segurança. São adições que estão sendo feitas em voo, como DNSSEC e HTTPS”, diz o presidente do NIC.br, Demi Getschko.

Apenas 32% das empresas brasileiras têm área própria voltada para cibersegurança

Cibersegurança é considerada muito importante para mais de 80% das empresas, mas não é uma prioridade no orçamento para 39%, conforme mostra o Barômetro da Segurança Digital, realizado pela Mastercard. A boa nova é que a maioria enxerga positivamente o impacto da LGPD.



  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G