INOVAÇÃO

Economia decide liquidar a CEITEC, mas MCTI quer preservar patentes geradas

Ana Paula Lobo* ... 11/06/2020 ... Convergência Digital

O Ministério da Economia decidiu não mais privatizar, mas, sim, liquidar a CEITEC, criada no governo Lula para ser a estatal indutora de uma indústria nacional de microeletrônica. Os responsáveis pelo projeto de privatização sustentaram em reunião do Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos, nesta terça-feira, 10/06, que a decisão era a de recomendar a liquidação da estatal de chips por falta de interessados. A venda estava articulada para o começo de 2021.

Ao Jornal do Comércio, de Porto Alegre, um dos fundadores e articuladores da CEITEC, engenheiro e professor, Adão Villaverde, diz que a decisão 'é uma punhalada na estratégia da indústria 4.0 no Brasil'. Fato é que a CEITEC - que importou mestres, doutores e especialistas brasileiros que estavam atuando em outros países- não têm dado lucro há anos. O orçamento da estatal é de R$ 86 milhões e o faturamento fica, em torno, de R$ 15 milhões.

À reportagem, o secretário-executivo do, agora, Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovavção, Julio Semeghini, diz que há a intenção de transformar a CEITEC em uma Organização Social (OS) e, assim, preservar parte dos talentos - mestres, doutores e especialistas - e dos ativos, especialmente os intangíveis, como as patentes geradas nos últimos anos. A proposta é transferir isso para o ministério.

“A liquidação não será feita de qualquer forma. Não queremos ter uma interrupção nos projetos da Ceitec e se houver interessados em absorver a parte que não fará parte da OS, queremos que essa empresa mantenha essa produção industrial no País”, completou Semeghini.





Cloud Computing
BNDES abre linha especial para IoT, Big Data e digitalização

Chamada BNDES Crédito Serviços 4.0, linha tem limite por operação é de até R$ 5 milhões O prazo de pagamento é de até 120 meses, com carência de três a 24 meses. 

TOTVS Techfin: Na crise, sobrevivem os mais adaptáveis às mudanças

O momento exige resiliência e perseverança, mas a crise acelerou uma jornada e colocou, de vez, o consumidor como o centro dos negócios, afirmou Eduardo Neubern, diretor-executivo da Totvs Techfin.

Covid-19: Japão troca garçons por robôs em restaurantes

Equipado com sensores e câmeras 3D, robô custa R$ 5,2 mil por mês. Robô foi criado para 'fugir' das legislações restritavas impostas pelo governo por proteção contra a pandemia.

Tecnologias vestíveis crescem 21%, mesmo com câmbio alto e pandemia

Segundo a IDC, foram vendidos 208,3 mil dispositivos como ‘fitbands’ e ‘smartwaches’ no Brasil no segundo trimestre deste 2020. 

Startup nacional é acelerada para avançar no uso dos robôs de investimento

Solução da Allê Invest foi escolhida pelo Hupp, programa de aceleração da Abrapp - Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar - para ser acelerada. Mercado é estimado em US$ 18 trilhões no mundo, em 2025.

Brasileiro cria método mais simples de fazer fibra ótica

Iniciativa é do pesquisador Cristiano Cordeiro, professor do Instituto de Física da Universidade Estadual de Campinas (IFGW-Unicamp) e a fabricação se mostra muito mais simples, rápido e barato do que os tradicionais.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G