GESTÃO

Serpro procura imóvel para nova sede em Brasília e espera cortar custo em 30%

Luís Osvaldo Grossmann ... 03/06/2020 ... Convergência Digital

O Serviço Federal de Processamento de Dados, Serpro, abriu uma chamada pública em busca de futura locação de imóvel para instalação da sede da estatal em Brasília. Sustenta a empresa que busca menor custo. E segundo as especificações, o próprio espaço deve ser menor que o atual. 

“A prospecção pretendida justifica-se pela necessidade de mudança do modelo de ocupação dos imóveis do Serpro na tentativa de reduzir os custos, com a identificação de espaço mais econômico em termos de despesas de custeio, proporcionando atender os objetivos estratégicos de garantir a sustentabilidade econômico-financeira e aprimorar a eficiência operacional”, diz o edital. 

Segundo justifica a empresa, “a situação econômica, aliada a taxas de juros historicamente baixas, impulsiona as empresas ao corte de custos e geração de receitas para manter e expandir seus negócios. Esse cenário leva as empresas a mudar a forma de gestão de seus ativos imobiliários, com a opção, por exemplo, de aluguel de prédios destinados a abrigar suas instalações, em vez de manter a posse dos imóveis”. A ideia começa na capital, mas será repetida nos estados. “Inicialmente, a prospecção será feita no mercado imobiliário de Brasília e, posteriormente, será estendida a outras regionais.”

Tanto a área como a capacidade especificadas indicam que a estatal busca um espaço menor. Segundo o Serpro, a densidade de ocupação é baixa. A procura é por imóvel com “área útil de no mínimo 6300 m2, com tolerância de 10% para mais ou para menos, entendendo-se como área útil a efetivamente utilizada pelo Serpro, excluindo-se: garagem/estacionamento, banheiros, portaria, caixa de elevadores, hall de circulação e escadas, área para as equipes de manutenção e serviços condominiais, auditório, salas multiuso e salas de treinamento”. 

Além disso, prevê capacidade para acomodar uma população fixa de aproximadamente 700 pessoas. Atualmente, trabalham na sede da estatal em Brasília 1.086 funcionários. O imóvel também deve estar localizado em até 4 km da Infovia metropolitana do Governo Federal em Brasília, “de forma a ser econômica e tecnicamente viável a efetivação da ligação”, bem como estar localizado em até 10 km da Esplanada dos Ministérios. 

Adicionalmente, deve possuir área disponível para instalação de quatro salas multiuso, quatro salas de treinamento e um auditório “a serem compartilhados com os demais usuários do local e disponibilizados mediante agendamento com pagamento por utilização”. Prevê, ainda, estacionamento privativo com no mínimo 75 vagas.

Em nota a esta Convergência Digital, o Serpro alinhou uma série de motivos que justificam o movimento: 

1) Prédios do Serpro com idade média de 40 anos, apresentando elevado custo operacional e demandando cada vez mais investimentos para assegurar níveis de segurança e funcionalidade.

2) Identificação de imóveis mais modernos e funcionais, incluindo serviços e facilidades com custo 30% inferior aos gastos atuais, com consequente eliminação de despesas de custeio logístico que podem ser direcionadas para a realização de investimentos.

3) Baixa densidade de ocupação dos imóveis (média de 14 m²/empregado, chegando a casos com 22 m²/empregado), quando o usual é 9 m²/empregado, conforme relação de área média útil por servidor estabelecida no Decreto 7.689/2012.

4) Perspectiva futura de baixa ocupação dos imóveis com a possibilidade de ampliação do trabalho remoto.

5) Estruturas de grandes dimensões, voltadas para um conceito de grandes unidades de digitação e processamento, ou mesmo de fábrica, desatualizadas com as práticas atuais.

6) Possibilidade de desmobilização de ativos com a venda das propriedades, o que resulta em obtenção de receitas extraordinárias e essenciais para a continuidade do negócio, em especial neste momento de frustração de receitas, decorrente dos cortes orçamentários impostos ao governo federal além do cenário de crise.


Petrobras adota satélite de baixa órbita para reduzir tempo de transmissão de dados

Estatal contratou satélites de órbita média terrestre para reduzir em 75% a transmissão de dados. Tecnologia vai ser usada em outras oito plataformas da Petrobras, instaladas nos campos de Búzios, Lula, Berbigão e Atapu.

Apenas 15% das PMEs conseguiram crédito durante pandemia de Covid-19

Pesquisa do SEBRAE, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas, mostra que apenas 1 milhão das pequenas e médias empresas conseguiram recursos bancários por falta de garantia e/ou nome negativado. Venda por aplicativos e pela Internet foi a saída para evitar o fechamento dos negócios.

MP que adota biometria e revê certificado digital tem 76 emendas no Congresso

Entre as propostas, gratuidade de certificados digitais para brasileiros inscritos no Cadastro Único dos Programas Sociais.

eSocial: Recolhimento previdenciário de maio adiado para novembro

Gestão do sistema avisa que vai ajustar a DCTFWeb para emitir DARF com os novos vencimentos. 




  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G