GESTÃO

Governo fica responsável pelos dados, mesmo com a venda do Serpro e Dataprev

Luís Osvaldo Grossmann ... 04/06/2020 ... Convergência Digital

O secretário de governo digital, Luis Felipe Monteiro, voltou a defender que a eventual privatização das grandes empresas de TI do Estado, Serpro e Dataprev, não terá impacto sobre a governança dos dados e mesmo dos sistemas informáticos. 

“Os dados e os sistemas não são propriedade das empresas. Eles são propriedade dos contratantes, dos órgãos. Então independente do modelo de operação das empresas, os dados continuarão sendo custodiados pelo governo e propriedade do próprio cidadão. Estamos bastante tranquilos em relação a esse elemento que é a propriedade do dado”, afirmou Monteiro.

Mais cedo, indicara que o movimento da administração federal em direção a um cadastro unificado dos cidadãos não implica em armazenamento centralizado. “Não é centralização de dados num só lugar. O que queremos dar é uma visão única de quem é o brasileiro, inclusive para induzir politicas públicas, mas manter os dados descentralizados e protegidos nas respectivas fortalezas.”

Segundo ele, as vantagens e desvantagens da privatização ainda estão sob análise. “Há prós, há contras. Isso está sendo estudado com extrema atenção para que a gente não tenha retrocessos e sim muitos avanços”, disse o secretário de governo digital ao discutir a transformação digital em webinar promovido pela agência InPress nesta quinta, 4/6. 

“A privatização das empresas está neste momento em estudo. O governo colocou a intenção, mas não decidiu ainda qual o modelo. Contratou o BNDES, para avaliar de forma ampla e extensiva quais são opções modelos alternativas, prós e contras de cada modelo de desestatização.”


Carreira
Vivo está com 1.000 vagas abertas call centers em Curitiba e Fortaleza

As etapas do processo seletivo e a admissão serão 100% digitais e os interessados têm de ter habilidade para trabalhar em home office. Precisam ter ensino médio completo, domínio de informática e pacote office.

Governo busca interesse dos órgãos federais em postos para carros elétricos

Acordo entre o governo federal e o governo do Distrito Federal já prevê a instalação de seis ‘eletropostos’, mas demanda pode aumentar esse número.

Governo chega à marca de 1 mil serviços públicos digitalizados

Desempenho mantém em curso a meta de digitalização total de 3,8 mil serviços até 2022. 

Intelit: Compras públicas têm de abrir espaço à inovação e às startups

O CEO da prestadora de serviços de TI, Lincoln dos Santos Pinto, observa que um processo de compra pública leva em torno de seis meses, o que atrasa a inovação. Sobre a venda do Serpro e Dataprev, lembra da LGPD e defende o Estado como tutor dos dados pessoais do cidadão.

Governo federal x sindicatos: Proibido o recolhimento da contribuição sindical dos servidores

Portaria publicada nesta segunda, 5/10, orienta sobre "impossibilidade de cobrança de contribuição sindical por parte do servidor público federal da Administração Pública federal direta, autárquica e fundacional".




  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G