NEGÓCIOS

Open Source perde cada vez mais espaço para o Windows nos servidores e some nos PCs

Ana Paula Lobo ... 04/06/2020 ... Convergência Digital

O Open Source pode ter recebido um 'abraço da morte' dos grandes fornecedores ao ser incorporado aos seus portfólios. A 31ª pesquisa da FGV EAESP de Tecnologia da Informação, conduzida pelo professor Fernando Meirelles, e divulgada nesta quinta-feira, 04/06, mostra que o open source está perdendo espaço de forma significativa nos servidores, onde despontou como grande opção de custo às empresas.

Se em 2009, o open source chegou a ter 31% de market share e apresentava uma tendência de crescimento nos servidores, hoje, ele está em baixa e deverá, em três anos, ficar com menos de 20% de participação, afirma o professor Fernando Meirelles.

Nos servidores, o Linux respondeu, em 2019,  por 22% de participação de mercado, com os sabores do open source, como o HP/UX e os Unix Like ficando com 5%. "As empresas realmente não estão mais investindo no Linux, Open Source, isso fica evidente", afirma Meirelles. O Windows, da Microsoft, - que ficou ameaçado - agora, nada de braçada e está em 77% dos equipamentos servidores.

Nos PCs, o Open Source nunca conseguiu ameaçar o reinado da Microsoft e cada vez mais estão fora desse mercado. O Windows está presente em 97% dos computadores das empresas, restando ao Open Source se contentar com 3% da preferência. A pesquisa da FGV ouviu 2.622 médias e grandes empresas em 2019. Um resumo da pesquisa pode ser acessado em: www.fgv.br/cia/pesquisa



Cloud Computing
Edge computing é estratégico para a Schneider Electric no Brasil

Companhia aposta no avanço da transformação digital para pequenas e médias empresas.  Empresa também dedica atenção à plataforma aberta habilitada para Internet das Coisas.

Cientista de dados vai muito além de um analista de BI

São os cientistas de dados que têm capacidade de levar milhares de variáveis em consideração para definir a melhor tomada de decisão, pontua Luiz Malere, gerente de customer advisor e inovação do SAS.

Cenário ainda é nebuloso, mas aumenta a confiança na indústria eletroeletrônica

Após quatro quedas consecutivas, o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) do Setor Eletroeletrônico, aumentou 9,3 pontos no mês de junho em relação a maio, mas ainda fica abaixo dos 50 pontos, indicando o receito das empresas com relação ao impacto da Covid-19.

Bradesco: Open Banking tem regulamentação agressiva e será uma agenda de ataque

O conselheiro do banco, Maurício Minas, diz que os grandes bancos vão adotar técnicas de defesa frente à concorrência, sem deixar de partir ao ataque. "Nós temos funding, balanço e credibilidade", salientou. Bradesco promete o uso massivo das nuvens híbridas.

Câmbio pressiona componentes e repasse vai chegar ao consumidor

Em sondagem realizada pela Abinee,  69% das empresas reportaram "pressões acima do normal".  O custo do frete também impacta os preços em tempo de redução de produção por conta da Covid-19.

Banco Bari e Paraná Banco unem transformação digital ao Open Banking

O Pari, nascido 100% digital, e o Paraná Banco, com 40 anos de atividades, identificam no Open Banking a oportunidade de avançar e consolidar linhas de serviços.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G