Home - Convergência Digital

Centro de Operações Rio usa rede neutra IoT da American Tower

Convergência Digital* - 08/06/2020

A Prefeitura do Rio de Janeiro e a American Tower fecharam uma parceria para que a prefeitura possa utilizar a infraestrutura de rede IoT da empresa para o desenvolvimento de soluções de cidades inteligentes. O Centro de Operações, que hoje já combina 200 camadas de dados para apoiar a geração de insights para gestão pública, viu na parceria uma oportunidade de habilitar novos casos de uso de interesse das cidades.

"Quanto mais sensores da cidade a gente conseguir trazer para dentro do COR, mais informações poderemos fornecer para os cidadãos, para que eles tomem a melhor decisão para o seu dia a dia", afirma o chefe executivo do Centro de Operações, Alexandre Cardeman. Um exemplo de solução que já está utilizando a infraestrutura de rede da ATC é a gestão de inundação em pontos críticos da cidade, desenvolvidos pela startup carioca Noah.

A solução foi desenvolvida na primeira fase do "Programa de Inovação COR", que teve como objetivo o endereçamento de desafios reais da cidade por meio de startups. A startup Noah venceu o programa pela relevância do desafio endereçado e eficiência na execução da solução, que consiste em sensores instalados em locais específicos da cidade e uma plataforma para gestão dos dados no dashboard do Centro de Operações, permitindo que a Prefeitura se antecipe em casos de alagamento. Com base nas chuvas passadas, foram mapeados diversos pontos de alagamento, que serviram de base para a instalação dos sensores.

Presente na cidade do Rio de Janeiro desde o piloto realizado em 2017, a rede neutra LoRaWAN da American Tower habilita casos de uso que demandem baixo consumo de energia e baixo custo, tais como telegestão para iluminação pública, semáforo e estacionamento inteligente, medição remota de água, luz e gás, gestão de ativos e mobilidade urbana, entre outros.

"Estamos presentes em mais de 63% do PIB nacional cobrindo mais de 260 municípios, e vemos cidades inteligentes como uma das verticais mais promissoras no âmbito de IoT. Entendemos que essa parceria irá apoiar tanto a prefeitura no aumento do nível de gestão da cidade quanto no desenvolvimento do ecossistema local de parceiros", comentou Daniel Laper, head de IoT da American Tower. A parceria é a primeira desta natureza para a ATC, que entende que acordos como este podem acelerar a maturação do mercado nessa vertical.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

09/09/2020
Anatel: Teles precisam ser claras do que querem para Internet das Coisas

02/09/2020
TIM quer parceria com startups em uso de 4G ou IoT em soluções para o campo

31/08/2020
Governo prevê isenção de taxas para Internet das Coisas e VSATs em 2021

28/08/2020
Economia promete zerar FISTEL para IoT no orçamento de 2021

24/08/2020
Sem Fistel, internet das coisas pode criar 7 milhões de empregos em cinco anos

21/08/2020
TICs,Indústria e agro pedem urgência ao Senado em votar mudanças no Fust e Fistel

18/08/2020
Covid-19 provoca um estrago no mercado de IoT no Brasil

18/08/2020
Ataques DDoS recrutam sensores IoT como drones

28/07/2020
A10 e CLM lançam laboratório de capacitação em IoT/5G

17/07/2020
Do Brasil para o mundo: IoT na irrigação de precisão

Destaques
Destaques

Claro: Sem antenas, São Paulo fica fora do 5G

CEO da Claro, Paulo Cesar Teixeira, criticou a miopia de executivos que ainda insistem em colocar restrições à implantação de antenas, como acontece na cidade de São Paulo. "5G é a grande plataforma para permitir um salto econômico mais vigoroso", advertiu.

Covid-19 não é desculpa e Brasil perde dinheiro e status ao atrasar o 5G

O mundo não vai esperar o Brasil resolver seus problemas e o 5G está acontecendo, advertiu o consultor sênior da Omdia, Ari Lopes. Governo terá de decidir se busca investimentos de longo prazo ou de curto prazo. Omdia prevê um impacto de US$ 1,1 trilhão no Brasil de 2021 a 2025.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Internet 5G traz disrupção para Telecomunicações até no modelo de negócio

Por Eduardo Grizendi*

Na RNP, estabelecemos um objetivo estratégico ambicioso – o de prover uma ciberinfraestrutura, segura, de alto desempenho e disponibilidade e, ao mesmo tempo, ubíqua, onipresente, em qualquer lugar e a qualquer hora, para nossas comunidades de educação, pesquisa e inovação.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site