Convergência Digital - Home

Serpro e Economia criam ‘Mapa de Empresas’, com Big Data das Juntas Comerciais

Convergência Digital
Convergência Digital* - 29/05/2020

O Serpro e a Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia lançaram uma ferramenta de análise de dados sobre abertura e fechamento de empresas no Brasil. Chamado ‘Mapa de Empresas’, a aplicativo permite a análise de mercados, concorrência, clientes e fornecedores por tipo de atividade econômica dos empreendimentos.

"Criamos a ferramenta para impulsionar os negócios com dados precisos. Devemos abrir todos os dados que subsidiem decisões dos empresários e do próprio governo sobre as oportunidades e desafios para empreender no país", diz o secretário especial de Desburocratização, Paulo Uebel. 

O ‘Mapa’ é fruto da integração digital empreendida pela Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim), coordenada pelo Ministério da Economia e que reúne entidades representativas das 27 Juntas Comerciais. Nas Juntas, são registradas abertura, alterações e encerramento das empresas do país. Agora, os dados regionalizados são obtidos mais rapidamente e é possível cruzá-los de forma mais organizada.

Informações extraídas do Mapa demonstram que o Brasil encerrou o 1º trimestre deste ano com 18.296.851 empresas ativas. É um saldo positivo de mais de meio milhão de empresas (no total, 554.579 a mais). Foram abertas 846.957 empresas e fechadas, no período, 292.378.

As atividades de maior crescimento foram de ‘cabeleireiros, manicure e pedicure’, com 45.397 empresas abertas; ‘comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios, com 42.864 empresas; ‘promoção de vendas’, 36.120; ‘obras de alvenaria’, 29.929; e ‘fornecimento de alimentos preparados preponderantemente para consumo domiciliar’, 23.383.

A atualização do ‘Mapa de Empresas’ será mensal. "Com a solução, é possível ter rapidamente uma radiografia do mercado brasileiro", observa o presidente do Serpro, Caio Mario Paes de Andrade. "A ferramenta permite a obtenção de dados de negócios livremente, possibilitando obter insights para a tomada de decisões".


Cientista de dados vai muito além de um analista de BI

São os cientistas de dados que têm capacidade de levar milhares de variáveis em consideração para definir a melhor tomada de decisão, pontua Luiz Malere, gerente de customer advisor e inovação do SAS.

Destaques
Destaques

Metade das empresas no Brasil não confia na própria análise dos dados

Levantamento da Serasa Experian mostra ainda que 42% das companhias brasileiras admitem perder dinheiro com a má qualidade das informações. Má governança é vista como um desafio a ser superado. O mais grave: mais de 70% destão sem estratégia para superar essa etapa.

Dataprev vai comprar Inteligência Artificial e exige uso da nuvem pública

Estatal de TI não revela o montante a ser pago, mas diz que contrato será de 24 meses e inclui capacitação técnica dos funcionários, no modelo de serviços por demanda. Propostas devem ser enviadas até o dia 20 de julho.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Dados em tempo real fazem toda a diferença no e-commerce

Por Leandro Rodriguez*

O tempo se tornou o fator crítico no relacionamento entre vendedor e comprador. Levar informações em tempo real a uma filial local ou a gerentes de loja pode ser determinante para a aquisição de clientes e, consequentemente, aumentar as vendas.

Transformação digital exige eficiência no gerenciamento

Por Luiz Fernando Souza*

Prevenir é sempre melhor do que remediar. Essa é uma máxima que precisa ser aplicada à transformação digital, e vale quando falamos da gestão dos servidores. E as razões são simples: é menos sofrido, menos dolorido e mais barato manter uma rotina de trabalho focada na manutenção, preservando com inteligência dados e sistemas.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site